Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Apanhar cacos - parte 4

por t2para4, em 30.05.12

Pouco a pouco, a minha irmã vai contando o que se passou nestes meses... Oh-meu-Deus!! É quase inacreditável... Como é possível que tenha conseguido esconder coisas tão graves tanto tempo e sozinha?!

Exemplos?

- tens notado que estou a afastar-me? É para não te doer tanto quando eu for embora de vez...

- eu perdoo uma e volto, perdooa duas e volto mas à terceira não volto mais... (aquando da primeira discussão que a minha irmã nem entendeu como discussão...)

- quem é o teu marido?

- Sabes por que te tenho dito "não" a uma casa? Para saberes o que custa ouvir não (depois de ele ter dito queria construir alugar comprar em coimbra ou nos arredores ou alugar já mobiliado ou ir para casa da mãe   um espaço para os dois mas nunca se ter chegado à frente para ajudar na procura)

- tens a tua mãe/pai/irmã e eu estou sozinho. Onde fico eu nesta história? Eu quero estar contigo.

- controlo do dinheiro ganho por ela, na conta dela, do trabalho dela!!! Ela nem podia ir às compras com ele porque ela gastava demais!!! A minha irmã é a pessoa mais forreta que conheço depois do pai do meu marido! 

- etc etc etc há muitas mais (!!) mas agora nem me ocorrem...

 

Estou que nem o posso ver à frente. Para bem dele, é bom que não me apareça pela frente!

Só espero que ela reuna mais um resto de coragem e trate do raio dos papeís para se divorciar oficialmente. Isso e tirar a porcaria daquela aliança do dedo... E que ela consiga resistir a um encontro cara a cara com ele.

E que ele não decida enrolar com voz melífula, nem tentar ludibriar ninguém. Para bem dele. Se quiser ter a dentição original. Por exemplo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Catarina a 31.05.2012 às 10:59

A violência psicológica é tramada! Destrói devagarinho.... Espero mesmo que ela tenha força e coragem para terminar de vez, já! Ninguém merece!
Boa sorte!
Bjs
Imagem de perfil

De t2para4 a 09.06.2012 às 14:42

Obrigada. Se houvesse um gráfico desta situação, ele pareceria um registo sismógrafo... Faz-me muita confusão que ela ainda consiga ter sentimentos cândidos por aquele animal e não o odeie, que esteja constantemente a encontrar desculpas para o comportamento dele embora ela tenha a perfeita noção de que ele não presta e lhe fez coisas muito más... Espero que esta situação acabe bem rápido.
Imagem de perfil

De momentosdisparatados a 03.06.2012 às 10:03

Já passei por um divorcio de um casamento com 11 anos e digo "quando vimos que não dá o melhor é não insistir"
É para isso mesmo que os divorcias existem. Claro que é preciso força, muita força...para lutar contra as vozes que não aceitam, força para começar de novo, força par a creditar em nós...e muito mais poderia dizer.
[Error: Irreparable invalid markup ('<p [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Já passei por um divorcio de um casamento com 11 anos e digo "quando vimos que não dá o melhor é não insistir"<br /> É para isso mesmo que os divorcias existem. Claro que é preciso força, muita força...para lutar contra as vozes que não aceitam, força para começar de novo, força par a creditar em nós...e muito mais poderia dizer.<br /> <p class="incorrect" name="incorrect" <a="">Compreendo porque a tua irmã escondeu tanto tempo...eu também o fiz...por vergonha de dizer que não era feliz, vergonha de desiludir a familia. . Estupido , não é?</p> Beijinho<br /> <br /> 
Imagem de perfil

De t2para4 a 09.06.2012 às 14:46

Não acho que seja estúpido esse tipo de sentimentos. Isso tem tudo a ver com as ditas convenções sociais que nos são impostas, independentemente dos tempos... Ou seja, parece mal divorciarmo-nos, parece mal não nos sacrificarmos, parece mal se nos queixarmos, etc. O que ninguém nota é que, no fundo, no meio e em todo o lado, há um sacrifício absurdo de uma mulher que luta por dois ou três e não vê frutos nenhuns, continua subjugada e agredida - fisicamente ou não! 
Espero que ela tenha a coragem de, um dia olhar para trás, e pensar o mesmo que tu. Para já, ainda está difícil e ela acha-se a culpada... A única culpa dela foi sacrificar-se por aquele animal demasiado tempo e ter calado tudo. 


Um beijo enorme de admiração por ti.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens