Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A nossa Coimbra

por t2para4, em 20.08.13

Nada melhor do que ressacar uma birra e uma brutal dose de mau humor do que, além dos drunfos, sair. E sair para perto, visitar algo muito nosso que acaba sempre por ter algo novo para nos mostrar de cada vez que nos encontramos. Fomos a Coimbra :) a nossa Coimbra e o nosso Mondego...

 

 

 

 

Costumava vir namorar para aqui antes de apanhar o transporte de volta a casa... Parece que foi noutra vida...

Demos uma voltinha por ali, apanhámos a brisa do Mondego, tirámos fotos.

 

 

 

 

A primeira paragem foi no Museu da Água, um espaço pequenino, bem no centro do parque da cidade, a acompanhar o rio Mondego. É costume haver atividades no museu mas, desta vez, não tivemos sorte. Mas vimos coisas bem interessantes como malas feitas a partir de telas reaproveitadas, submarinos/tanques/helicópteros feitos de antigos contadores de água, canalização e um espaço fantástico mesmo por cima do rio, de frente para a barca. 

As piolhas gostaram do Plim, a mascote do museu, e até ganharam uns cantis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No site oficial (http://www.museudaagua.com/) há imensa informação e até histórias para ver/ler e atividades para fazer com os piolhos. Ah, já agora: entradas gratuitas.

Bem, dali a tia ainda pagou uma viagem no comboio que passeava pelas docas e Parque Verde, o que fez as delícias das piolhas. 

Depois do lanche, fomos passear para o Penedo da Saudade, um parque e miradouro da cidade de Coimbra, construído em 1849, de onde se avista parte da cidade até ao rio Mondego, a serra do Roxo e a serra da Lousã. Ligado à cultura coimbrã e à universidade, neste espaço encontramos, entre uma vegetação diversificada, inúmeras placas comemorativas de eventos ligados à vida académica, além de poesias de alunos. É um local muito sossegado, muito bonito e que deixa um pouco aquela nostalgia do "Coimbra tem mais encanto na hora da despedida..." associado a um percurso académico...

 

 

 

 

 

 

 À saída, passámos ainda no Jardim da Sereia - aproveitar que havia estacionamento - e demos um passeio rápido. Pode saber mais sobre este local aqui (http://pt.wikipedia.org/wiki/Parque_de_Santa_Cruz). Pessoalmente, custa-me que esteja num estado tão vazio, tão pintado de porcarias que alguém acha arte, com estátuas destruídas...  Mas enfim...

 

 

 

 

Foi uma tarde bem passada, valeu a pena ter arriscado a sair. 

E, agora uma curiosidade: estava mesmo a acabar de estacionar o carro e a minha sandália rebenta... Sem nenhum local perto onde comprar outras e fora de questão voltar para casa, pensei no que o marido poderia ter no kit de urgência na mala do carro. E encontrei fita isoladora. Com umas quantas tiras e uma navalha, o resultado foi este:

 

 

E não é que aguentou o passeio todo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:24

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens