Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Circo de feras

por t2para4, em 11.11.13

Não têm sido dias fáceis. Agradeço todas as respostas ao post anterior e darei o respetivo feedback assim que me for possível. 

 

A nossa casa, a nossa vida, é muitas vezes similar a um circo. Ao contrário. Em vez de ser suposto os palhaços fazerem-nos rir e divertirmo-nos, sentirmo-nos satisfeitos com o nosso papel, a verdade é que os "palhaços" - com a aquela entoação "palhaaaço" e sentido pejorativo - somos nós.

Porque ainda damos ouvidos a quem não quer aprender.

Porque ainda insistimos em tentar, não em mudar o mundo, mas em fazer dele um lugar mais compreensível e tolerante.

Porque ainda se comparam birras autistas/crises por causa de um imprevisto com birras por causa do gelado que a mãe não comprou. Uma dura 40 minutos, a outra dura 5...

Porque ainda somos parvos ao ponto de tentar fazer aniversários em família, mostrar às piolhas que os avós ainda podem ser melhores pessoas. Mas não atendem o telefone, não respondem a sms, não nos abrem a porta. E nós 4 no carro e à porta de casa, à espera, com uma prenda numa mão e um bolo de aniversário na outra. E as piolhas, qual disco riscado, a perguntar "mas não cantamos os parabéns ao avô?".

Porque pintamos a cara de preto e voltamos para casa com as piolhas no banco de trás a chorar e a não ouvir a nossa explicação para aquele raio daquele imprevisto.

Porque, mal chegados a casa, o marido faz das tripas coração e brinca tanto tanto tanto com elas, das formas mais disparatadas possíveis, desviando com sucesso o foco de atenção e evitando uma crise. Aliás, duas... E fazemos da sobremesa uma razão para cantar os parabéns a nós mesmos, apagar as velas e cortar o bolo.

Porque, por muito que tente, não consigo explicar às piolhas que os avós são pessoas más. E não sei como fazê-lo.

Porque a minha capacidade de reação já passou muito para além do perdão. 

Porque, tal como os avós das piolhas, ainda há pessoas incapazes de interagir com a diferença, fazendo da ignorância o seu estandarte de comportamento e valores. 

Porque não me parece de todo concebível que não se faça o mínimo dos esforços para evitar sussurros, comentários, comparações erradas, etc. 

 

E o nosso dia acaba com a casa virada de pantanas, o marido a trabalhar no turno da noite, a mãe a terminar trabalhos e as piolhas entretidas com algo que seria suposto fazer parte das suas descobertas aos 3 anos e não aos 6... 

 

 

E esta brincadeira durou horas.

E hoje, mal chegadas a casa da escola, voltou a ser interessantíssima. E relaxante. Hoje foi o dia do magusto na escola. Quando cheguei para as ir buscar, senti-as perdidas e desorientadas. Imagino que o barulho de mais de 300 pessoas no recreio, a confusão, os cheiros e o sol não tenham sido fatores muito simples de gerir. Por isso, hoje tudo é permitido: poneis, brincadeiras com caixas vazias como se fossem tesouros, youtube, jogos. 

E eu, orgulhosa do esforço diário que as piolhas fazem para que esta porcaria desta sociedade as aceite tal como são, as deixo serem crianças à sua maneira. Felizes. Quantos se podem gabar disso?

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:05

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens