Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Piscina e terapia da fala

por t2para4, em 11.03.11

Recomeçámos a nossa saga semanal, entre trabalho-infantário-aulas na piscina-terapia da fala. É uma grande estafa para mim, que ando quase sempre sozinha com as piolhas nestas lides.

Esta semana lá regressámos à piscina, depois de um mês de ausência por causa da cabeça partida de uma das piolhas (como se não me bastasse ter filhas autistas, ainda acontecem estas coisas...) e correu muito bem, para minha grande admiração. As piolhas colaborararm muito bem com a professora, fizeram os exercícios todos e até passaram pelos arcos com a cara na água!!! (pois, elas quase nunca molham a cara apesar de adorarem água). E, no final, despediram-se dela com um beijinho e no balneário foram super colaborantes comigo: demorei 15 minutos a vesti-las, a vestir-me e a colocá-las nas cadeirinhas no carro (simplifico ao máximo: uma Eastpack com 1 toalhão, fraldas e fraldas de banho - não usam mas vão para uma eventualidade - toalhetes, 2 roupões de banho das piolhas, chinelos da mãe e crocks das filhas, 3 tocas e 3 fatos de banho. Já levo o meu vestido antes da aula, por isso, lá só tenho que me preocupar com as piolhas e com a minha toca. Dispo as camisolas todas juntas - e vão sempre de fato de treino para ajudar a ser mais fácil -, separo tudo por cabides para cada uma de nós. No final, vestem o roupão no banco perto do tanque e já lhes tiro lá os fatos de banho - não apanham frio e vão enxugando -, no balneário visto a parte de cima a cada uma e vou pondo a fralda - de pé - e vestindo o resto à  vez. Calço-as e ficam sentadas à minha espera. Visto-me, calço-me com as botas com a protecção de plástico, ponho casaco, meto tudo à toa na mochila, pego nas duas ao colo e ala para fora. Aí visto-lhes os casacos e ponho-lhes os chapéus, tiro os plásticos das botas e vamos embora. O banho toma-se em casa, com calma, sem gente à volta, com todos os produtos a que temos direito).

 

A terapia da fala foi um espectáculo: frases de 3 e 4 palavras bem dominadas, uso espontâneo do pronome pessoal "eu" e alguns deíticos de primeira pessoa (meu, minha, nossos), esforço para se fazerem entender em frases cada vez mais complexas, tempo de atenção muito muito maior do que se esperava e iniciativa fantástica. Já conseguimos passar cerca de 80% do tempo sentados a fazer algo em conjunto e a trocar turnos e não a correr atrás delas. Estou muito contente e orgulhosa do esforço das minhas piolhas. Só por isto já vale bem a pena todo o cansaço que é gerir tudo isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:54

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De C R a 13.03.2011 às 16:46

Ai Amiga ate fico cansada de te ler ufa que estafa mas e muito bom saber que elas estão cada vez mais a ter resultados promissores que cada dia as vitorias se vão acumulando .
bjs grandes
Imagem de perfil

De t2para4 a 13.03.2011 às 22:05

:) Obrigada! É mesmo muito cansativo mas tenho que ter em mente que estas coisas fazem-lhes muito bem e são muito necessárias para elas.
Sem imagem de perfil

De Diana Rosa a 21.06.2011 às 22:27

Olá.Tenho uma filhinha de 3 anos e Há seis meses comecei a notar que seu comportamento é diferente.Todos esses meses eu tenho pesquisado e pra mim, o diagnóstico está fechado:ela é asperger.
Iniciei com o neuropediatra e agora estou na fase dos exames,o que , imagino eu, não vá dar em nada.Pesquisando sobre desfralde,li um pouquinho da sua luta,e só possso te dar os parabéns.
Imagem de perfil

De t2para4 a 29.06.2011 às 13:59

Olá Diane Rosa.

Não há nada como verificar todas as nossas suspeitas com um ou vários médicos, espcializados em desenvolvimento infantil que, depois acabam por encaminhar para as devidas áreas - no caso das minhas piolhas, para as consultas de neurodesenvolvimento e autismo.
Desejo que corra tudo bem com a sua filha e que encontre ânimo e força para seguir em frente com tudo o que a pode esperar. Não é fácil mas não é o fim do mundo; é o começo de algo muito mais forte.

O desfralde não está a correr bem... Está parado neste momento. Quando elas quiserem, elas me dirão alguma coisa.

Força!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens