Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sempre achei que havia qualquer coisa que não estava adequada. Por exemplo, aos 7 meses de idade, as meninas já identificavam a cotr azul e enciaxavam peças geométricas nas respectivas formas.

Deixo uma listagem das coisas que conseguiam fazer ou não, que chamavam a atenção ou de que gostavam.

 

9 meses:

- os pediatras das consultas de desenvolvimento de gémeos têm dificuladade em qualificar algumas das etapas adquiridas e notam que flata adquirir outras porque se nota o domínio de áreas dos 12 meses mas que falham algumas dos 7 meses.

- ambas tiram sozinhas as meias dos pés

 

14 meses (aproximadamente):

-  ambas rangem de dentes

-  uma delas  morde a cama de barras e mesa da cozinha

-  põem um brinquedo debaixo dos pés para ficarem mais altas

-  ambas seguram-se sem apoio, em pé

-  ambas se entretêm muito uma com a outra e estão mais tempo sem reclamarem a minha ou outra presença;

-  continuam a interagir imenso uma com a outra: dão brinquedos, tiram brinquedos, espalham peças, batem umas nas outras, etc. e resmungam muito se ambas querem o mesmo brinquedo...

- Despem-se sozinhas e uma tira os sapatos à homem: faz força com a biqueira do sapato no calcanhar do outro e sai;

- Ambas sabem a coreografia da música "doidas doidas doidas andam as galinhas

- começaram a andar nesta altura: 14 meses uma e 14 meses+ 3 semanas outra

 

16 meses:

-  tive de desligar os electrodomésticos no quadro geral e bloquear acessos a estantes, lareira, fogão, etc.
- tivemos que começar a ter as portas fechadas à chave e esta arrumada
- começaram as birras absurdas, sem saber de onde vinham

- terrores nocturnos (por vezes, do nada, acordam aos gritos, choram de olhos bem abertos mas não deitam lágrimas; estão acordadas mas distantes e não parecem ver bem o que se está a passar, como se estivessem a dormir acordadas, mas não param de chorar nem se acalmam. Esta situação demora cerca de 30 a 40 minutos a passar e desaparece tal como começou)
- fazem torres enormes de legos que desmancham para voltar a montar embora sejam capazes de se sentarem com um brinquedo no colo a estudá-lo.

 

19 meses (aproximadamente):

- sobem escadas

- quando lhes calço um pé, sabem que a meia ou o sapato que sobra vai para o outro pé

- tentam despir-se da mesma forma que eu lhes faço a elas

- comem muito bem

- tentam lavar os dentes sozinhas e conseguem fazer umas escovadelas
- ambas são destras e ajeitam-se bem com as canetas. Adoram rabiscar no quadro magnético, gostam de rabiscar papel

- uma sai sozinha do parque, baloiçando o corpo e virando-se na queda, como os gatos; outra sai do carrinho, quando os bancos estão baixados, empurrando-se com os pés para cima.

- não páram de andar, mesmo rabugentas e choronas de cansaço: temos que ser nós a forçá-las a parar um pouco
- tentam tapar os iogurtes, taças, etc, com as tampas que retiramos à frente delas
- acham imensa piada aos livros que lhes damos

- fazem riscos e bolinhas

 

24 meses:

- sobem sozinhas as escadas todas desde a garagem até casa (30 degraus), com a minha supervisão

- lavam os dentes sozinhas e abanam a cabeça para fazer barulho com a escova.

- contam até 10
- reconhecem músicas e acompanham o ritmo a cantarolar, a bater palmas e a dançar
- adoram a Dora, a exploradora e repetem na perfeição as palavras em Inglês e associam a palavra ao objecto

- são loucas por água

- cada vez encaixam melhor as peças, sejam peças, puzles da idade ou legos
- são muito amigas uma da outra

- quando querem sair de casa e apanham os chapéus a jeito, põem-nos na cabeça e vão para a porta, ou dão a mão a quem estiver com elas para as encaminhar para a rua, sem falar
- continuam a despir tudo com extrema facilidade e depois de despir os bonecos, despem-se uma à outra a irmã. E descalçam-se.

 

26 meses:

- abrem as portas com chave e baixam a maçaneta

- ligam e desligam o aquecedor

- adoram sapatos (estou a caminhar para a miséria passos largos): tiram todos os pares da gaveta, escolhem por cores e por gosto pessoal e tentam calçar-se sozinhas
- os lápis cá em casa desaparecem a olhos vistos: adoram pintar

- passam o dia a perguntar pelo Paulo, pelo Kiko, pela Kitty (hello Kitty – escolhem a roupa que tenha o desenho dela para vestirem), pelo Pato do Pocoyo , etc.  
- continuam a despir-se como se não houvesse amanhã.

- quando vou buscá-las à creche, uma pega no trolley, estica a pega e enfia no meu braço, como quem diz “vamos embora e tu levas isto”
- no carro, basta eu abrir uma única porta que entram as duas

- tentam cantar canções

- fartam-se de pedir “paulo” ou “sheep” (Ovelha Choné) o dia inteiro
- entreajudam-se imenso

- adoram fazer caretas e mexer os maxilares ao espelho.

- reconhecem os locais por onde passamos com mais frequência. Sabem o caminho para a creche e quantas rotundas faço até lá chegar… Sabem qual a campainha a tocar, como chamar o elevador e em que botão carregar.
- não têm medo do secador.

 

28 meses:

- redecoração da sala e corredor (todos os bibelots e prateleiras arrumados, portas trancadas, gavetas fechadas com atacadores)

 

36 meses (aproximadamente)

- 2 anos de tentativa sde desfralde completamente goradas;

- só comem sozinhas o que lhes interessa

- ambas têm uma paixão enorme pelo chão, cada vez mais manifesta

- apesar de gostarem de pão, o lanche com pão ainda é difícil: bebem o leite, comem o recheio do pão, roem o pão à volta e deixam o resto…
- cantam cada vez melhor e entende-se tão bem o que dizem que parecem crianças completamente diferentes. Quando falam, não se entende muita coisa. No outro dia, uma disse uma frase completa ligada por uma conjunção “e”. Fiquei boquiaberta. Depois, não disse mais nada de jeito que se entendesse. Estes altos e baixos na fala deixam-me confusa: já me habituei a eles mas ainda estranho quando ouço miúdos da mesma idade falar porque entende-se bem o que eles dizem.
- de cada vez que arrumo a louça da máquina, rotulam tudo: “pato sopa”, “caneca pai”, “caneca leitinho mãe” (uma com o meu nome), “toma, mãe, toma” quando tiram os pratos para dar.

 

44 meses:

- Continuam a gostar da Dora (e Boots!!) e do Timmy Time, da Ovelha Choné (ou Sheepo, como dizem);
- Vibram ao som das músicas dos desenhos animados, imitam sons, dizem falas, antecipam comentários das personagens, imitam gestos delas;
- Ambas contam muito bem até 10 em Inglês. Começam a contar em Inglês por intuição e como língua de impulso e só bem mais tarde se lembra de contar em Português.

- Ambas já estabeleceram a rotina do lavar dentes com a hora de deitar

-  Não posso ter chaves em casa, à vista, principalmente a da porta de entrada, porque mexem logo nelas e querem abrir tudo e mais alguma coisa.
- Sabem identificar a quem pertencem os telemóveis e os comandos dos vários aparelhos domésticos sem se enganarem
- Ligam e desligam o computador, trabalham como rato e o teclado e descobrem funções que nem sabia que existiam
- Na creche, preferem estar na sala dos crescidos, apesar de se darem bem com todos os meninos. 
- Fazem bonecos com olhos, boca e pernas. Adora desenhar com o dedo onde possa: embaciado das janelas, saliva no sofá, embaciado da máquina de lavar roupa, etc. Ambas pintam cada vez melhor.
- Apenas identificam algumas partes do seu corpo: boca, nariz, olhos, ouvidos, cabelo, mãos, pés
- No banho são muito colaborantes: dão as mãos e os pés para lavarmos
- Sabem ligar os piscas e os limpa pára-brisas de propósito e já sabem onde se destrava o carro.
- Às horas das refeições, se for ervilhas, grão ou massinhas de letras, fazem filas paralelas perfeitas com elas.

- Uma sabe identificar as vogais em palavras, embora nem sempre o faça.
- Não acusam se têm cocó ou uma fralda bem pesada de chi-chi. Não as incomoda nadinha.
- Continuam sem dizer se têm fome ou frio ou calor. Choram e eu que descubra…

- Cantam e articulam muito bem as palavras. E é isso que me intriga. As músicas são bem ditas e as frases bem construídas mas não as formulam sozinhas, por elas próprias…

 

Resumindo, falei estes sinais ou características, o que lhe queiram chamar, na consulta, sem referir propriamente idades pois algumas já escapam.

-  filas com as ervilhas, o milho, o grão
- separação de objectos por cor ou texturas (por exemplo, separar os lápis por cor ou pelos que têm bico e não têm)
- caminhar nos calcanhares quando mal sabiam andar e correr agora em bicos de pés

- colocar os legos empilhados pelas arestas e não pelos encaixes (foto dos legos na mesa)
- usar os dedos para fazer bonecos na máquina de lavar (foto da máquina)
- fazer construções ou ordenações geométricas (foto das molas)
- fazer puzzles de 45 peças e quando se farta arrancar-lhes os encaixes;
- nenhuma delas brinca maternalmente com bonecas ou bebés – o uso que fazem dos brinquedos é puramente funcional, ou seja, a cozinha da Kitty foi arrumada porque a elas lhes lembrava um banco e elas sentavam-se lá.
- autonomia: ir buscar água usando carrinhos como banco para lhes chegarem; pôr a fralda sozinha perante uma recusa; enroscar o biberon (na altura em que o usavam) e indicar que tem fome mas não verbalizar apesar de conhecer as palavras;
- contar até 12 certinho em inglês e sem erros de pronúncia mas contar em português apenas até 10 e a partir daí dizer 30, 19, 12, 22, etc.
- construção de torres e perfeccionismo em mantê-las fixas e seguras (foto dos blocos)
- desenhos avançados para a idade (foto do boneco a vermelho) e os tais grafismos;
- subir e descer escadas alternadamente
- irrequietação demasiada, crianças muito activas que não param, um desgaste enorme para quem as acompanha;
- acompanhamento da totalidade da letra de uma canção ou repetição perfeita de frases de filmes sem enganos, boa articulação de palavras como “papel higiénico”, “escritório”, respostas nos mesmos tempos verbais das perguntas e depois não se entende absolutamente mais nada do que dizem durante o dia,
- movimentos repetitivos, como o enrolar o cabelo, atirar-se ao chão ou andar à roda
- boas noites de sono mas “correm” a cama toda, nunca ficam no mesmo lugar em que adormecem

- sensibilidade de paladar mas nada de medos de sons ou de cheiros
- a mudança de espaços não causa problemas de comportamento mas a mudança de rotinas traz complicações (

- distinções mínimas entre carro (o nosso/delas Mercedes), popó (todos os outros carros) e carrinho (onde passeiam)
- distinção precoce da cor azul e das formas geométricas para encaixar
- não comem sozinhas, excepto  massas, iogurtes e fruta, com colher e garfo. Tudo o resto falha por serem tão despachadas e ficar tudo fora da colher…
- recusa em aceitar o desfralde

- ajudam nas tarefas domésticas (gostam de me dar a louça para arrumar) e sabem obedecer a recados
- usam os nosso dedos através das mãos delas para nos guiarem para o canal de TV que querem ver
- distinção de comandos/telemóveis, etc.
- excelente memória ( o lembrar do carrinho bengala lado a lado e sentarem-se no das bonecas, falar das casinhas do Portugal dos Pequenitos, falar da minha escola quando só lá foram 2 vezes, conhecerem bem os caminhos para determinados locais, etc.)
- preferirem brincar com crianças mais velhas e não com crianças da mesma idade ou mais novas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:40

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Diana a 01.12.2011 às 17:04

QUANDO É QUE FOI QUE MINHA LUANA FOI-SE PARA PORTUGAL PARA MORAR CONTIGO? ME PARECE ESTAR LENDO SOBRE ELA.
NO MOMENTO O QUE MAIS ME INCOMODA É O ANDAR EM PONTAS DE PÉ.ME PARECE DOLOROSO,E SEGUNDO O MÉDICO,TALVEZ CONTINUE POR MUITO TEMPO ,OU PRA SEMPRE.MAS ME DISSE TAMBÉM QUE ESTÁ SE USANDO UMA TÉCNICA DE APLICAÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA (BOTOX)NO TENDÃO PARA MELHORA DESSE COMPORTAMENTO.
ALGUMA OUTRA IDÉIA? SE OUVIR FALAR ALGUMA COISA, ME AVISE.
ABRAÇOS.


Imagem de perfil

De t2para4 a 01.12.2011 às 19:10

É mesmo... Alguns destes comportamentos mantêm-se, outros diluiram, outros desapareceram mas, pelo menos, agora eu sei do que se trata.
Não percebi se a sua pequenina Luana tem um problema nos tendões, me pareceu que sim. As minhas piolhas não têm nenhum problema ou malformação a nível ósseo ou de tendões nos pés - andavam em bicos dos pés, mas na maioria caminhavam sobre os calcanhares com o pé levantado e até conseguiam correr assim!! Ainda hoje o fazem, passado tanto tempo, embora com muito menos frequência. é apenas um comportamento involuntário.
Espero que a Luana não tenha nada de grave e os seus comportamentos se ajustem com as devidas terapias, se for caso disso, e acompanhamento.


Força.


Beijos
Sem imagem de perfil

De Diana a 02.12.2011 às 12:18

  Felizmente não tem problema  nos tendões, não.É só comportamental mesmo.
  Mas o médico ortopedista disse que persistindo,ele pode fazer aplicações de botox nos tendões para esses ficarem tão relaxados que ela tenha que por os calcanhares no chão.
  Até mais.
Imagem de perfil

De t2para4 a 09.12.2011 às 22:31

Diana, não me leve a mal mas acho que fazer essas injeções é um processo tão invasivo e doloroso... A piolhita vai odiar agulhas para o resto da vida.. Imagine como será dar-lhe vacinas depois... Que tal experimentar alguns truques antes de recorrer a algo desse género?  Assim de repente, surgem-me ideias como:
- caminhar ou correr ou brincar na areia, tipo exercicios de mobilidade corporal ("agora vamos imitar um pinguim!" e forçar o pé a ficar bem esticado no chão)
- uso de bolas em casa para ir massajando e estimulando as palmas dos pés 
- andar descalço ou com meias fofinhas antiderrapantes
- reforço positivo: um autocolante ou um carimbo por cada vez que caminhar corretamente e, no final, uns sapatos ou pantufas novas (de princesa :-) )
- terapia ocupacional


Espero ter ajudado... Muita força e beijos grandes para vocês.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens