Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Passear...

por t2para4, em 26.02.11

... sabe tão bem!

Antes era muito difícil sair com as piolhas para onde quer que fossemos. Eu, sempre numa de super prática, lá me desenrascava e dava a volta mas era muito cansativo e elas próprias não sabiam como lidar com a imensidão, as pessoas, etc. Era mesmo complicado... Não podíamos levá-las pela mão porque logo uma delas se atirava ao chão ou fingia não ter força nas pernas ou não nos ligavam nenhuma quando as chamávamos, logo, tínhamos obrigatoriamente de levar o carrinho. Enquanto eram mais pequenas, até se fazia mais ou menos mas à medida que foram crescendo, empurrar um carrinho duplo ou bengala dupla ficou muito pesado (e penoso), assim, optámos por uns bengalas individuais mas isso já implicava que fossemos sempre dois nas nossas saídas. Ir ao supermercado era fácil: faziam parte do percurso até aos carrinhos a pé e o resto era dentro do carrinho das compras.

 

Pouco a pouco, vitória a vitória, lá vamos conseguindo fazer o que as famílias "normais" fazem, como... sair em família, sem ter a sensação que estamos na meia maratona de Lisboa, por exemplo! Conseguimos ir passear à serra, ainda vimos neve (!) e as piolhas divertiram-se imenso, o marido tirou imensas fotos e todos relaxamos um pouco. Esperemos que seja apenas o início de mais saídas!

Aqui ficam algumas fotos de uma tarde bem passada.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:34

Relato de uma mãe com filho autista

por t2para4, em 26.02.11

Encontrei este relato quando fiz umas pesquisas sobre confirmação de diagnóstico das minhas piolhas, nos últimos dias de Agosto. Tive que escolher bem o que lia e o que podia encaixar nos sinais que via nas minhas piolhas. Ainda assim, encontro coisas de bradar aos céus... E, mais uma vez, atenção que o espectro do autismo é muito vasto - nem tudo o que lemos pode ser indicativo de algum indício.

 

O meu filho ja tinha 1 ano e meio quando comecei a notar que algo não estava bem mas foi preciso esperar ate ele ter 3 anos para ter a confirmação do diagnostico no caso dele é sindrome de asperger o meu filho foi acompanhado em coimbra pela unica equipe que existe em portugal especializada em autismo os outros medicos que procurei nunca souberam me dizer andei na duvida ate encontrar a Dr Georgina Maia e ela sim me mandou a coimbra fazer os testes isso não é olhar para uma criança e dizer que é autista existem testes que um bebé não pode fazer por razoes obvias algumas das caracteristicas do autismo são:

 

dificuldades quanto ao relacionamento com pessoas, objectos ou eventos
incapacidade de estabelecer interacções sociais com outras crianças

incapacidade de ter consciência dos outros

contacto visual difícil sendo normalmente evitado

incapacidade para receber afectividade

intolerância a contactos físicos

dependência de rotinas e resistência à mudança

comportamentos compulsivos e ritualísticos

comportamentos que produzem danos físicos próprios, como bater persistentemente com a cabeça

acessos de cólera, muitas vezes sem razão aparente

competências comunicativas verbais e não-verbais severamente afectadas

incapacidade para comunicar com gestos ou palavras

vocalizações não relacionadas com a fala (a criança cria uma linguagem propria)

repetição de palavras proferidas por outros (ecolalia)

hiper ou hipossensibilidade a vários estímulos sensoriais

Hiperatividade ou apatia

 

O meu filho por exemplo tinha hiperactividade corria de um lado para o outro constantemente ,não aceitava que lhe mudasse as rotinas se era eu que o levava ao infantario se fosse o pai a levar recusava ir com o pai ,um dia resusou entrar no gabinete da terapeuta porque ela tirou um tapete que tinha no chão.
O meu filho parecia não escutar quando o chamavamos, fez varios exames aos ouvidos porque no inicio pensamos que ele não ouvia,

Ele girava objectos, punha os objectos quase em cima dos olhos (foi me dito mais tarde que ele estava a ver o brilho do objecto)

era alheio a tudo que se passava em sua volta andava o dia todo com uma lista das paginas amarelas ia para o infantario com ela e voltava e parecia estar a ler o que la estava escrito adorava puzzles e sabia as bandeiras dos paises todos sem ninguem lhe ensinar teve muitos interesses mas esse lembro me que foi um dos primeiros .

Com a estimulação precoce estes comportamentos esteriotipados tem tendencia a acalmar com o meu filho foi assim ele ja teve alta de practicamente tudo ele evoluiu de uma forma muito positiva dito pela equipe de coimbra apenas 10% das crianças com esta sindrome tem uma evolução tão positiva.

Dizem não existir cura mas existe muito que se pode fazer por estas crianças para que tenham uma vida mais feliz acreditei sempre que o meu filho era capaz de mais e que não ficaria limitada pelo seu diagnostico que para muitos medicos e a medida que fui tentando passou de autista (que foi o 1º diagnostico) a sindrome de asperger um grau muito mais ligeiro do autismo classico alias eu quando o meu filho foi para a sala de titos ( sala especial para autistas) as diferenças entre o meu filho e as outras crianças autistas era mais do que evidente hoje ele encontra com os ex colegas e as diferenças são abismais mesmo ele ninguem diz que tem o que tem so eu o meu marido e os professores sabem o que ele tem para todas as pessoas ele é considerado normal ninguem diz olhando para ele que ele é diferente ( especial)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:29

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens