Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




É uma água das pedras, se faz favor...

por t2para4, em 10.09.13

... porque eu tenciono reaproveitar a garrafa. Aliás, guardei-a no dia em que uma das piolhas se vomitou toda no shopping...

 

No nosso móvel da casa de banho, o Tweety já lá não mora. Passou para o chão. Mas mantêm-se as tacinhas azuis com café velas. Agora, no canto, está lá uma jarrinha com flores secas, mais discreta e simples.

 

 

Fiz as coisas um pouco grosseiramente, de propósito, porque queria mesmo ter muito cordel na base. Passei com cola, fui enrolando fio norte à volta da garrafa e deixei secar. No final, pintei com tinta carílica azul, raspei os excessos de tinta do vidro, bem como restos de cola e rótulos, passeicom um algodão embebido em alcool, retirei a argola de metal e coloquei dentro as flores secas. Voilà! 15 minutos, se tanto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:26

Continuo às voltas com o quarto das piolhas. Não é fácil colocar tanta (e necessária!) mobília num quarto de 13 m2 e ainda querer salvaguardar uma área de brincadeira. E, se antes estava assim, agora, já está, de novo, diferente. Pelo menos em algumas coisas. E, pouco a pouco, sem gastar muito dinheiro, já se vai parecendo com o quarto que eu gostaria de ter para as piolhas.

 

Comecei por mudar alguma mobília de lugar, outra vez. Coube a vez da cómoda + espelho e da estante que, basicamente, trocaram de lugar. Como foi necessário arranjar uma secretária de trabalho para as piolhas, tivemos que puxar pelos miolos. Da última vez que houve alterações, fiz um esquema em papel quadriculado, atribuí cada peça de mobília a um recorte e fui montando o esquema para ver como ficava, sem esquecer o pormenor da abertura da porta e da área da janela.

 

 

Redefinimos os locais, que, desta vez, serão definitivos, e começámos a mudança: a mesa que servirá de secretária foi onde dei explicações durante alguns anos, estava como nova, e veio do arrumo para o quarto das piolhas, bem como as cadeiras, que foram previamente lavadas. Fizemos quaestão de aproveitar a iluminação natural ao máximo, por isso, a mesa ficou o mais próximo possível da janela, o que não invalidou a colocação de dois candeeiros de mesa, para os dias negros de inverno. Do arrumo, vieram também outros materiais, como estantes de metal para guardar papeis, copos para canetas, suportes para economato. O resto, ficou guardado numa gaveta da estante principal, longe dos olhares das piolhas. Entretanto, o suporte de gavetas já mudou de local e está agora a meio da mesa.

Como se aproxima uma fase muito importante da vida das piolhas, achei que deveria dar-lhes mais responsabilidades e votos de confiança: a estante do quarto deixou de ter peluches e passou a ter os seus livros e jogos preferidos, alinhados e arrumados. E elas já sabem que é assim que devem ficar depois de serem usados.

 

 

Ao contrário do que acham muitas pessoas, optei por destralhar o cimo do roupeiro (fica inestético e visualmente desagradável ter ali tanta tralha) e foram lá colocados os candeeiros de mesa de cabeceira, visto que estas foram transformadas em camiseiros (uma em cima da outra, com uma união de antiderrapante de carpetes para não escorregar e cair) e ocupar o chão debaixo da cama: o caixote de verga de brinquedos deu lugar a um saco de fechos e é ali que ele fica. O quarto ganhou mais espaço e luminosidade.

 

 

E, agora, o embelezamento! Estava farta de ver as paredes com autocolantes e pequenos defeitos do estuque. Decidi, com muita calma e paciência, retirar os autocolantes - exceto a faixa, pois, além de disfarçar pedaços brutais sem estuque, ainda dá um ar infantil bom ao quarto - e pintar de branco as falhas, bem como lavar (com oxiaction) esta obra de arte de uma das piolhas. Gostei da leveza com que ficaram as paredes e, com a paciência do marido e algumas pesquisas, redecorá-las sem excessos.

O primeiro passo foi emoldurar uma fotografia em tons de cinza que nos ofereceram. A partir da cor da moldura, seguiram-se outros conjuntos: um subway projetc (que podem criar em www.wordle.net) que imprimi em cartolina creme, as silhuetas das piolhas (inspiradas neste post, cujos passos de criação das imagens foram seguidos e , no final, foi só colar num papel bonito e com o toque de cor que eu pretendia), um desenho muito colorido e bem giro de uma das piolhas, bem como a montagem de fotos da sessão fotográfica dos seus 2 anos. O resultado final ficou bem melhor do que esperava.

 

 

 

 

Tirei esta manta da cama e coloquei outra, mais fina e totalmente creme, apenas com uns relevos que acho bonitos. O quarto ficou logo mais claro.

 

A próxima vítima foi o candeeiro de parede. Como incialmente, ainda solteiros de filhos, pensávamos em transformar este quarto em escritório, o candeeiro escolhido foi um de cozinha, que dá uma luz fantástica. Mas é um candeeiro feio... Mas retirá-lo ou substituí-lo estava fora de questão. A solução? Limpá-lo, comprar um rolo de forra a imitar a madeira e, com as medidas, muita paciência e subidas/descidas do escadote, forrar o candeeiro. Ficou maravilhoso!! 

Antes:

 

 

Depois:

 

 

No final, peguei numa bola de esferovite, recortei milhentas borboletas em tons acastanhados e, com a ajuda de alfinetes, fui espetando os recortes com uma missanga e pendurei com lã brilhante. Ao lado, mais um toque de cor, de flores em cordel; as mesmas que coloquei com alfinetes no cortinado. Pequenos apontamentos de cor que dão um toque muito bonito ao quarto.

 

 

Com pouco mais de 10 euros (já incluíndo molduras, às quais retirei o suporte e coloquei o triângulo para pendurar), fiz uma alteração e pêras e ainda sobrou material. Não precisamos de gastar muito para colocar as coisas como gostamos, basta imaginação, paciência e vontade de arriscar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:10

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens