Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Novo visual - A new look

por t2para4, em 21.06.11

E lá fomos nós cortar o cabelo. Correu muito bem e, apesar da agitação normal de estar num cabeleireiro e ter uma bata à volta do pescoço e ter cabelos a cair, as piolhas portaram-se lindamente.

À piolha que tem o hábito de enrolar o cabelo fez-lhe confusão ver os seus caracóis cair e ter tanto cabelo à sua volta, no chão. Já a outra, parecia talhada para aquilo: muito bem sentada, muito atenta, perguntava de vez em quando se já estava e colaborou bastante com a cabeleireira.

 

O resultado final agradou-me imenso. Ficaram com um ar completamente diferente mas muito muito bonitas. Fui aconselhada a colocar ganchos dos dois lados da cabeça para não evidenciar a falha de cabelo e, no final, fomos comprar mais ganchinhos. Chegadas a casa, uma surpresa esperava-as na mesa da sala: uma barbie :-)

Estão a ficar crescidas, as minhas piolhas...

 

 

---------------------------

And there we went to get the hair cut. It went very well and, though the regular excitement of being at the hairdresser's and have a robe around the neck and hair falling, my little girls behaved beautifully.

It was confusing to my liithe girl who curls her hair watching her curls falling and have so much hair around her, in the floor. The other one, though, seemed made for that: very well sit, very attentive, she asked now and then if it was done and cooperated a lot with the hairdresser.

 

The final result pleased me a lot. They have a tottaly different look and are very very pretty. I was told to use hairclips both sides of the head so we do not point the hair missing area and, at the end, we bought more hairclips. When we got home, a surprised was waiting for them in the coffee table: a barbie doll :-)

They are getting big, my little girls...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:49

Corte de cabelo - haircut

por t2para4, em 21.06.11

Sempre gostei de ver as meninas de cabelo comprido, sem nunca o terem cortado, com os caracoletos iniciais, cabelinho de bebé. Pensava eu que poderia fazer o mesmo às piolhas mas os cortes começaram desde cedo na franja - não deixavam fazer puxinhos, pôr ganchinhos ou fitas e tive mesmo de pôr de parte o desejo da inexistência de franja -, pouco depois uma das piolhas começou a enrolar o cabelo com os dedos de tal modo que ficava todo embrulhado e ao fim de umas semanas, do lado esquerdo, quase não havia cabelo... Caia às mãos cheias...

Sem saber o que fazer e como impedir aquele comportamento consultamos uma dermatologista, a dra. Evelina Ruas, que, minutos depois de a ter examinado me explicou que o que a piolha fazia era tricotilomania, um distúrbio caracterizado por arrancar cabelos sem fins estéticos.

Receitou um champô fortificante,recomendou o uso constante de chapéus,lenços,toucas e marcou nova consulta para daí a 6 meses. Posso assegurar que piorou um pouco e depois melhorou significativamente e o cabelo nascia. Infelizmente e com muito desgosto, lá acabei por marcar cabeleireiro e cortar-lhe o cabelo... E cortando a uma, corto também à outra.

 

Em Agosto, após o diagnóstico de desvio do espectro autista, associamos este comportamento a uma estereotipia.

Um dia, do nada, ela pára de o fazer. O cabelo cresce forte e saudável naquela área e fazemos novo corte para acertar. Para nosso grande desconcerto, há umas semanas, recomeçou... Nota-se uma falha de cabelo enorme, misturada com os caracois do novo cabelo e punhados de fios caídos, com nós...

Desta vez, por muito que me custe, vai ser radical e ambas farão um grande corte de cabelo, do comprimento do novo para ficar tudo por igual. Como fica mais curto, esperamos que a estereotipia regrida ou desapareca. Fico triste por tê-las de cabelo curto mas o cabelo cresce e elas ficam giríssimas com qualquer corte.

 

--------------------------------

I always liked seeing girls with long hair, without ever had it cut, with its initial curls, baby hair. I thought I could do the same to my little girls but the cuts soon began in their fringe - they didn't let us do ponytails, put hairclips or ribbons and I really had to put aside my desire for the absence of fringe -, later one of my little girls started to curl her hair with her fingers in such a way that it was bundled and a few weeks later, on the left side, there was almost no hair... It fell off full hands...

Whitout knowing what to do and how to stop that behaviour we went to a dermatologist, dra. Evelina Ruas, who, minutes after examining my little girl explained me that what she does is trichotillomania, a disturb known for its hair pulling with no esthetics purposes.

She prescribed a restorative shampoo, she recommended the constant use of hats, scarves, caps and set a new appointement 6 months from then. I can assure she got a little worse and then got significantly better and her hair grew again. Unfortunately and with a lot of sorrow, I went to the hairdresser and got her hair cut... And when I had the hair cut to one of them, I had it cut to the other too.

 

In August, after the ASD diagnosis, we connected this behaviour to a stereotypy.

One day, out of nowhere, she stops doing it. Her hair grows strong and healthy in that area and we have a new haircut. To our big confusion, a few weeks ago she started doing it again... We notice a big miss, mixed with new hair curls and hands full of threads, with knots...

 

This time, as hard as it can be to me, it will be radical and both of them will have a big haircut, the length of the new one to make it even. As it gets shorter, we hope this stereotypy recedes or disappears. I am sad they have short hair but it grows and they look beautifully anyway.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens