Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pequenas-grandes decisões

por t2para4, em 04.10.13

Houve muitas, decididas em minutos - segundos, até! - mas há outras que merecem ponderação séria. Eu e o marido levamos muito a sério as decisões que tomamos e, neste momento, há uma que me tem vindo a incomodar desde há uns tempos e que envolve (in)diretamente as piolhas. Piorou com a cirurgia pois não me sinto preparada para outra tão cedo. 

Pondero - ponderamos - fechar de vez a hipótese de ter mais filhos. Há demasiados riscos (já tenho primeiros filhos com autismo, os seguintes têm um risco muito elevado de sofrerem do mesmo e não há exames intrauterinos que prevejam isso; posso voltar a ter gémeos ou mais; estou a ficar descontente com a pílula; às vezes, preciso de tomar medicação forte que pode anular o efeito da pílula e lá andamos nós a fazer contas), eu estou verdadeiramente cansada de lutas e a que temos agora é a única e justa para todos nós. Estou farta de níveis de hormonas a subir e a descer, farta de spottings, de menstruação que vem num mês e noutro não, de sustos, de estar a gemer com dores no hospital com uma apendicite e suspeitar-se de gravidez etópica. Não aguento isto. 

Por isso, de um modo quase definitivo, que alternativas existem à laqueação sem partir já para a esterilização? Haverá algum método menos invasivo? E, já agora, menos doloroso (pelo menos, fisicamente)? 

Digam de vossa justiça.

 

Será assim mesmo, como diz a imagem?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:38

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Silvana a 04.10.2013 às 23:53

Olá.... 
Olha eu coloquei um aparelho, Mirena. Já ouvis-te falar??
estou muito satisfeita, não é abortivo como os antigos nem de cobre, é plástico e vai libertando hormonas, faz o mesmo que a pílula mas tem muitas vantagens:
- Não tens menstruação , só isso é maravilhoso
- podes tomar medicamentos que não tira o efeito pois a pílula passa pela corrente sanguínea enquanto que este só actua na zona do útero
-a pílula tem outras influências e coisas más, 
 Eu já estava farta e o meu médico ginecologista aconselhou-me a colocar este dispositivo e vai fazer um ano em Dezembro. Sinto-me super bem, as vezes também tenho dias que me sinto mais irritada mas não tem nada a ver do que quando tinha período e antes período e pós período eheheheh 
Fala com o teu médico eu estou muito satisfeita
Beijinhos
     
Sem imagem de perfil

De Silvana a 04.10.2013 às 23:59

Esqueci-me não doí a colocar mas no primeiro dia sente-se um desconforto nessa zona do útero mas nada de mais.
 O aparelho tem uma duração de 5 anos depois só tens que ir ao médico para o remover e colocar outro se tiveres interessada.
Passado 3 meses de colocar o médico fez-me uma endovaginal para ver se estava bem colocado e seguro.
Bjs
Sem imagem de perfil

De Honey Thoughts a 05.10.2013 às 09:29

E porque não o implante para substituir a pílula?
Sem imagem de perfil

De Daniela Santos a 05.10.2013 às 13:03

Eu deixei a pílula por causa das enxaquecas... na altura também me falaram no Mirena (o chamado SIU, ou seja DIU com efeito hormonal) mas acho que ia dar ao mesmo, ou seja, era como se continuasse com a pílula.
Optei pelo DIU normal: não me doeu ao colocar (apesar de muitas mulheres acharem doloroso), deixei de ter humores saltitantes... mas a duração e quantidade de menstruação passou para níveis que nem pensava serem possíveis (1ª menstruação a seguir a DIU = 3 semanas com fluxo abundante!) e voltaram as dores menstruais.
Ok, porque raio irias tu escolher algo que te deixa quase anémica e que ainda te provoca dores? A resposta é simples: libido! Trust me, a falta de hormonas sintéticas faz com que em determinados dias trepes pelas paredes! :)
Olhando para trás, não me arrependo: Já o tenho há 2 anos e meio, a ginecologista diz que pode ficar até aos 10 anos, no dia em que o quiser tirar estou como se nunca  tivesse usado, a minha vida de casal melhorou imenso, e sinto-me mulher como nunca me senti enquanto tomei a pilula.
Coiso.
Bj
Sem imagem de perfil

De Silvana a 05.10.2013 às 13:14

O Mirena não é como a pílula pois só actua na zona do útero eu também sofria de enxaqueca horríveis e deixei de ter, e sim é verdade a nível sexual mudou muito para melhor esse era mais um defeito grande da pílula e quando me queixava disso ao meu médico ele sempre me disse que era da pílula daí ele me aconselhar o aparelho e sinto-me super super bem.
Bjs
Sem imagem de perfil

De Helena a 07.10.2013 às 14:42

Infelizmente há tantas mulheres adormecidas pelas hormonas... e algumas nem fazem ideia!
Eu também era uma que ficava quase "morta" com o uso da pilula.





Imagem de perfil

De t2para4 a 06.10.2013 às 22:30

Obrigada pelas opiniões e respostas. 
Na próxima consulta com o meu médico vou falar-lhe destas coisas e mais algumas. O grande objetivo é não ter mais filhos mesmo, de forma definitiva, mas não posso nem me sinto com coragem para passar por outra cirurgia exatamente nas mesmas cicatrizes nem esperar 2 anos, acho eu. 
Estou muito cansada, sinto que, enquanto casal, estamos a perder; ando farta da pílula - apesar de ela não me falhar mas me pregar bastantes sustos -; tenho enxaquecas brutais (e nem me lembrei que poderiam advir da pílula) e parece que tudo lhe corta o raio do efeito, até o raio de uma caganeira! E nem vou dedicar-me aos -ismos e à possibilidade de outra gravidez múltipla nem à nossa vida financeira etc etc etc e tal. Até poderia correr tudo bem mas e se viesse um menino? 2º filho menino com primeiros filhos autistas? Ná, demasiado arrisacdo.
Mais uma vez, obrigada!
Sem imagem de perfil

De Vera a 07.10.2013 às 16:10

Eu fiz a laqueação das trompas aos 35 anos. Fui à 1ª consulta, no público, aos 32, mas deixaram-me secar até ter os 35. Mesmo sabendo que eu tinha uma patologia cardíaca e que o meu filho a "herdou" de mim.



Eu também não aguentava a pílula; as enxaquecas já eram tais que houve um dia que não consegui falar durante uns 5 minutos...assustei-me muito. Deixei de tomar a pílula, lá se foram as enxaquecas, as candidíases e mais uma série de coisas. Agora estou muito melhor, fiz a laqueação o ano passado.


Beijocas,
Vera

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens