Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Lei de Murphy #1 de 2014

por t2para4, em 04.01.13

Gripe. Duas piolhas com febrões, tosse, carradas de ranhocas e afins, olhos vidrados e lacrimosos, queixas de dor de cabeça.

Noites mal dormidas, com levanta-deita-levanta constante, medica e atenta nos horários, lá acalma um choro e verifica temperaturas.

Olheiras de zombie ao acordar. Nada a fazer: olhar no espelho e ignorar.

Piolhas em casa da avó, transformada em enfermaria porque a tia também já está de molho há uns dias. 

Neste quadro há um misto de vários sentimentos: explosão (o que sinto que pode acontecer à minha cabeça a qualquer momento); alívio (as piolhas, depois de 4 dias aos gritos e guinchos, já não gritam, talvez por não terem forças para isso. Uma das piolhas não tem forças para continuar com os comportamentos desafiantes e provocadores dos últimos dias); culpa (pelo alívio sentido por as piolhas terem parado de gritar pela razão de estarem doentes); ansiedade (nenhuma mãe gosta de ver os filhos doentes e espero que recuperem rápido); cansaço (estas noites com febres mata-mães e choros de cansaço e dor, cansam muito. E tive que ir trabalhar)...

 

Acho que são os espanhóis que dizem que maus começos é bom sinal. Espero que este começo seja um ótimo sinal do que quer que seja positivo porque, ainda agora começámos e eu já me sinto com 3 meses de 2013 no lombo. Não fosse o frio/geada/vento cortante e juraria que já estávamos no começo da Primavera (altura em que me ressinto com algum cansaço).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:09

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Rainbow Mum a 07.01.2013 às 17:08


Raios parta que isso por esses lados não anda nada fácil mesmo... Chiça!!!!
Sem imagem de perfil

De Filomena Silva a 08.01.2013 às 14:16

Realmente começar o ano nesse ritmo é tramado. Mas o que começa mal acaba bem (digo eu com esperança que por aqui se passe o mesmo).
Encontrei este blog por acaso por causa de um post sobre arrumações e descubro algo em comum. O Espectro do Autismo... Tenho um filho com Síndrome do X-Frágil, que também se inclui no Espectro do Autismo e é sempre interessante ler a experiência de outras famílias, apesar das diferenças há imensas semelhanças.
Um beijo grande e vou continuar a visitar este seu cantinho.
Imagem de perfil

De t2para4 a 14.01.2013 às 14:01

Filomena, bem-vinda e obrigada pela sua visita e comentário.
Há muitos anos atrás, conheci e trabalhei com um menino que tinha o síndroma de x-frágil. Foi o primeiro grande impacto que tive com crianças com necessidades especiais, sem qualquer apoio/preparação/auxílio/tarefa específica. Era eu e ele e mais 20 miúdos numa sala, sozinhos... Lembro-me de ter pesquisado muito para tentar estar melhor com esse menino e, ao longo dos tempos, termos aprendido a estar um com o outro e posso fazer um balanço positivo. 


um beijinho enorme para vocês e votos de boa continuação
Imagem de perfil

De BECAS a 11.01.2013 às 09:55

Um Bom 2013 e que seja um ano de conquistas. bjs
Imagem de perfil

De t2para4 a 14.01.2013 às 14:02

Obrigada Becas e Rainbow!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens