Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Birras

por t2para4, em 27.02.11

Hoje sair e passear correu muito muito mal e não sei explicar porquê: não me esqueci de dar a medicação, as piolhas dormiram a sesta, iam bem dispostas, não percebo.

Foi para esquecer: estivemos mais perto de casa mas nem assim – queriam soltar-se e pendurar-se nos muros, queriam correr sei lá para onde, queriam largar as mãos perto do rio com uma corrente incrível, foi terrivelmente cansativo. Saímos de lá com elas aos gritos e vieram assim até casa. Foi uma sinfonia estridente de gritos e uma birra como já há muito não via que durou desde as 16h30 até às 18h. Pensei que ia enlouquecer porque não parava de me lembrar da última birra de uma delas nesses moldes: durou 40 minutos de gritos e choro non-stop. Hoje foi mais tempo e foram as duas... Os olhos delas estavam tão inchados que nem abriam na totalidade e às 21h já estavam na cama a dormir...

 

Hoje sinto-me verdadeiramente cansada, inútil e fracassada.

 

Já agora, se alguém tiver truques, dicas e afins para acalmar birras, agradeço. Mas birras na verdadeira acepção da palavras, não daquelas fitinhas que passam com uma bela palmada no rabo - birras daquelas em que se atiram ao chão, gritam, choram, balbuciam coisas que ninguém entende e choram e gritam e choram e gritam e choram e gritam e a certa altura já não sabem porque choram e gritam e começam a bater com a cabeça ou a morder os dedos e isto dura horas... Uma birra autista. Help?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:27

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Célia a 16.03.2011 às 11:58

Olá,
Descobri hoje o seu blog e estou a gostar muito de o ler.
Sou mãe de um menino de 5 anos, autista, e compreendo muito bem o que sente e o que diz sobre as "birras autistas". Se bem que tenho só um filho...
Não conheço segredos para os ajudar a ultrapassar as birras, mas vou utilizando alguns truques com o meu filho, que nem sempre funcionam. As terapeutas que o acompanham dizem que, quando estas crianças fazem birras desorganizam-se de tal maneira que depois, mesmo que queiram parar, não conseguem...Aconselharam-me a criar distracções para que se vá fixando noutra coisa, um som que ele goste, ou uma canção, ou um brinquedo, muitas vezes consigo evitar uma birra fazendo-lhe cócegas (que ele adora), ou ficando com ele ao colo até se acalmar. Também é verdade que por vezes nada disto resulta e só nos resta ir buscar paciência e forças sabe-se lá onde...

Célia
Imagem de perfil

De t2para4 a 16.03.2011 às 22:09

Olá, Célia, seja bem vinda e sepero que me vá visitando :)

Felizmente, as birras não são tão constantes como eram antes. O que mais me frustrava era não saber o porquê de elas aparecerem e porquê aquela intensidade. É cansativo só olhar para elas quando estão assim! E no final é ainda pior: o olhar vazio, o corpo estoirado, o silêncio que pesa porque temos a cabeça cheia dos gritos...
Acredito no que dizem as terapeutas do seu filho: acho mesmo que quando começam, instala-se o caos e parar é difícil...
Obrigada pelas suas sugestões.
Sem imagem de perfil

De Rejane Magalhães a 18.05.2011 às 18:30

Hj mesmo passei por isso com a minha filha de 3 anos,toda vez que vamos as terapias ela não quer esperar e não tolera mudança no caminho até lá,nossa ,olla eu improviso as vezes e muitas vezes funcionou eu fazer tanto barulho quanto ela tipo imitar todo o choro,ela pára e me consola,algumas eu saio para dar uma volta lhe mostrar outras coisas e converso bastante com ela tbm acalma e finalmente outra tática é fazÊ-a me olhar e ver que estou brava.sempre funciona graças a Deus o que mais me incomoda são os olhares de critica das pessoas que pensam que não sabemos educar nossos filhos.
Imagem de perfil

De t2para4 a 21.05.2011 às 11:01

Olá, Rejane!

Também costumo improvisar muito. Tem mesmo que ser! Às vezes, engano-me no caminho da piscina ou da terapia e sinto logo um valente pontapé no meu banco. Lá digo que vamos por outro caminho mas firmo sempre que vamos onde elas pensam que vamos!
Ainda bem que estas pequenas estratégias vão funcionando pois tenos mesmo que ser muito criativas nestas situações. E se resulta, tanto melhor!

Também me incomoda muito o olhar das pessoas... No entanto, ultimamente tenho lidado bem com isso. Fico feliz por ver crianças "normais" fazerem birras enormes ou gritarem imenso. Faz-me sentir que afinal não sou nenhum ET....
Sem imagem de perfil

De bom detective privado a 29.11.2011 às 01:55

Boas mito thanx. foi bastant agradável.. esta entrada ficou excelente.. pachei a ser visitante frequente desse blogue cumprs
Imagem de perfil

De sandrinhabordadeira a 29.04.2016 às 14:15

É péssimo lidar com as birras das crianças,é esse também,um dos motivos,pelos quais,eu não pretendo ser mãe,pois lidar com as birras e com a choradeira dos bebés acho que não se adequa à minha pessoa!!
Imagem de perfil

De t2para4 a 29.04.2016 às 18:55

Antes assim do que ser uma mulher frustrada por ser mãe, como conheço algumas. Nos dias de hoje, acho que já ninguém se choca por ouvir uma mulher dizer que não pretende ser mãe.
As birras de que falo não são aquelas birras "quero-um-brinquedo-vou-chorar-a-ver-se-cedes"; estas são meltdowns, crises de assoberbamento de estímulos que resultam em comportamentos como os de uma birra normal mas muito mais intensa, longa e sem palavras... E que, por regra, pode terminar em vómito... É algo muito sério que tem que ser distinguido das birras ditas normais, de outras crianças...
Nesta altura eu estava muito desesperada... Felizmente, essa fase já passou...
Imagem de perfil

De sandrinhabordadeira a 29.04.2016 às 19:43

Ok ok,entendi perfeitamente,pois,eu não sabia que existiam essas birras mais graves,em relação ao facto de eu não querer ser mãe,deve-se também a uma doença nervosa que eu tenho,enfim,são cenas da vida,boa noite!!
Imagem de perfil

De t2para4 a 30.04.2016 às 10:04

O autismo é assim... tem toda uma série de coisas aparentemente normais mas que não são...
beijinho
Imagem de perfil

De sandrinhabordadeira a 30.04.2016 às 10:10

Sim,sim,entendo perfeitamente!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens