Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O que temos feito...

por t2para4, em 11.10.15

Já lá vai algum tempo desde que escrevi aqui. A ver se coloco a escrita em dia.

 

O regresso às aulas implica sempre muita coisa, para estes lados. Este ano, à semelhança de outros, não começou da melhor forma pois, apesar do atempado pedido de recursos e materiais, a verdade é qu enada se faz atempadamente, pelo que, a vinda da assistente operacional (vulgo, tarefeira) para estar com as piolhas demorou 3 semanas. Que foram terriveis para todos...

Independentemente de serem crianças com NEE ou neurotípicas, a verdade é que o regresso à escola acarreta uma série de fatores que, muitas vezes, nos esquecemos de ter em conta:

- acabámos todos de vir de férias

- precisamos de nos habituar a novos horários e rotinas, novamente

- o tempo meteorológico muda

- a exigência académica é sempre superior ao ano anterior

- nós pais - principalmente, se formos professores contratados - também temos, acrescidamente, outras ansiedades para gerir

 

Para tudo isto, é preciso tempo e doses extras de paciência. Estamos todos a recomeçar, a ambientar-nos e a esquecer que já fomos crianças num tempo muito menos exigente de tempo e com uma maior rede de apoio no background (avós ou vizinhos ou familiares, havia sempre onde deixar os  miúdos no final das aulas). Não venho defender nem atacar horários, só venho dizer que precisamos de tempo para voltarmos a ter um ritmo de trabalho mais produtivo.

Muito devagarinho, com algumas idas à escola e já as habituais reuniões de terapias ou educação especial, lá estamos a conseguir estabelecer as nossas novas rotinas e os nossos novos padrões de regulação. Pouco a pouco, os motivos de ansiedade que nos fazem crescer cabelos brancos à velocidade da luz e escamar unhas como se fossem camadas pré-históricas para análise, começam a ser resolvidos e a trazer a tranquilidade que todos procuramos e merecemos.

 

No final das aulas, há sempre um momento de relaxamento com novo lanche e alguma brincadeira, antes de fazermos os TPC (quando há). Mantemos as atividades extra escola por uma questão terapeutica:

- a piscina porque, além do elemento apaziguador da água, permite um exercício muito completo para reforço do tónus muscular, resistência, ritmo e motricidade;

- as aulas de motricidade porque trabalham todas as áreas problema das piolhas: coordenação, dissociação, trabalho de coordenação óculo-motor, equilíbrio, resistência, entre outros.

Os objetivos destas atividade -, promovidas por entidades públicas ou privadas, não são oferta escolar; nós pagamos para que elas possam usufruir delas - é trabalhar todas as áreas em que mostram dificuldades que começam agora a tornar-se evidentes e a constituir um problema. Não quero saber se aprendem a nadar ou se estarão aptas para participar numa dança coreográfica - quero que consigam escrever sem se torcerem todas na cadeira para o fazer e que adquiram força suficiente para o fazer sem se cansarem ao fim de meia página de escrita, quero que se equilibrem minimante numa bicicleta e não tropecem nos próprios pés só porque não olham para onde andam só porque não reconhecem o espaço que os próprio coropo ocupa e como funciona.

Não inserimos outras atividades altamente estimulantes que poderiam ajudar porque, além do esforço financeiro, implicam deslocações, mais horas fora de casa e de menos brincadeira que podem resultar em desgaste delas e nosso. Quero, acima de tudo, que sejam crianças quando é tempo para serem crianças.

 

E, neste interregno, passou-se mais um aniversário (acho que vou deixar de os contar...) que foi passado de molho, com as primeiras "oses" do ano, depois de uns dias e noites de São João com as piolhas (as febres e as "ites" e "oses" do costume, mal começa a escola e o tempo instável). Passaram as eleições e os resultados eleitorais - que ainda não me passaram, a mim, ao estreito e esperam-se ataques de todo lado melhores dias. Continuamos a lutar pelos direitos das nossas filhas. E estudou-se legislação (passo a vida nisto...) e aceitaram-se novos desafios. E passou-se também de vez o bom tempo que nos faz suspirar pelo verão e pelo dolce far niente. E já nasceu a filhota da nossa amiga, linda como uma princesa e com tanto cabelo que apetece pôr uma fitinha. E dedicamo-nos à culinária porque o tempo convida a isso. E optamos por passar o tempo em família, gozar o que temos como nosso (a nossa casa, os nossos pequenos passeios), a ponderar algumas questões e a organizar as semanas de trabalho.

Todos os fins de semana, riscamos da nossa "to do list" as tarefas que temos que adiantar/realizar/tratar para evitar a sobrecarga da semana. Deixei-me de ementas semanais e mensais que me condicionavam a imaginação ou as idas às compras ou o aproveitar de promoções. Agora faço a gestão de acordo com os meus horários de saída e tenho sempre um plano B e C no congelador que fica pronto em cerca de 30 minutos.

E voltei a atacar a decoração do espaço em casa eheheheheh já mudaram coisas de sítio, já se fez um destralhar a algumas divisões/áreas, já se idealizaram novos projetos.

 

Tentamos tornar estes dias cinzentos, muito dificeis, em algo melhor e acreditar que o Murphy não pode estar sempre a dominar tudo.

 

a.jpg

 

 

 

---------------- Estamos também no Facebook --------------------

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:42

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens