Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Piolhas + sala de aula + 90 minutos seguidos de trabalho = caos + birras 

Apesar da sinalização, referenciação, pedidos de intervenção, NEE ao abrigo do decreto-lei 3, nada NADA chegou às mãos da professora. Ahhhh, não fosse o meu mau feitio e nada tinha para provar o que quer que fosse - tirei cópias de tudo e tenho um dossier organizado com toda a informação clínica, educacional, terapeutica e de ensino especial só sobre as piolhas e vamos começar por aí brevemente.

Tem sido muito complicado trabalhar com as piolhas, até em casa. A fase de adapatação é normal mas o resto não é, essa é a realidade. E, por muito normais por fora que as piolhas sejam, não o são a nível de desenvolvimento. O esplendor dos seus 4 anos e meio a nível de desenvolvimento está ao rubro. Ler? Isso é para totós, está mais que dominado... See the difference of development(s)?

 

Eu fui tirar os pontos todos hoje. Sou tão ruim que até o meu corpo já tinha começado a rejeitá-los e tiveram que ser todos retirados... E como tive uma série de coisas a tratar durante a tarde (relacionadas com as tais mudanças decididas no momento de que falarei mais tarde), não deu para reposar o que devia e muito menos evitar escadas. Estou um farrapo. Por dentro e por fora. Há já muito tempo que não me sentia tão em baixo. Parece que foi de propósito ter que passar por esta situação logo no início da escolaridade obrigatória das piolhas sem ter tido tempo para as preparar, inventar estratégias, criar artifícios... Ainda não consigo estudar porque fico logo tonta e com dor de cabeça (malvada anestesia) e está tudo demasiado atrasado: CRI e respetivos técnicos. A escola já providenciou alguém para acompanhar as piolhas na sala de aula  mas não chega. Essa é a verdade. 

Sinto-me a voltar a 2 anos atrás, depois de um ano letivo que correu bem e um verão maravilhoso. Parece que faltam as forças para passar por tudo de novo, puxa. E é, por estas e por outras, que não perdoo o autismo. Paciência. Tenho que lidar com ele mas não o perdoo nem o esqueço.

 

Bem, cá me arranjo. Uns analgésicos, algum descanso, risperidona nas doses e horários corretos, muita estruturação, muita criatividade, reuniões com quem de necessário e esperemos que tudo melhore para todos. Entretanto, para a frente, para o lado ou para trás, lá teremos nós que avançar, certo? É só mais um detour e mais um algo para encher o meu já atafulhado cérebro.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:54

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Ana Ferreiro a 28.09.2013 às 10:02

Não é fácil o arranque do ano lectivo mas com a nossa situação há sempre preocupação acrescida por causa dos recursos, os técnicos, o pesssoal, a adaptação... Os últimos dois anos foram um pouco complicados. Este ano, em que pensava que ia ser outra desgraça, está a começar tranquilo pois o Gui "acordou" para a realidade da escola. Tem novas professoras mas como deve ter amadurecido um pouco nas férias (a ida para o ATL deve ter ajudado) o começo do ano está a ser pacífico. O pessoal docente e não docente diz que temos outro menino, que alguém fez em dois meses o que elas não conseguiram fazer em dois anos (lol). Tem calma e força! Tudo se há-de resolver... A mudança é sempre complicada para todos os miudos, não só para os nossos. Quanto ao mau feitio de teres os documentos e relatórios guardados, eu também o tenho. Como vês, dá sempre jeito! ;)
Beijocas
Imagem de perfil

De t2para4 a 30.09.2013 às 21:53

Eu habituei-me a essa mudança que tão bem descreves do teu menino... As minhas tiveram uns meses fantásticos antes da entrada no 1º ciclo, o que também me transmitiu confiança e segurança. Mas o que me enerva mesmo mesmo mesmo é esse desfasamento de comunicação. Ora que caraças, se um professor pega numa turma na 1º semana de setembro, conhece o seu horário, por que diabo não ha de conhecer também os miúdos e as suas necessidades? E não me atirem areia para os olhos com tretas de que faltam professores do ensino especial. Não faltam professores, falta é colocá-los!!!! E, não nos preocupemos pois com estas vagas de desemprego na área docente e tantos a tirar especializações e mestrados em educação/ensino especial, não tarda, haverá demais também. E aí, qual será a desculpa? Falta de papel nas impressoras?
ó pá, isto mexe-me com os nervos pois ambas sabemos como funciona o meio, não é? É pena e triste...
Imagem de perfil

De Monóloga a 28.09.2013 às 23:23

são muitas mudanças... :S
força!
Imagem de perfil

De t2para4 a 30.09.2013 às 21:53

E inesperadas...


beijos
Sem imagem de perfil

De Rainbow Mum a 02.10.2013 às 00:43

Por aqui as coisa tb podiam estar melhores... Ainda nem tive forcas p contar no blog mas tb ando meio desmoralizada... Melhores dias virão, right? Bjs 
Imagem de perfil

De t2para4 a 03.10.2013 às 09:20

Acho que pessoas mediterrânicas como nós, dependem do sol para viver quase tanto como de oxigénio. O Outono pode ter muita beleza mas fico logo a bater mal quando se aproximam dias cinzentos... Acho que este início de ano letivo, quer para o teu quer para as minhas, conhecendo ou não as pessoas com quem trabalham, acaba mesmo por mexer com eles. É natural que aconteça, principalmente por causa das férias de verão. O que doi, é verificar que é nestes momentos que as diferenças sobressaem... Mas melhores dirão virão certamente, sim!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens