Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Tagarelice #36

por t2para4, em 28.04.14

De manhã, ao vestir para ir para a escola. 

Trouxe, junto com as roupas, uma t-shirt extra de outra cor, por engano. Uma das piolhas ficou furiosa!

 

- Eu quero ir igual à E.!!!!

- Sim, está bem, filhota, enganei-me na t-shirt.

- Mas eu quero ir igual à mana E.! (Como se tivesse mais alguma...)

 

E pronto. Bocas foleiras, tomem, para não me atirarem à cara que as visto sempre de igual. É conforme calha, umas vezes de igual, outras não - depende da roupa que eu tenha/compre/ofereçam. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:09

Continuo de turma em turma, de escola em escola, a falar de "ervilhas especiais" e autismo. Muito trabalho, muita dedicação e bons resultados, espero... Frutos que espero que venham a ser doces e saudáveis, num futuro próximo.

Continuo por aqui, com mais em mãos, com muitas coisas para fazer, sem nunca descurar as minhas piolhas. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:47

Tagarelice #34 e #35

por t2para4, em 22.04.14

Ao ver as notícias e em conversa com o marido e a minha irmã, acerca do homem que se passou e matou a sogra e a tia e feriu a ex-mulher e a filha, lá para os lados de Viseu.

Pergunto eu: - Mas afinal quem é que morreu?

O marido abrou a boca para falar mas saiu logo uma das piolhas com esta "- Foi o Eusébio!"

Pois... Não deixa de ter razão... E com tanto aparato televisivo, obviamente que ia lembrar-se disso, pois....

 

 

Anúncio publicitário da margarina ou manteiga Flora. A certa altura, a mocinha - que deve ter muitos problemas e pouca confiança -, questiona o companheiro: "Flora?! Mas quem é a Flora?!"

Resposta pronta das piolhas:

- É uma Winx!!!

 

Dah...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Páscoa Feliz!

por t2para4, em 18.04.14

Hoje foi dia de nos dedicarmos à cozinha e à culinária.

Dia de meter a mão na massa, literalmente. 

Dia de "limpar a queijeira" como diz o marido e aproveitar todas as sobras de legumes e afins.

Dia de começar a pensar no que vamos fazer, em família, no domingo de Páscoa.

E foi um bom dia.

 

Folar de Páscoa, inspirado na "Dica da Semana"

 

 

 

Ingredientes e Preparação

600 gr de farinha

120 gr de açucar

100 gr de manteiga amolecida

leite qb

4 ovos

3 ovos cozidos

1 ovo para pincelar

12 gr de fermento de padeiro

raspa de 1 limão

erva doce qb

canela qb

 

Dissolver o fermento no leite morno e deixar repousar por 10 minutos. À parte, misturar a farinha, o açucar, a raspa de limão, a manteiga, os 4 ovos, a erva-doce e a canela e amassar muito bem (amassei com as mãos). Adicionar a mistura de fermento, amassar e deixar levedar durante 20 minutos. 

Dividir, depois, a massa em dois e entrançar. Colocar num tabuleiro untado (usei papel vegetal) e dispor os ovos cozidos no centro da rosca. Pincelar com o ovo mexido 3 levar ao forno por 30 a 40 minutos. Polvilhar com açucar em pó.

 

 

Folhado de legumes e bacalhau

 

 

Era para ter sido uma quiche mas a visita aos gatinhos e um problema elétrico no prédio durante a manhã mudaram-me as ideias.

Aproveitei todos os legumes que tinha no frigorífico ou congelados e provámos as primeiras favas do ano.

 

Ingredientes e Preparação

uma placa de massa folhada (das de compra)

meio alho francês

um qurto de pimento vermelho

um punhado de favas

meia lata de cogumelos

1 cenoura ralada

1 tomate picadinho

1 posta de bacalhau (a única que estava no meu congelador)

azeite qb

sal qb

1 ovo para pincelar

 

Coze-se o bacalhau à parte. Depois de desfiado, leva-se tudo ao lume, mexendo para não agarrar, e deixa-se estufar durante 10 a 15 minutos. Quando a água dos legumes estiver quase sumida, desliga-se e deixa-se arrefecer um pouco.

Num tabuleiro, estende-se a massa folhada, dispõe-se o preparado anterior no centro e unem as pontas da massa como se fosse um envelope. Pincela-se com ovo mexido e vai ao forno durante 20 minutos.

 

E, para o jantar, um belíssimo arroz de marisco, na companhia da tia!! Yay!!! E que bem que as piolhas comeram e gostaram. 

 

 

 

 

A Páscoa espera-se em família, no jardim de casa da avó, numa caça aos ovos elaborada e preparada pela tia.

 

Espera-se com dedos pintados e tingidos de cores por causa das pinturas de ovos (bought in lojas chinesas eh eh eh)

Espera-se rica em gastronomia, embora eu estivesse virada para algo mais tradicional e pesado (ai as saudades que eu tenho de uma boa chanfana... Até já tinha pedido a caçoila à minha mãe e tudo...) e estava mesmo tentada a assar borrego pela 1ª vez. 

Espera-se em momentos à volta da mesa com conversas de todos os géneros, com muitas gargalhadas, com muitos disparates.

Espera-se servida com Licor beirão, a certa altura, espero eu, eh eh eh

Espera-se em paz e sossego.

 

Uma Páscoa feliz para todos!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13

Começou assim: de cada vez que saíamos para ir a algum lado, uma das piolhas perguntava se íamos comprar um gato. Não! Eu lá comrava um gato com tantos que há por aí? Não, não vamos ter gatos.

Fomos à loja de animais comprar uma tela para o aquário e veio logo a pergunta "vamos comprar um gato?". Não.

Ai a minha vida... 
Andam há mais de duas semanas a pedir um... gato. Um gato preto e branco, mais especificamente. Sempre que saímos perguntam se vamos... comprar um gato, pois.
Eu já tive gatos antes de elas nascerem. E a ideia até me agrada mas tenho medo de cair no mesmo erro de há 3 anos atrás... A grande diferença é que, desta vez, esta conversa partiu delas, elas dizem "eu quero um gato"...

 

O marido andava tão puzzled quanto eu em relação a este pedido, tão específico e tão vocalizado. Mostrámos outras imagens, outros animais, falámos de coisas más que acontecem em casa, etc mas nada as demoveu. Um gato preto e branco. Que desconfio que sei de onde vem a ideia  mas é algo que preciso de averiguar primeiro. Adiante.

 

Fomos a casa de uma amiga que tem 2 gatos e 2 filhos, um deles com necessidades especiais. Foi um su-ces-so!! As piolhas adoraram a brincadeira e o gato  mais velho adorou os mimos. A nossa amiga disse logo que podia avançar à confiança...

Conversámos mais um pouco, falei com uma amiga veterinária e, após alguns concelhos, fizemos uns telefonemas, umas pesquisas e coloquei um post no facebook. Em menos de nada, a avó paterna (!!!!) avisou que havia um casal que tinha uma gata que tinha uma ninhada pronta para desmame daqui a uma semana e havia lá um gatinho preto e branco. Perguntámos se podíamos ir ver e o senhor recebeu-nos.

Não há palavras para descrever o que se passou... A gata mamã fazia ronron de forma deliciosa, não achou nada estranho ter duas crianças abebzadas de volta de si e dos seus gatinhos, deixou que pegássemos no filhote e continuou a fazer ronron. As piolhas deram colinho canguru ao gatito e já queriam levá-lo para casa... O pai apaixonou-se por outro gatinho, cinzento claro e branco, e perguntou se podíamos trazer dois. Desta vez nem vou opinar nem objetar. Reservámos os dois gatinhos. 

Assim, vamos ter gémeos!!!!  miau miau   vamos adotar dois gatinhos bebés, um preto e branco e outro cinza e branco, da mesma ninhada. Vamos busca-los para a semana. Torço para que corra tudo bem... Para a semana, eu e as piolhas gémeas vamos, pouco a pouco, fazer as compritas para os gémeos.

 

Aqui estão os piquenos :)

 

 

 

O preto e branco estava a mamar, debaixo dos irmãos. Tontinho... Estou receosa, mas não gosto de "e ses..." na minh acabeça. Ainda para mais quando, desta vez, eu não tenho nada a ver com isso e foi um pedido das piolhas...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:26

Trabalho de férias

por t2para4, em 18.04.14

Não dispenso mas, tudo e sempre com conta, peso e medida.

 

É importante estar em sintonia com o professor titular, perceber quais são os pontos fortes e os mais fracos dos nossos filhos, questionar, sugerir, pedir opiniões, ir às reuniões de avaliação. A maioria dos pais dos meus alunos - e dos coleguinhas das piolhas - não vai às reuniões nem à entrega das avaliações. Triste mas enfim.

Eu vou, sempre, independentemente do que possa ter agendado. Há prioridades. E também há declarações de presença e legislação que prevê estas ausências ao serviço.

 

As piolhas, apesar de se safarem muito bem a matemática, revelam alguns problemas na abstração e na interpretação de problemas - algo que, no caso delas, está intrinsecamente ligado ao autismo. Reparei que se um texto estiver escrito na 1ª pessoa do singular a pedir que se defina uma figura geométrica, elas desenham uma boneca e dão o seu próprio nome, porque é "eu". Algo que, no futuro, se não for trabalhado, lhes trará imensos problemas a compreender metáforas, por exemplo.

 

A professora mandou algumas fichas para fazer durante as férias e, em vez de deixar tudo para o final, as piolhas fizeram tudo logo nos primeiros dias. E agora entro eu e o nosso treino. Tantos dias sem escrever nada e sem puxar pelo miolo, não me parece bom. Assim, todos os dias, fazemos um exercício qualquer para rever matéria, treinar a escrita ou apostar no cálculo. O meu leque passa por:

- ditados

- cópias

- problemas

- geoplanos e simetrias

- contas

- retas numéricas, ábacos e colares de contas.

 

Descobri um site onde posso consultar exercícios de vários tipos e imprimir até fichas de avaliação. Também tenho alguns manuais mais antigos para fazermos uns exercícios. Comprei uns caderninhos onde fomos fazendo tudo isso ao longo destes dias. 

 

Como fazemos, então?

- seleciono o que quero fazer com as piolhas (um dia Língua Portuguesa e outro dia Matemática)

- escolho exercícios que não demorem mais que 20 a 30 minutos a fazer

- as piolhas fazem um exercício por dia, todos os dias, mas, se estiverem entusiasmadas, podem fazer mais.

- aproveito a boa vontade das piolhas e fazemos mais, se quiserem.

- incluímos estes exercícios na rotina. 

- corrigimos sempre os erros ou falhas em conjunto para perceberm o porquê do erro e como se corrige.

 

 

 

A caligrafia das piolhas é pavorosa. E desenham algumas letras de forma muito estranha. Ainda assim, escrevem rápido e de forma inteligivel. E é isso que interessa. E é o que digo à equipa de ensino especial e à professora: os médicos também escrevem pavorosamente e ninguém lhes vai dar um insuficiente na caligrafia...

Não dispensa treino, obviamente, e está marcada uma avalição para terapia ocupacional por causa da motricidade. Mas, para já, vou fazendo o meu trabalho de mãe/professora em casa.

 

E, já agora, uma pequena nota: o ser professora só me ajuda em termos didáticos e pedagógicos mas qualquer pai ou mãe pode fazer isto. A minha mãe só tem a 4ª classe antiga, do antes 25 de abril de 1974 e isso nunca nunca a impediu de me acompanhar a mim e à minha irmã nos nossos trabalhos da escola. Ajudava-nos, verificava por erros, obrigava-nos a fazer cópias e contas nas férias de verão. E mal não fez.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:04

Mimos para mãe e filhas, se faz favor

por t2para4, em 18.04.14

Num destes dias, entre tarefas domésticas e trabalhos de férias para fazer, houve tempo para mimos. O pai foi trabalhar mas as piolhas ficaram em casa com a mãe. E foi um dia que correu muito bem. Mesmo.

 

Logo de manhã, começámos com uma banheira cheia de espuma, "como se fosse uma piscina", como dizem as piolhas. Foi uma perdição, especialmente porque me juntei a elas. Claro que também lá estavam os poneis, obviamente.

 

 

 

Dali, depois de escolhidas as roupas do dia, preferencialmente práticas, fomos tratar das unhas. Tons? Rosas e roxos, obviamente. E brilhantes, obviamente.

 

 

 

E um passeio no parque. Com muita brincadeira com os colegas de escola, um café na esplanada, muita liberdade por parte da mãe (nem parecem coisas minhas... Mas já começo a confiar nelas e elas já começam a perceber até onde podem ir sem perderem o que conquistaram. E isto, amigos, é gigantesco! Ninguém imagina a maravilha qu eé poder estar sentada, num banco de jardim, só a olhar ou na conversa com uma maiga, enquanto as piolhas brincam à vontade. Priceless.) e muita brincadeira com ... cães. Sim, esses bichos de quatro patas que fazem "ão ão"...

Afinal, size does matter. E tanto importa que apareceu por lá um golden retriever de quem fugiram a 7 pés e quando apareceu um rafeirito, pequnito e velhote, foi a loucura. Pela 1ª vez, vi as piolhas a afagarem um cão, a conversarem com ele, a mostrar e a querer que ele também brincasse com os seus poneis.

Sentaram-se, deitaram-se, jogaram à bola, correram, rebolaram, enfim, foi tão "normal" que achei "anormal". Achoq ue estou tão habituada a tudo o que foge do que é padrão que quando isso acontecesse faz lembrar a primeira vez que os bebés dormem a noite inteira - os pais não dormem. 

 

 

 

Ainda brincámos com os gatos de uma amiga. E foi um sucesso. Também serviu como experiência. Depois explico melhor...

Bom, dali fomos aos correios, esperar por uma encomenda especial. E, de volta do placard, depois de ler as letras gordas, diziam elas " ah, aqui está a nossa encomenda. Vai nesta caixa". 

 

 

E o que seria tão especial? 

 

Obviamente.

 

O dia terminou aos pulos. E comigo a apanhar favas para o almoço do fim de semana. 

 

 

Não consegui levá-las a andar de bicicleta, tal como me pediram mais tarde, mas já fizemos muito.

A noite terminou com um meltdown, pois claro, mas mais fácil de controlar. O cansaço foi tanto que choravam desalmadamente, gritavam como se as estivessem a matar, tudo porque, não queriam tomar um segundo banho... Não adiantava nada eu dizer que o cão tinha pulgas, que tinham transpirado muito, etc etc etc pois não estavam a ouvir. Eu e o pai, nuns meros cinco minutos, em tempo record, lá demos banho, vestimos e enfiámos as piolhas na cama, com os poneis por companhia. Em menos de nada, dormiam a sono solto.

Já faz parte do hábito: quando um dia corre muito bem e é cansativo, acaba sempre assim, mais descontrolado. Ha de melhorar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:40

Fitas para o cabelo, by piolhas

por t2para4, em 15.04.14

Estes dias de "férias" (esta é a parte em que rebolo no chão a rir... de amargura) não têm sido os melhores das nossas vidas... Mas adiante.

No fim de semana, estivemos com uma grande amiga, companheira de barriga, também mãe de gémeos. Foi muito bom ver as nossas duplas a brincar e a interagir tão bem! E abençoado parque que escolhi! 

A nossa amiga aproveitou as nossas escolhas de hobbies (mais a minha do que as delas) e ofereceu uma máquina de colocar ilhós às piolhas.

Toca de experimentar, depois de escolhido o produto. Foi o de-lí-ri-o total!

 

A partir de uns restos de ganga de calças que são grandes demais às gentes pequenas da casa (o marido ou o meu pai), recortei uma pequena forma elíptica, debroei com as cores escolhidas pelas piolhas e toca de experimentar a máquina. 

 

 

 

 

É muito fácil de utilizar mas, obviamente que requer a vigilância de um adulto, principalmente por causa dos ilhós que picam a sério e podem ficar cravados nos dedos. 

Pindéricas q.b., escolheram flores, borboletas e brilhantes coloridos. E o resultado final até ficou bastante catita!

 

 

 

 

A segurar aquela faixa de tecido enfeitada, está elástico preto et voilà, duas fitas para cabelo, by piolhas. Obrigada amiga A., D. e M.!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens