Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O adeus às férias grandes

por t2para4, em 31.08.14

We intend to. Seize the day :)

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:43

Resposta à tal adivinha difícil

por t2para4, em 24.08.14

Lembram-se desta adivinha?

 

Há 2 respostas corretas e ninguém chegou lá.

 

Resposta 1:

 

Um balão/elevador dos poneis, claro.

 

Resposta 2:

 

Um parque para as LittlestPetShops, com a participação do nosso Silvestre.

 

 

 

Para crianças que tinham zero de jogo simbólico e mal sabiam brincar, estamos muito bem, não acham? A imaginação é uma coisa fantástica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:24

Chaos in the morning, hmmm, delicious

por t2para4, em 23.08.14

(suspiro) É desta que me dá uma coisinha má.

Desde 2ª feira que não sei o que é dormir uma noite completa, não ter insónias, não acordar preocupada com febres ou afins. Agora que não há febre, a noite foi atribulada por causa de dores de ouvidos que desapareceram miraculosamente de manhã (go figure...).

Mas a melhor parte do dia (e ainda só são 10h30) é mesmo sentir um cheiro estranho pela casa toda e não associar a quê, levantar-me e deparar-me com...

- as piolhas cheias de verniz das unhas verde-azulado no pijama, cara, braços, pernas, etc.

- a mesinha de centro cheia de verniz e top coat em forma de pegadas de poneis

- poneis totalmente pintados de verniz

- barbies com cores de cabelo tout à la mode

- a minha carpete com pintas de verniz

- toneladas de toalhetes no caixote do lixo mais verde-azulados que brancos

 

Resultado:

- uma dor de cabeça brutal por causa do cheiro (e abri logo as janelas)

- metade de um saco de discos de algodão usado na remoção do verniz

- pijamas no caixote do lixo

- mesinha de centro a precisar de algo que lhe dê brilho depois de levar com litros de acetona em cima

- poneis e barbies nem lhes mexi

- salvamento da carpete (yes! consegui)

 

E, agora, a pergunta dos 100 mil euros: por que raio só lhes puxa o coiro para fazer disparates deste género, a sério? Quando nao se besuntam de creme para os  lábios no cabelo, dá-lhes para isto... E piora sempre quando recuperam de maleitas! Não devem ser da mesma estirpe das minhas...

aiii, vou precisar de tirar férias das férias...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:53

Ler antes de agir

por t2para4, em 19.08.14

 

Eu acredito que as intenções possam ser as melhores, mas há casos e casos... Por mim, prefiro que falem comigo antes, em vez de abordarem as piolhas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:03

São as férias das piolhas

por t2para4, em 18.08.14

Não estamos de ferias. E há várias razões para isso, incuindo a económica.

Mas, independentemente do que nos impede de fazer malas e sair por um fim de semana que seja, quero que as piolhas achem que estamos de férias, melhor, quero que elas se sintam de férias.

Estas paisagens maravilhosas das fotos ño blog ou no facebook do blog são quase ao lado de casa, dentro do distrito de Coimbra. Numa manhã temos viagens e praia feitas, evitando assim as horas de sol a pique - aproveitando as horas de sol suave e saudável - e a confusão de pessoas que, entretanto, vem chegando.  
O marido tem trabalhado que nem um louco, em turnos completamente alucinados, pois o desemprego está de novo na minha pele... (que, apesar de tudo, espero ter resolvido já no próximo mês). Nessa altura, está prometido, iremos passar um fim de semana fora, agendado há imenso tempo e que aguardo com impaciência!!!
Seja como for, não deixa de ser bom para as piolhas perceber que a sociedade tem regras bastante distintas, que há profissões que não seguem o calendário escolar, que os pais fazem de tudo para lhes proporcionar memórias felizes e fantásticas. E, às vezes, como é o caso agora, é só uma questão de redescobrir o que existe aqui ao lado...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 (apesar de não identificadas, todas as fotos são da minha autoria)

 

E, as férias grandes, também são isto: passeio, trabalhos escolares para não se esquecer o que se aprendeu, almoços/jantares em casa da avó, brincadeiras até à exaustão no jardim, idas ao parque, visitas a monumentos, compras, aviar recados com a mãe e estarmos juntas 24/7 até ao regresso às aulas. Um regresso às minhas férias grandes da infância.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 21:16

Em estado aquático

por t2para4, em 16.08.14

 

 

 

 

 

 

 

 

Vamos aproveitar as vagas de calor ao contrário do que faz a maioria das pessoas: praia, água, rio, whatever!, de manhã, pelas horas de sol em que nem é preciso colocar protetor solar, picnics, tardes de jogos, descanso e sestas.

Já voltamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:41

Descobrir a escrita

por t2para4, em 14.08.14

Uma das piolhas, de há uns dias para cá, descobriu que é giríssimo escrever (à mão, no seu caderno, com lápis e borracha) histórias que inventa. Eu acho isto, pura e simplesmente, fantástico, ainda que, no final, depois das correções, tenha que interpretar o que ela quer transpor para o papel pois aquilo que pensa é mais rápido do que aquilo que escreve e sai um texto um pouco confuso.

No entanto, adoro esta nova fase, esta nova descoberta, este novo prazer que ela tem em querer escrever o que bem lhe apetece e inventar para poder usar as palavras que quer. Ontem fazia questão de usar a palavra "acidente" que tinha lido num cabeçalho de um jornal. Hoje quis usar a expressão "ir contra a árvore", vá-se lá saber porquê.

 

E, é assim, nunca um momento de descanso. Por trás desta nova fase, acaba por estar trabalho escondido: motricidade fina, interpretação, escrita, desenho das letras, aprendizagem, reescrever os erros da forma correta, etc.

 

Talvez assim, o novo ano letivo não comece de forma tão caótica como no ano anterior... E com um gosto cimentado, pode ser que as coissas corram melhor para todos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:16

https://hypescience.com/apesar-de-ser-uma-doenca-autismo-nao-e-defeito-mas-sim-pode-ter-muitas-vantagens/

 

Interessante de se ler. Não concordo com o título "doença". Perturbação, síndroma, desordem, sim; doença não. As minhas filhas não são doentes.

 

No entanto, isto deixa-nos a pensar... Por que razão tudo o que escapa à suposta normalidade, tudo o que não é padronizado, tem de ser visto como atípico, anormal, diferente, mau? A genialidade também é algo fora do padronizado e, muitas vezes, considerada uma desordem, mas não deixa de ser admirada. E isso já é algo no bom caminho. Se a sociedade parar de ver as pessoas com deficiência intelectual (autismo incluído) como um problema e passar a encará-lo como um revés da medalha do que é neurotípico, aposto que as nossas lutas seriam extremamente mais fáceis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:44

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens