Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Lei de Murphy #1 de 2014

por t2para4, em 04.01.13

Gripe. Duas piolhas com febrões, tosse, carradas de ranhocas e afins, olhos vidrados e lacrimosos, queixas de dor de cabeça.

Noites mal dormidas, com levanta-deita-levanta constante, medica e atenta nos horários, lá acalma um choro e verifica temperaturas.

Olheiras de zombie ao acordar. Nada a fazer: olhar no espelho e ignorar.

Piolhas em casa da avó, transformada em enfermaria porque a tia também já está de molho há uns dias. 

Neste quadro há um misto de vários sentimentos: explosão (o que sinto que pode acontecer à minha cabeça a qualquer momento); alívio (as piolhas, depois de 4 dias aos gritos e guinchos, já não gritam, talvez por não terem forças para isso. Uma das piolhas não tem forças para continuar com os comportamentos desafiantes e provocadores dos últimos dias); culpa (pelo alívio sentido por as piolhas terem parado de gritar pela razão de estarem doentes); ansiedade (nenhuma mãe gosta de ver os filhos doentes e espero que recuperem rápido); cansaço (estas noites com febres mata-mães e choros de cansaço e dor, cansam muito. E tive que ir trabalhar)...

 

Acho que são os espanhóis que dizem que maus começos é bom sinal. Espero que este começo seja um ótimo sinal do que quer que seja positivo porque, ainda agora começámos e eu já me sinto com 3 meses de 2013 no lombo. Não fosse o frio/geada/vento cortante e juraria que já estávamos no começo da Primavera (altura em que me ressinto com algum cansaço).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:09

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens