Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Aguardamos... - We wait...

por t2para4, em 25.07.11

 

... a chegada de um novo membro da família :) 

Após muitas indecisões, muitas horas de interacção, muitas perguntas e mensagens trocadas com as pessoas ideais, e muitas ponderações, farta de andar em círculos, finalmente decidimo-nos.

 

-----------------------------------

 

... the arrival of a new family member :)

After many moments of indecision, many hours of interaction, many questions asked to the right people, and many thoughts about it, sick of walking in circles, we finaly made up our minds.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:37

Nós mães... - We, mothers...

por t2para4, em 25.07.11

Apesar da minha relação com Deus (Aquele em que acredito, uma entidade não vingadora ou punitiva) estar muito complicada e, ultimamente, a religião me decepcionar cada vez mais, não consigo ficar indiferente a este texto. 

Foi-mo passado por uma MÃE muito corajosa que tem um filhote maravilhoso com uma patologia cardíaca, herdada da mãe. Se eu conseguisse defini-los numa só palavra, essa palavra seria simplesmente "coragem". Minha querida V., muito obrigada pela tua existência nas nossas vidas.

 

 

Como Deus escolhe mães de crianças especiais 


"Você alguma vez já pensou como Deus escolhe as mães das crianças especiais? Eu já...
Uma vez visualizei Deus pairando sobre a Terra, selecionando seu instrumento de propagação com um grande carinho, e compassivamente.
Enquanto observava, Ele instruía seus Anjos a tomarem nota em um grande livro:
- Para Beth, um menino. Anjo da Guarda, Matheus.
- Para Miriam, uma menina. Anjo da Guarda, Cecília.
- Para Regina, gêmeos. Anjo da Guarda Geraldo, ele já está acostumado.
Finalmente, Ele passa um nome para o Anjo, sorri e diz: dê a ela uma criança deficiente.
O Anjo, cheio de curiosidade, pergunta: porque ela, Senhor? Ela é tão alegre!
- Exatamente por isso, diz Ele. Como eu poderia dar uma criança a uma mãe que não sabe o valor de um sorriso? Seria cruel...
- Mas será que ela vai ter paciência?
- Eu não quero que ela tenha muita paciência - disse Deus - porque aí ela se afogará no mar da autopiedade e desespero. Logo que o choque e o ressentimento passarem, ela saberá como conduzir-se. Eu a estava observando hoje. Ela tem aquele forte sentimento de independência.
Retrucou o Anjo: - Ela terá que ensinar a criança a viver no seu mundo e não será fácil. Além do mais, Senhor, acho que ela nem acredita na Sua existência.
Deus sorri, e diz: - Não tem importância. Eu posso dar um jeito nisso. Ela é perfeita. Possui o egoísmo no ponto certo.
O Anjo engasgou. - Egoísmo? E isso é, por acaso, virtude?
Deus acenou que sim e acrescentou:
- Se ela não conseguir se separar da criança de vez em quando, ela não sobreviverá. Sim, esta é uma mulher que abençoarei com uma criança menos perfeita. Ela ainda não faz idéia, mas ela será, também, muito invejada. Sabe, ela nunca irá admitir uma palavra não dita, nunca considerará um passo como uma coisa comum. Quando sua criança falar “mamãe” pela primeira vez, ela pressentirá que está presenciando um milagre. Quando ela descrever uma árvore com um pôr-do-sol para seu filho cego, ela verá como poucos já conseguiram ver a minha obra... eu permitirei ver claramente coisas como ignorância, crueldade, preconceito e a ajudarei superar tudo. Eu estarei a seu lado a cada minuto de sua vida, porque ela estará trabalhando junto comigo.
- Bom - disse o Anjo - e quem o Senhor está pensando mandar como Anjo da Guarda?
Deus sorriu;
- Dê a ela um espelho. É o suficiente."

Autor desconhecido 

 

Estas semanas tenho trabalhado com um grupo de crianças de férias e com a mãe de uma delas que tem uam deficiência muito grave e uma esperança média de vida de 17 a 18 anos. Não sei como aquela MULHER/MÃE se aguenta mas ela é um poço de força e coragem. Ela, mais que ninguém, ensinou-me (não pelas conversas que temos mas pelo que vejo nela e na sua relação com o filho) a viver um dia de cada vez. E, estas semanas, mais do que nunca, apercebi-me do seu total significado. É quase epifânico. 

 

 

-----------------------------------------

Though my relationship with God (the One I believe in, a revengeless or non-punitive entity) is too complicated and, lately, religion disapoints me more and more, I can't be indifferent to this text.
It was passed on to me by a very brave MOTHER who has a wonderfil son with a cardiac pathology, inherited from his mom. If I could define them with just one word, that word would simply be "courage". My sweet darling V., tahnk you for being part of our lives.
How God chooses mothers of special children
"Have you ever wondered how God chooses mothers of special children? I have...
Once, I saw God over the Earth, selecting his propagation tool lovingly and compassionately.
While he was watching, He instructed his Angels to take notes in a big book:
- To Beth, a boy. Guardian Angel Matheus.
- To Miriam, a girl. Guardian Angel, Cecilia.
- To Regina, twins. Guardian Angel Gerald, he is used to it.
Finaly, He passes on a name to the Angle, smiles and says: give her a disabled child.
The Angel, curious, asks: why her, Lord? She is so cheerful!
- That's exactly why, He says. How could I give a child to a mother who doesn't know the value of a smile? It would be cruel...
- But will she be patient?
- I don't want her to be very patient - said God - because she will drown in an ocean selfpity and despair. As soon as shock and resentmet are over, she will know how to proceed. I have been watching her today. She has that strong feeling of independence.
The Angel replied: - She will have to teach the child to live in her world and that won't be easy. Besides, Lord, I think she doens't even believe You exist.
God smiled and says: - It doens't matter. I can fix that. She is perfect. She is rightly selfish.
The Angel choked: - Selfishness? And that is, by any chance, a virtue?
God nodded and added: - If she can't separate herself from the child every now and then she won't survive. Yes, this is a woman I will bless with a less perfect child. She has no idea yet but she will, too, be very envied. You know, she will never admit a unspoken word, will never consider a step as a common thing. When her child says "mommy" for the first time, she will feel she is living a miracle. When she describes a tree with a sunset to her blind child, she will see it every minute of her life, because she will be working with me.
- Well - said the Angel - who do you have in mind for her Guardian Angel?
God smiled: - Give her a  mirror. It is enough.
Unknown author

 

 

These past weeks I have been working with a group pf children and the mother of one of them who has a very serious disability and a life expectancy of 17 or 18 years. I don't know how that WOMAN/MOTHER can handle but she is a well of strenght and courage. She, more than anyone, taught me (not through our conversations but for what I see in her and her relationship with her son) living one day at a time. And, during these weeks, more than ever, I realized its full meaning. It is almost epiphanic.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:44

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens