Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ah e tal, a culpa é...

por t2para4, em 16.12.12

... do autista/deficiente mental/doente com alzheimer/psicótico/pessoa com distúrbio de personalidade (riscar o que não interessa).

 

Por tudo e por nada, agora se (des)culpa quem sofre de patologias relacionadas com a área mental ou neurológica. Exemplos? O fulano que se lembrou de entrar por um cinema adentro e disparar sobre quem via a estreia do filme "Batman", o gajo que matou e castrou Carlos Castro, o atirador que matou agora todas aquelas crianças nos EUA - os mais mediáticos no momento.

O que têm em comum todos estes seres? De acordo com a defesa (perdoem-me mas não consigo ver onde possa haver "defesa" de seres assim), um era autista (olha, olha, dentro do espectro também cabe assassinato, uau, estamos no bom caminho, sim senhora!), o outro sofre de distrúrbios mentais (coitadinho, estou cheia de peninha, vou ali cortar os pulsos por simpatia, e já volto), o último sofre de distúrbio de personalidade e era autista (ena, ena!! Jackpot, 2 em 1!! Guess what: Fernando Pessoa também sofria de distúrbio de personalidade - percam algumas horinhas a cultivar os cérebros e vejam que o senhor nunca matou ninguém).

Ó pá, poupem-me e vão arranjar desculpinhas de cocó malcheiroso para outro canto, está bem? Esta gente tem mesmo a noção do que é uma doença mental/neurológica/etc? Really? Não tarda também vão inventar descobrir que o monstro que matou uma série de miúdos na Noruega também é doente, coitadinho, e vira o jogo. Deixamos de ter compaixão e de sentir a dor dos pais que perderam os filhos, de sentir o sofrimento das verdadeiras vítimas para sentir piedade pelo "doentinho"? Esta gente tem mesmo a noção do que diz? Poupem-me! Não podemos responsabilizar ninguém pelos seus atos. Vai na volta deve ser pecado ou crime federal.

 

Andamos nós a lutar contra a injustiça da discriminação, a sensibilizar pessoas para o que os nossos filhos têm, a tentar chegar até ao mundo fechado e inconstante dos nossos filhos, a pagar balúrdios por terapias e apoios, a dedicar a nossa vida pessoal/profissional/familiar aos nossos filhos e vêm estes filhos daquela senhora que se vende por sexo desculpabilizar estes monstros porque ah e tal são inimputáveis. Eu cá consigo descontruir a palavra e fazer uma nova. É para aí que devem ir esses senhores. Para a nova palavra que os pariu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:18

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Rainbow Mum a 17.12.2012 às 11:34

Por mais horrível e indesculpável que tenham sido os actos das pessoas que falas acima não tenho dúvidas que sofrem de alguma perturbação mental gravíssima para fazerem o que fizeram... Não acredito que sejam apenas pessoas más, lamento... Ninguém que esteja bem psicologicamente faria algo assim. Agora falarem de autismo como sendo uma causa para estes comportamentos é algo completamente estúpido pois nunca se ouviu falar que autismo estivesse associado a homicidios deste género! 
Imagem de perfil

De t2para4 a 17.12.2012 às 12:21

Entendi o teu ponto de vista mas talvez eu não me tenha feito entender. O que quero dizer é que uma coisa é uma pessoa doente mental diagnosticada, acompanhada e medicada que, à partida não tomará medidas destas (assassinatos, atentados, massacres, etc.), outra coisa é usar o chavão do "doente mentall" para desculpabilizar alguém que não bate bem do tiroliro e que nunca se preocupou com isso. É óbvio que quem faz uma coisa destas sofre de alguma coisa mas pode não passar por um distúrbio mental na vaerdadeira acepção da palavras, se não pensemos nos radicalistas ou nos extremistas ou nos que levam a religião demasiado a sério...
O que me lixa é o usar o desconhecimento do cérebro humano e as suas patrologias diganosticadas e verdadeiras como desculpas fáceis para tudo.
E afinal, já vieram especialistas dizer que o autismo sóppor si não causaria um massacre destes... Hey, é preciso tirar um cuirso para dizer isto??? É que já alguém se lembrou de estudar o passado daquela família e afinal a mãe tem mais culpas no cartório do que se pensava... Ela não tinha nenhum distúrbio mental mas era uma quase-apocalíptica... Crenças que deram maus resultado...
Sem imagem de perfil

De Universoabc a 17.12.2012 às 17:17

Ainda ontem estava a ler uma noticia sobre o atentado na escola e falava que a pessoa que fez aquilo teria asperger, dei por mim a pensar.. mas qual é a relevancia disso? Enfim.. Pessoas que fazem isso têm é muitos problemas psicologicos, mas sao daqueles bem graves!
Imagem de perfil

De t2para4 a 17.12.2012 às 23:37

Fazem-se as coisas sem pensar e isso vale para as notícias... É por isso que se fazem referências até ao gato que era preto e tem um simbolismo demoníaco. Enfim... 

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens