Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O nosso São Valentim...

por t2para4, em 14.02.16

... não mete cenas lamechas nem menus pipis nem escapadinhas românticas.

 

 

Bem, mete quase tudo isso mas em casa... Fazíamos planos de, por esta hora, estarmos no Norte, a passear numa praia fantástica com uma vista fenomenal e com mais de 500 flashes disparados na nossa velhinha Canon, provavelmente até na sequência de uma noite passada num qualquer hotel - pela 1ª vez, para mostrar às piolhas como é fixe dormir fora de casa, mas com todo o conforto - e com um itinerário porreiro ainda para percorrer antes do regresso a casa.

Mas, o tempo não quis ajudar, a vida tem-nos posto à prova nas últimas semanas e, apesar das trocas de prendinhas ao gosto de cada um (a minha Pandora ganhou mais uma conta e o marido está absolutamente babado com a nossa última aquisição forçada motora), não estamos com espírito para saídas que envolvam uma grande energia da nossa parte. As piolhas nem se importam - aliás, por elas, nem saímos de casa, tipo, nunca...

 

 

Assim, acabámos por nos dedicar aos nossos passatempos anti-neuras: o marido na garagem, as piolhas num saltitar permanente sala-quarto e eu na cozinha.

Depois das habituais realizações dos TPC, entre brincadeiras com as piolhas, o forno tem estado bem ocupado, a par com as restantes maquinetas: ele foi mousse de chocolate caseira, ele foi coelho assado no forno com vinho branco e especiarias, ele foi chouriço mouro assado em alcool na mesa da cozinha, ele foi pão de banana e batidos de fruta (demasiadas bananas maduras que precisavam de um fim útil...), ele foi folhadinhos de bacon, queijo e fiambre, ele foi crepes com nutella, ele foi quantidades de café inacreditáveis...

 

 

A grande vantagem de dias assim é a poupança numa das refeições (o jantar de hoje será um lanche reforçado e provavelmente algumas sobras...) e lanches 100% caseiros para levarmos para a escola/trabalho.

E, como a adaptação é uma das nossas características mais prementes desde há uns anos a esta parte, um dia destes celebramos aniversários e feriados e dias especiais e cenas assim, à nossa maneira, ainda que as datas não coincidam propriamente com o estipulado. E concretizaremos os nossos planos porque o mais importante nós já temos há imenso tempo, certo? Et vive l'amour, como diz o Pêpê le Pew...

 

 

 

 

---------------- Estamos também no Facebook --------------------

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:51

Foram 2 carnavais e 1 aniversário com a mesma fatiota made at home e que fez as delícias das piolhas. Elas queriam muito ir vestidas de Equestria Girls e foi pensar nas que preferiam encarnar e as que menos trabalho dariam para fazer acessórios e afins.

Decidimo-nos pelas Twilight Sparkle e Fluttershy. Na net, pesquisei a imagem ideal e comecei a delinear o plano para chegar ao resultado final, tão parecido quanto possível.

Comeci, então, por aqui:

 

10968315_1552906994980340_942698288035127032_n.jpg

 

Tive que pensar que roupas tenho para combinar com o que vou fazer pois estamos no hemisfério norte e, aqui, o carnaval é frio, molhado e frio (sim, frio).

Tinha os collants ideais - que substituiam as botas das bonecas - e as camisolas quentinhas comprei numa loja chinesa (uma camisola de gola semi-polar branca e, no caso da Twilight, uma camisola azul por baixo e, por cima, uma blusa qualquer. No ano passado levou uma branca, esta ano levou uma maior azul). Também comprei o laço na loja chinesa bem como as perucas: uma lisa azul (não havia roxo, por isso, só troquei as cores e pintei com tinta acrílica a amadeixa rosa e roxa) e outra encaracolada rosa.

Na retrosaria comprei uma tira de tecido verde - aquele tom de verde - que ficou em cerca de 5 euros.

Os feltros, o gancho, as linhas, a fita, os elásticos, etc, já tinha em casa de outros projetos.

 

Contas feitas: cerca de 7 euros na loja chinesa + 5 euros na retrosaria.

 

Como preparei tudo

Antes de mais, fiz em cartolina, os moldes das asas, sempre em duplicado (esquerda e direita) com reforço interior para dar mais firmeza quando as asas estivessem postas. Fiz, igualmente, os moldes das orelhas e do chifre para depois coser às bandeletes e usar por cima das perucas.

 

Depois começou o corte. Das asas, do interior das asas, do reforço, das orelhas.

 

a.jpg

 

O passo seguinte foi coser tudo, com a ajuda da máquina de costura, e não esquecer de fazer o reforço para as asas, no local da união. E fazer umas asas amarelas e outras roxas. No final, com a tesoura, cortar e aparar o excesso de tecido de modo a que as asas fiquem iguais e com o mesmo tamanho.

 

b.jpg

 

c.jpg

 

No interior, ajustados às medidas dos braços das piolhas - que vão vestir roupa quente -, cosi os elásticos à mão.

 

d.jpg

 

Altura da primeira prova, sob o olhar do Silvestre a da mana. Perfeito! 

 

e.jpg

 

Asas prontas, o passo seguinte foi tratar das saias. Ora, como eu não sou lá grande coisa com franzidos e afins, pedi à minha mãe que fizesse a saia verde e subisse a bainha da saia roxa (que já servira no carnaval anterior). Depois, fiz e apliquei as cutie marks de cada Equestria, de acordo com as imagens e bonecas cá de casa, que fiz em feltro.

 

f.jpg

 

Quase tudo pronto, faltavam as orelhas e as perneiras e o gancho da Fluttershy. Cosi as orelhas à mão e uni-as a umas bandeletes que já cá tinha. As orelhas saem e posso sempre reutilizar as bandeletes.

 

g.jpg

 

Chegado o dia da folia, foi preparar as piolhas com as roupas e os acessórios e vê-las felizes.

 

h.jpg

 

Em 2015 foi assim.

E, em 2016, não foi nada diferente (a não ser uma nova camisa e sapatilhas - que os cm do crescimento não perdoam).

 

i.jpg 

 

Não tive tempo nem energia nem paciência para novas fantasias, de outras Equestrias. E eu que me imaginava de Pinkie Pie eheheheheh

Manteve-se a mesma alegria, a mesma felicidade. Não preciso pedir mais.

 

E por aí? Há mais alguém a meter-se em projetos DIY? Como corre?

 

 

 

 

---------------- Estamos também no Facebook --------------------

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:16

Tagarelice #49

por t2para4, em 08.02.16

Por motivos superiores à nossa vontade, conduzimos agora um carro que tem uma cadeirinha de bebé como extra, mas que está fechada por exigências da mãe, ou seja, eu. A conversa que se segue é do mais cutchi-cutchi que existe...

 

- Ó mãe, esta cadeirinha é tão fofa. Temos que arranjar um bebé.

- Para quê?

- Para vir aqui nesta cadeirinha!

- Não me parece que tenhas sorte... E como resolverias a questão, diz-me lá.

- Ó mãe, se tinhas 3 bolsas quando estavas grávida de nós, agora só precisas de encher a outra bolsa com um bebé!

(ehehehehehehe)

 

 

A lógica matou a ilusão das piolhas. Lá expliquei que:

- uma bolsa vazia existente numa gravidez não se guarda para se encher anos depois e, muito menos a gosto;

- para haver um bebé tem que se repetir o processo de conceção que deu origem a elas, piolhas;

- um bebé não pode andar naquele tipo de cadeirinha com menos de 3 anos;

- com mais de 3 anos, desconfio que aquele tipo de cadeirinha nem sequer está homologado e previsto e aceite na lei.

 

Acho que o relógio biológico das piolhas também deve andar avariado...

 

 

 

---------------- Estamos também no Facebook --------------------

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:40

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens