Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Rescaldo

por t2para4, em 09.06.12

Da piolha

A piolha é uma valente. Apesar de ter gritado e guinchado como se o mundo fosse acabar naquele instante, lá reagiu bem às picadas e parafernália adjacente. Queria que eu lhe segurasse continuamente a sua mãozita imobilizada. Dormiu uma sesta enquanto os medicamentos atuavam e o soro pingava, pediu para ir à casa de banho algumas vezes e ainsa se meteu com o enfermeiro a dizer que não precisava mais daquilo e que estava melhor e que queria ir ao McDonald's.

 

Suspeitou-se que a piolha pudesse ter engolido algo estranho. Como é difícil entender o que diz e não dispõe de linguagem desenvolvida o suficiente para se expressar de forma percetível aos demais, ficou-se sem perceber o que teria acontecido. Apesar da sua resistência à dor, queixava-se com algumas dores na zona abdominal e acho que chegou a vomitar. Não temos pormenores do que se terá passado. Os colegas não sabem explicar-se pois estavam todos ou a almoçar ou a fazer a higiene para irem dormir a sesta. Seja como for, fase ou não, optou-se por agir em conformidade e lá fomos para o hospital onde foram feitos os exames de despiste e a medicação de prevenção. Um grande susto.

Esta piolha tem o péssimo hábito de apanhar tudo o que vê e levar ao nariz para cheirar ou à boca. Tem também o péssimo hábito de beber tudo o que encontra em casa, nos copos ou garrafas esquecidas. Estamos a lidar com isso e a tentar fazê-la entender que não pode beber tudo o que encontra e, de vez em quando, lá chove uma palmada bem assente por causa das manias.

Uma coisa de cada vez, pois.

 

A outra piolha deu em morder as mãos. De forma um pouco assustadora, diga-se. Trocou o enrolar/arrancar de cabelo pelo morder. Aproveitámos para mostrar a bela tatuagem ao dr. Frederico que nos mandou vigiar e, uma vez que não há feridas e ela só o faz sob grande tensão (supomos que tenha começado no dia em que a irmã foi para o hospital. Ficou no infantário, foi o pai a ir buscá-la e acabou por passar o resto do dia em casa da avó, sem a irmã. Apesar da aparente calma, deve ter sentido a ansiedade e nervosismo), aconselhou-nos a mudar-lhe o foco de atenção quando está assim. Agora parece-me que está a passar, mas fica a ideia:

Nos entretantos, as minhas belas unhas já eram e acabei por roê-las... hão de crescer.

 

Da minha irmã 

Entrou com os papéis e restante documentação necessária para o divórcio. No meio disto tudo, ainda caiu na patetice de estar ao telefone com o palerma quase 1h, tempo mais que suficiente para ele tentar enrolar e dizer que ainda a ama e ela ficar com a ideia de que era culpada por aquele (maldito) casamento chegar ao fim. Triste. Espero que isto acabe bem rápido pois ele - que diz à mãe que está trabalhar horas extra - anda a curtir na boa com os amigos, a jantar fora e a ir ao cinema, qual solteirinho disponível enquanto ela fica em casa a chorar a sua sorte. Que seja um abre-olhos e se aperceba de uma vez que ele não presta mesmo. Acho que, desta vez, ela começa realmente a aperceber-se que está a fazer a coisa certa e que ela é que é a verdadeira vítima. A sua única culpa foi a de se ter sacrificado a ponto de viver única e exclusivamente para ele, afastando-se de todos e sujeita até a perder o emprego, e ter escondido tudo o que passava de todos. 

Quanto a ele, que vá para o diabo.

 

O resto

Voltei às bricolages e aos planos de família. A parede da sala já está com um novo look, dediquei-me ao destralhar de tanta coisa inútil, fora de validade ou que já não era usada, organizei uma data de coisas desde lençóis a bijuteria e estou de volta dos meus documentos de trabalho. Vou digitalizar as coisas mais importantes (documentos pedagógicos ou manuais pois mesmo que os utilize mais tarde escuso de estar com trabalho repetido de digitalizar para imprimir. Assim fica já tudo em formato digital e ofereço a versão papel à L.), reaproveitar micas/capas/dossiers/separadores e outros materiais e, mais importante, ficar com espaço físico no meu arrumo. 

A ementa deste mês já foi elaborada e já refiz listas de compras.

Tratei de trabalho que estava acumulado à espera de melhores dias.

Retomámos as nossas rotinas de piscina/terapia da fala/brincadeira nos finais de dia. E aproveitamos para descansar e dormir e ver TV e pintar e pensar no que poderemos fazer quando estivermos de férias. Sem muitos planos pois nunca dão certo mas só com uma pequena ideia.

 

O desfralde noturno vai correndo com altos e baixos. As piolhas dormem juntas na mesma cama (uma enorme, de casal) e, embora já tenhamos tido noites secas, lá vem uma ou outra em que uma piolha acorda molhada. Costumam trocar vez entre si e nunca molham a cama as duas na mesma noite. A máquina de lavar tem-se provado ser minha amiga e o tempo atmosférico tem colaborado. Os lençóis não me preocupam pois tenho imensos mas só tenho 2 resguardos que convém que sequem a tempo para evitar o uso dos descartáveis (que também tenho).

 

E, basicamente, é isto. Uma coisa de cada vez e tempo para gerir tudo. Com alguma calma, muitas enxaquecas pelo meio (viva o paracetmaol e o aspegic intercalados de 4 em 4h!!!) e dedicação às piolhas. Se não, nem vale a pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:53

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens