Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Autista vs não autista

por t2para4, em 21.04.12
  



As piolhas não conseguem distinguir se um colega está a ser cruel ou não. 

As piolhas não percebem quando uma criança da mesma idade, mais nova ou mais velha, não está interessada em estar com elas.

As piolhas não compreendem por que outras crianças não querem brincar com elas.

As piolhas não se apercebem da agressividade de outras crianças.

As piolhas não notam nem sabem ler os sinais sociais que outras crianças enviam e, por isso, podem parecer frias e distantes e ter conversas ao nível de um deficiente mental ou de um génio, dependendo da situção, ou insistir para brincar mesmo que outra recuse.

As piolhas não estão ao mesmo nível de brincadeira de outras crianças: estão mais avançadas numas coisas e mais atrás noutras.


As piolhas são autistas e isso não está escrito na testa.

As piolhas são autistas e isso não se vê.

As piolhas são autistas e isso não se pega.

As piolhas são autistas e isso não lhes causa dor como uma constipação.


Já a estupidez das pessoas, a ignorância propositada das pessoas e a má educação magoam mais que uma facada. 



As piolhas têm uma coleguinha na psicina que é cu de mimo que não se pode. A miúda, com cerca de 4 ou 5 anos, faz da mãe gato sapato e a mãe ainda acha piada às larachas da petiz. A miúda é capz de entrar no balneário a conversar com a mãe, dominando a conversa e falando do que fez durante o dia, contradizendo as queixas da educadora frente à mãe e, se ouve alguém conversar ou repreender (que é o que eu falo quando as piolhas esticam a corda), parte logo para o ataque "que meninas mais mal-educadas!". Já o disse várias vezes, isto faz-me ferver o sangue mas não é minha filha, logo a mãe que não se demita do seu papel de mãe e deixe de se armar em melhor amiga da filha pois daqui a mais uns anos ninguém lhe põe mão. Adiante.

A miúda domina. Ponto. É esperta e perspicaz. E não sabe partilhar. As minhas não percebem estas pequenas coisas e não entendem a agressividade na fala e até nos gestos desta criança quando se aproximam. E insistem e insistem e querem estar com ela e ela não. Se não fosse a presença da professora, a miúda teria agredido uma das minhas piolhas (nada do outro mundo, talvez um empurrão ou um murro no braço). 

Eu assiti a tudo isto a 5 metros de distância sem interferir. Quero proteger as piolhas mas não as quero proteger a ponto de não fazerem nada sozinhas. Quero ajudá-las mas não sei como lhes ensinar a perceber o que lhes é tão dificil perceber. Será mais fácil começar pelos outros? Não sei. 

Tenho pena daquela menina porque sei que vai ser sempre a "cheerleader" lá do sítio e não acho isso positivo. Tenho pena das piolhas porque não sei quantas cabeçadas levarão até que percebam que as pessoas são todas diferentes, mesmo as crianças. E nem me vou pôr a divagar sobre como seria com um adulto...

O autismo é f%dido. Ponto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:03

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


16 comentários

Sem imagem de perfil

De adeus.e.obrigado a 22.04.2012 às 18:43

Vi o vídeo todo e achei muito interessante.
Vou colocar no meu blog tb.
Imagem de perfil

De t2para4 a 22.04.2012 às 19:12

Obrigada pelo gesto e pelas visitas.
Já deixei um comentário no teu blog. 
Sem imagem de perfil

De Daniela Santos a 23.04.2012 às 11:25

É f***do todos os dias... todos os dias te rasga o peito só de pensar nisso, todos os dias sofres por não saber como será o futuro, todos os dias...

Não foi assim que imaginei a minha vida, nunca pensei que se podia sofrer tanto em silêncio.
Mas melhores dias virão, não? Têm que vir, senão dou em doida.

Aguenta-te por aí, que eu faço o mesmo aqui in Judas's ass.
Bjocas
Imagem de perfil

De t2para4 a 23.04.2012 às 20:39

Fizeste uma descrição perfeita e usaste as palavras certas. É mesmo isso. 
Ainda me lembro de uma das nossas idas (falhadas) ao dentista e estar lá uma menina com 3 anos e uma linguagem perfeita a perguntar a idade da minha, já com 4 que lhe respondeu a mostrar os dedos e a acrescentar como é que com 4 anos ainda usava fralda... A mãe dela ia morrendo de vergonha e pediu desculpas e eu não adiantei mais nada. Aquela menina não o fez por mal, foi pura curiosidade mas a mim magoou-me porque só nós sabíamos o que nos custou todo o processo de desfralde, algo que a outros parece tão natural...


Não imaginamos nada disto mas aguentamos até um dia dar o tilt, recuperar e recomeçar tudo de novo. Tem sido assim comigo e sei que melhores dias virão, basta vir sol! Estes dias cinzentos mexem-me com os nervos.


Força por aí, amiga!
Sem imagem de perfil

De Vera a 23.04.2012 às 12:27

" Já a estupidez das pessoas, a ignorância propositada das pessoas e a má educação magoam mais que uma facada. "


Tenta ter isto sempre presente. É triste, mas infelizmente é assim. Ainda noutro dia estava a ver os coleguinhas as jogarem à apanhada e o meu filho a não querer jogar e sentar-se num banco a olhar para eles...depois percebi porquê: "O Ricardo não corre nada, apanhamo-lo logo, anda jogar Ricardo, assim és sempre tu a ficar." Ele sentou-se no banco a olhar para eles. Isto são as crianças e já dói muito. Com os adultos é ainda pior...mas, o tio deu-lhe uma guitarra. Não consegue correr como os outros, mas a tocar guitarra, pq ele quer aprender, a diferença é nenhuma.


Sei que falamos de coisas diferentes...mas acho que somos nós e os nossos filhos que temos que nos adaptar...porque infelizmente acho que os outros nunca vão mudar.


Beijo grande
Vera
Imagem de perfil

De t2para4 a 23.04.2012 às 20:44

Isso é tão fucked up, não é? Eu também sei que, à semelhança do teu piolho, as minhas não seriam chamadas para jogar à apanhada pois não iriam perceber nem respeitar as regras do jogo mas quantas crianças da idade delas sabem ler? E jogar damas? E querer jogar monopólio? E saber escrever o nome completo mais meia dúzia de outras palavras? Poucos as batem nisso mas... É o que se passa com o teu piolho e a guitarra... Infelizmente, a put@ da nossa sociedade preza mais quem joga à apanhada do que quem lê precocemente ou toca bem guitarra - isso, a nossa querida sociedade acha antinatural. Uma vergonha.


 Vera, são coisas diferentes mas que, de alguma forma, limitam os nossos filhos nos moldes atuais da nossa sociedade. Eu acredito que eles vão encontrar formas de contornar o sistema mas, até lá, dói muito...


Beijos enormes
Sem imagem de perfil

De Célia a 23.04.2012 às 17:52


Olá M.

Concordo com tudo, especialmente com o ultimo paragrafo...e com a Daniela,  rásga-nos completamente o peito até não ficar nada...

Muita força para todas.

Célia
Imagem de perfil

De t2para4 a 23.04.2012 às 20:46

Obrigada Célia.


espero que esteja tudo bem com o piolho. Força para esses lados também...
beijos grandes
Sem imagem de perfil

De catarina a 23.04.2012 às 22:57


É mesmo f... é de ficar com o coração apertadinho...
As crianças conseguem ser mesmo cruéis! Algumas sem se darem conta disso e, penso eu, cabe aos pais e mães delas explicarem as diferenças.
Espero que recupere o ânimo bem depressa. Estou a torcer...
Beijinhos
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.04.2012 às 17:22

A respeito dos "moldes actuais da sociedade" já tive muitas conversas-que-não-chegam-quase-a-lado-nenhum com o meu marido precisamente por ele não entender/aceitar o que é considerado normal/anormal na nossa sociedade.
Como algumas de vocês sabem ele tem "traços" da sindrome de asperger e uma das dificuldades dele é entender o jogo social (ui...é difícil explicar...) por exemplo: ele responde sempre racionalmente, mesmo quando são assuntos delicados que estão em causa, já lhe expliquei que não deve fazer isso porque parece uma pessoa fria e sem sentimentos... Também não entende porque é que as pessoas não dizem o que pensam ou porque é que não questionam uma ordem só porque foi dada por um superior... eu bem tento explicar o que fica bem e mal... mas a verdade é que se todos fossem como ele o mundo era muito melhor porque ele é correcto, sincero e com um coração do tamanho do mundo... 
É complicado para nós, que VEMOS as diferenças explicarmos o porquê de evitar coisas que muitas vezes na lógica estão correctas, é complicado explicar que temos que nos esforçar por falar de todos os temas, mesmo daqueles que não nos dizem grande coisa, para nos integrarmos na sociedade, é tão difícil ouvi-lo dizer que se a nossa filha for como ele não tem mal nenhum... no fundo... não tem, ele é esperto, tem um emprego no qual é o melhor, tem uma família que o entende e ama, mas... é tão bom captar os oportunistas e ler nas entrelinhas...
é só um desabafo... já nem sei se bem ao caso... ando tão cansada... nunca mais vem o Verão!!!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.04.2012 às 17:31

devíamos poder corrigir os erros he he he
queria dizer "se VEM ao caso" e não "se BEM ao caso"


vê-se logo que sou do norte lol


bjs
helena
(meumundoxteumundo.blogspot.pt)
Imagem de perfil

De t2para4 a 25.04.2012 às 22:22

Ai Helena, sabes o que te digo? O teu marido é que tem razão. Por que havemos nós de camuflar as coisas e baralhar tanto o que é tão simples? Onde é que isto começou e porquê? Se todos disséssemos o que nos vai na alma, independentemente de quem nos ouve e saber arcar com essa responsabilidade, o mundo seria mais certo - não justo, mas mais correto. 
Acho que também devo ter uma vai autista porque custa-me imenso acatar ordens que me são impostas sem explicações e ser criticada por questioná-las ou por me dirigir a superiores para pedir esclarecimentos. Não tenho muitpo jeito para ser carneirinho e acho que por isso é que estou numa fase estranha. 
Já o marido tem uma costela inteira aspergeniana pois não se cala seja chefe ou não perante injustiças, é muito contra mentiras e subtilezas.
Isto tudo para dizer que, se calhar, andamos a ver o mundo ao contrário e, autistas ou não, eles têm razão na sua visão do mundo. Infelizmente, os moldes da sociedade foram  feitos nem sei bem onde nem por quem e vingaram esses....


Nós que vivemos entre esses dois mundos sabemos reconhecer estas coisas e valorizá-las mas a maioria não é como nós... 


E, do norte ou não, estou contigo, tomara cá o verão e o sol. Este tempo cinzento põe-me mesmo em baixo.


Beijinhos grandes
Sem imagem de perfil

De helena a 26.04.2012 às 12:42

Tu com uma veia autista e o teu marido com uma costela aspergeniana... ó meu amigo... :) 

Agora fora de brincadeiras, tenho-me apercebido que realmente muitos pais (homens) de crianças com autismo têm "traços" da sindrome de Asperger o que vai de encontro ao que diz o Dr. Gillberg sobre a componente genética...

Tenho a palestra dele traduzida no meu blog - é, para mim, o texto mais elucidativo e interessante que encontrei até hoje sobre as PEA, é extenso mas vale a pena ler.
Se quiserem está no post "Apresentação".
Imagem de perfil

De t2para4 a 26.04.2012 às 13:43

Obrigada Helena. Se não te importares, quando eu tiver algum tempo para organizar posts, coloco um link aqui para o teu.
O meu marido não tem sinais de autismo (ao contrário da minha irmã que teve muitos comportamentos iguais aos das piolhas mas nunca lhe foi referenciado ou diagnosticado nada) mas tem essa faceta da sua personalidade muito vincada. Costumo chamar-lhe o mau feitio mas a verdade é que não é mau feitio,é ele a dizer a verdade, doa a quem doer. E a arcar com as consequências dos seus atos. É dele mesmo.
De mim é só mesmo o pensar demais e o querer saber o porquê, que, aparentemente, aos olhos de outras pessoas não é muito correto...


E, apesar de saber que não é fácil, eles têm razão... São muito bons no que fazem e extremamente racionais. 


Beijinhos grandes
Imagem de perfil

De BECAS a 26.04.2012 às 12:12

O autismo é f**** tal como dizes mas a falta de educação é bem pior.

Não é fácil lidar com a situação mas acredito que tuas meninas vão chegar lá e um dia sem mais nem menos te vao surpreender.

bjs
Imagem de perfil

De t2para4 a 26.04.2012 às 13:43

Obrigada Becas. Beijos

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens