Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Conhecer os nossos governantes

por t2para4, em 17.01.13

Não acho que seja saudável nem normal nem natural que crianças de 4 ou 5 anos já saibam quem é Passos Coelho - e saberem que é, além do marido da Laura, o nosso primeiro-ministro -, Cavaco Silva -  o nosso presidente da república - e até uma ou outra nuance de uma governante estrangeira que manda mais cá do que os nossos - a Merkhel. 

As piolhas reconhecem esta malta toda. Ouvem-se os nomes deles em todo o lado, associam-se palavras (nomes) a rostos, leem-se pequenos nomes que se ligam a pessoas, há inúmeras notícias sobre eles. Não acho que seja um motivo de grande orgulho que crianças tão novas já saibam quem (des)manda no nosso país, ainda sem sequer terem entrado para a escola. Ainda para mais quando aquilo que se retém desses nomes não são as melhores notícias, nem as melhores formas de se endireitar um país, etc etc e tal. 

 

Daí que, antes que entremos todos em paranóia e as piolhas me comecem a falar alemão:

- as notícias já só se veem em formato digital no pc ou só se assiste aos finais dos noticiários. E como não temos mais canais, dá-se audiência à RTP2 e ao seu Zig Zag. Bem mais cultural e produtivo.

- os horários das rotinas habituais mudaram devido ao facto de as piolhas já não fazerem a sesta no infantário. Como pretendo a todo o custo evitar que desatem aos gritos só porque gritar é fixe e leva a mãe à loucura extrema (a sério, isto dá-me cabo dos nervos.... Há necessidade de gritar tanto? Para que gritam?!?), o jantar é ligeiramente mais cedo (entre as 19h30 e as 20h) para que, cerca das 20h30 já estejam no banho para se deitarem às 21h. Ora, assim não dá para ver notícias :) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:12

Dicionário versão piolhas

por t2para4, em 17.01.13

Em conversa no carro sobre o que tinham feito na escola:

 

- Fiz um ..... (algo que não percebi)

- Fizeste o quê?

- Um ...

- Não percebo. Diz mais devagar.

- g  a  m  m  o   (foi o que entendi, dito devagarinho)

- O que é isso? A mãe não percebe.

- Ó mãe, é um pau com folhas. Um ...

- Ahhhh, um rrrrramo!

- Isso, um rrramo.

 

Boa definição, boa repetição do som "r", maus ouvidos da mãe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

"Put yourself together, woman!"

por t2para4, em 17.01.13

Podia agora referir uma série de citações, alusivas à minha pessoa e aos últimos tempos, desde o que o René do "Allô Allô" dizia à sua esposa ao que Liz Taylor referia. Obviamente, prefiro esta última:

 

http://d22zlbw5ff7yk5.cloudfront.net/images/cm-24657-0506e09674e992.jpeg 

 

É tempo de seguir, não sei bem para onde nem a fazer o quê. Preciso quase desesperadamente do cálculo frio e da distância que o marido consegue ter em relação a estas coisas que nos vão afetando. Não é afastamento nem desinteresse mas sim uma maneira mais saudável e racional de ver as coisas e lidar com elas. A verdade é que, ao fim destes 3 anos e com a proximidade da entrada das piolhas para o 1º ciclo, sinto que há tanto que ainda fica para trás mas tantas coisas já conquistadas in advance (como os princípios da leitura e do cálculo matemático) e eu não consigo aceitar a ligeireza e facilidade com que outros atingem as coisas e tudo parece natural e para mim não é.

 

Assim sendo, e porque já vai sendo tempo de ir lambendo feridas antigas ou retirar estilhaços - a visão que melhor expressar o que quero dizer -,  vou aproveitar bem estas férias do marido e relaxar dentro do que puder. Descansar mais, não me forçar a tarefas que me custam  imenso fazer, relaxar no que me exijo - a mim e às piolhas -, deixar andar um pouco ao género "laissez-faire laissez-aller". E colocar em prática parte do que o meu médico de família sugeriu: as piolhas têm gente especializada a trabalhar com e para elas, não tenho que ser eu a controlar tudo e atentar reproduzir isso em casa. Deixar, simplesmente, que as coisas fluam.

 

Vou redecorar algumas das paredes lá de casa :), algo que comecei já a fazer esta semana, vamos sair mais com as piolhas e ver se, pelo menos, independentemente de birras e miados e choros e gritos, saímos e elas vão aprendendo alguma coisa e vou começar a meter na minha cabeça que, para autistas, as minhas filhas são é muito perfeitas em comparação (lá está, o raio da comparação) com outras crianças que ditas "normais" têm comportamentos desadequados e inapropriados e etc e tal, quem trabalha numa escola conhece bem esta realidade e nem precisa de ser professor para a ver lá, escarrapachadinha. Por isso, breathe in breathe out e bola prá frente ou para otro lado qualquer, que parados é que não dá. E para trás, só se for para virar à esquerda na interseção anterior e seguir outro caminho. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:21

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens