Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Unhas, cabelos e stress

por t2para4, em 20.10.14

Assunto bonito e fútil para um post, hein? Nada disso. Para mim, começa a tornar-se um assunto sério.

 

Desde que me conheço como gente que roer as unhas era o meu passatempo preferido. A minha mãe tentou de tudo: vernizes com mau sabor, unhas pintadas, piripiri nas mãos, palmadas, etc etc etc De vez em quando, a roedela era tão forte que lá ficava eu com uma bolha toda infetada que só lá ia quando a estoirava com tintura de iodo (delícia, não?).

Por volta dos 16 anos, decidi deixar de as roer. Morria de inveja de uma colega que tinha umas unhas maravilhosas, lindas, grandes, fortes e que pintava de cores fantásticas, tons escuros como eu gosto. Mas, se deixar de roer não custou assim tanto, vê-las crescer fortes e saudáveis foi coisa que nunca aconteceu...

Assim, embora não cedendo à tentação, lá ia tendo umas unhas mais ou menos, um cabelo mais ou menos. A parte de lidar com o cabelo foi fácil: o mais ecadeado possível, de pereferência em U ou V nas costas para dar vida e naturalidades aos jeitos patéticos que ele tinha; apostar num bm champô e amaciador em separado - geralmente para cabelos ondulados ou encaracolados.

Já as unhas... É o meu grande desgosto... Fininhas, cheias de jeitos, quebradiças. Tanto faz aplicar verniz ou séruns ou cenas para fortalecer.

Quando casei, decidi pôr unhas de gel. Pela 1ª vez fiquei com umas mãos e unhas lindérrimas. Amei. Mas não gostei do tamanho... Para quem sempre roeu unhas, ter uns centímetros a mais nas pontas dos dedos já faz uma grnade diferença. E eu tenho um problema sério com as simetrias... Uma unha caiu na lua de mel. Para não ficar feio, arranquei todas as outras na viagem de regresso. Com os dentes...

 

Mais um período de desistência. Ia à manicure de tenpos a tempos, punha base e verniz. Ficavam lindas 2 dias. Fui desistindo. Entretanto, surgiu o diagnóstico de autismo das piolhas e era uma vez unhas. Em alturas boas, andavam arranjadinhas e pintadas - fui investindo em vernizes de secagem rápuda e num bom top coat -; em alturas más, os meus dedos pareciam uns tocos.

 

Esta Primavera decidi que enough was enough e rendi-me às unhas pintadas com verniz gel.Lindas!!! Nunca tive unhas tão bem desenhadas, tão delineadas, tão bonitas, tão arranjadinhas... De há uns tempos para cá, infelizmente, o verniz não aderia o suficiente e comecei a dar prejuízo à casa... Algumas saltavam como pipocas, outras caíam na ponta da unha, outras levantavam... Fomos trocando de base, de selante, de primer, de vernizes. Na semana passada arranjei-as. Estavam lindas. Nem uma semana duraram... Fiquei mesmo triste.

Altura de desistir. E porquê? Porque o stress em que ando é tão grande que não há cabelo nem unhas que resistam. O estado deve ser tal que, depois do tratamento feito pela minha técnica, coloquei um verniz normal com top coat e até esse estalou nas pontas.

O cabelo? O cabelo pede outra tesourada um dia destes. Está estranho, com uma textura que não me agrada - apesar de o marido me ter oferecido a Braun Silk 7 não sei quê - e as pontas estão duras.

 

A prova dos 9 foi hoje na aula de yoga. A pedido de uma das alunas, a instrutora decidiu alinhar-nos os chakras. Não acredito muito nestas coisas e tenho muita dificuldade em concentrar-me nas meditações mas esforcei-me ao máximo para fazer tudo direitinho. A verdade é que não me senti nada alinhada e tanto tempo na mesma posição deu-me caimbras nos pés (hoje foi um dia para esquecer com o raio da caimbras nos pés). A instrutora disse-me logo "Andas sempre stressada pá, não descansas um minuto!".

 

E, all of a sudden, tudo fez sentido... O cabelo, as unhas que teimam em não ficar bonitas, os chakras não sei quê. Raios partam. Eu juro que me esforço e até durmo quando ando muito cansada e insisto em ler à noite ao invés de ficar no sofá a costurar. Já experimentei chás de camomila e afins mas só ganhei sustos pois a tensão arterial desceu tanto que eu mal conseguia levantar-me... O meu normal é sempre 9-6, com 3 cafés ou mais por dia e, hoje, até com uma tablete de chocolate de avelãs inteira.

E, posto isto, só me ocorre dizer "quando a cabeça não tem juízo, o corpo é que paga...". Ainda fico com tocos no lugar de dedos e cabelo pelas orelhas (me-do!!!!) se isto não passa.

 

Truques para destressar. Precisam-se. Com urgência.

Agradecida.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:35

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens