Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Tema: "My Little Pony", como no ano anterior, obviamente.

Com direito a pinhata, obviamente (cuja conceção foi igual à do ano passado, exceto na personagem que, desta vez, era a Rarity).

Com novas brincadeiras e uma surpresa.

 

Todas as coisas preparadas foram feitas em casa, por mim. Não tivemos festa de aniversário, do modo que se idealizou inicialmente, porque o marido teve que ir trabalhar mais tarde nesse dia (trabalho por escalas não é fácil...) mas, os convites seriam algo assim. Fiz um para guardar.

 

Os materiais usados foram cartolinas, folhas de papel colorido e alguns acessórios que uso nas minhas costurices. Depois foi só combinar e colar. O ponei é 3D, embora não pareça, pela foto.

 

Durante algumas noites, depois de as piolhas já dormirem a sono solto, entretive-me a pintar um mural com as 6 amigas poneis em festa. Ficou lindíssimo, modéstia à parte. E as piolhas, que só o viram no ATL, ficaram perdidas de alegria.

Só precisei de cartolinas e tintas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma das melhores coisas desse dia foi o de ter partilhado a celebração, os cânticos de parabéns e as cargas de porrada à pinhata com um dos monitores que também faz anos no mesmo dia. E assim se passou uma excelente tarde, quase quase a ir de férias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:26

Como fazer um bolo arco-íris

por t2para4, em 10.08.14

E aqui se segue uma série de posts sobre o aniversário das piolhas que já deveria ter saído há imenso tempo... Mas, agora também dá.

 

As piolhas quiseram, à semelhança do que fizemos no ano passado, seguir o tema "My Little Pony". E, claro, o bolo teria que ser algo neste âmbito. Mas, ao invés de oo comprar, decidi fzê-lo eu mesma. Juro que, na véspera da sua confeção até dormi mal e sonhei com bolos coloridos grande parte da noite.

Fiz algumas pesquisas no google e dispensei os vídeos. E decidi seguir o mais simples e evitar confusões, até porque eu teria que fazer 2 (sim, dois) bolos: um para o almoço do dia de aniversário e outro para levarem para o ATL, no dia seguinte.

 

Assim, muni-me do que precisava e não tinha: corantes, uma forma redonda média sem buraco, muita paciência. E decidi-me por um bolo de iogurte, absolutamente banal.

 

A receita que usei foi esta, em dobro, para que o bolo ficasse alto e pesado, uma  vez que, a minha ideia, era que ele tivesse no mínimo 6 cores.

 

4 iogurtes de coco (que podem ser naturais ou de outro sabor qualquer)

1 copo (o do iogurte) de óleo

5 copos de açucar

8 copos de farinha

1 cálice de licor beirão (convém ser algo incolor ou com pouca cor)

8 claras (as gemas alteram as cores dos corantes. Guardei-as para usar em mousse de chocolate caseira, by Yämmi)

 

Não usei fermento e optei por bater as claras em castelo. No fim de misturados todos os ingredientes, pesei a massa que rondava os 2,700 kg. Dividi este valor por 6 e separei essa porção em 6 tacinhas, com a ajuda de uma concha.

 

Untei a forma com óleo e a ajuda de um pincel e polvilhei de farinha mas, na vez seguinte, já só pincelava com óleo.

Depois de tudo a postos, foi a vez de começar a colorir. E eu tinha que ser comedida pois os corantes tinham que dar para os 2 bolos.

Vermelho - gotas (usei umas 10) do corante vermelho mas ficous empre rosa. Não fiz questão de inventar mais nada.

Laranja - 6 gotas de corante amarelo e 2 de corante vermelho.

Amarelo - 10 gotas de corante amarelo.

Azul - 8 a 10 gotas de corante azul.

Verde - 6 gotas de corante amarelo e 2 de corante azul.

Roxo - 6 gotas de corante vermelho e 2 de azul.

No caso de as cores não ficarem ao gosto esperado, é só uma questão de ir juntando mais gotas até apurar. Não esquecer de lavar as varinhas entre massas, senão ficam as cores todas misturadas.

 

Vai ao forno, uma massa de cada vez (porque só tenho 1 forno e 1 forma), tipo panqueca. Fui espetando com um palito a ver quando estavam prontos - uns 10 a 15 minutos chegam - e depois virava a forma para cima de um pouco de folha de alumínio para irem arrefecendo. Entre cada fornada, não esquecer de untar a forma senão o bolo parte ou agarra.

 

 

 Depois de frios, é só encamá-los seguindo a ordem das cores do arco-íris. O recheio pode ser o que quisermos. Eu optei por usar chantilly num e natas batidas (mas ainda um pouco líquidas) no outro.

 

 

Fui pondo no frio enquanto ia preparando as coisas porque o chantilly depois não fica com a espessura desejada. No final, e com o calor que estava, de porta do frigorífico aberta, acabei de enfeitar o bolo: cobri-o de chantilly, salpiquei-o de confetes de açúcar coloridos, espeitei umas velas todas giras em cima de bases de açúcar e coloquei os poneis que as piolhas escolheram e que foram feitos pela Dragões e Criaturas Inc.

 

 

E, contrariando o marido e a minha mãe que achavam que o bolo não ia ficar nada de jeito e que valia mais comprar um e blá blá blá mi mi mi, eu fiz uma dança da vitória depois de sopradas as velas e fatiado. Estava lindo, húmido, delicioso!

 

 

O bolo do ATL foi apenas regado com as natas, depois de todo espetado com um palito das espetadas, e não levou recheio. Ficou mais simples mas igualmente saboroso e não sobrou nada para contar a história!

 

 

De manhã foi só colocar as mesmas decorações, enfiar o bolo numa caixa e ir cantar os parabéns e comer!

 

Como se vê, apesar do trabalho (afinal, acabei por fazer e cozer 12 bolos, no total), fica bem mais barato e imaginativo criar algo em casa. As piolhas estavam todas orgulhosas do seu bolo Rainbow Dash, feito pela mãe. E eu toda feliz por vê-las tão felizes. E é isso que importa!

E, sem o esperar, acabei por ter muita sorte: os gatos dormiram toda a tarde e não andaram debaixo dos meus pés a empatar-me; as piolhas estiveram entretidas no quarto, onde parecia ter passado um furacão força 10.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:02

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens