Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Que fim de semana... - what a weekend...

por t2para4, em 18.09.11

 

Apesar de eu me sentir a regressar ao passado com o acordar de 3 em 3h ou de 4 em 4h, a noite anterior nem correu mal de todo. No entanto, o dia foi algo cansativo. Houve muitas birras, muito choro, muita confusão mental por parte das piolhas, mais birras e mais birras e mais birras. Sei que não aguentaria chegar ao fundo das escadas mas serei má mãe por, por vezes, me dar vontade de desaparecer? É tão desesperante ouvi-las gritar todo o dia sem perceber porquê, sem entender o que dizem porque falam entre soluços, porque guincham estridentemente sem razão aparente!!

Acabaram por ir para a cama mais cedo... Ainda me levantei algumas vezes para vigiar febres e medicar.

 

Quando pensei que já nada podia piorar, eis que o vidro da janela de trás do nosso carro, desceu e não mais subiu. O marido pediu ajuda ao pai, desmontaram tudo, ddescobriram que era da espia que saltou mas não conseguiram colocá-la no lugar. Hoje lá teve de ir ao Porto assim, com um "vidro" feito de cartão e fita-cola...

 

E quando pensei, pronto, agora já está tudo pior, chego hoje a casa dos meus pais e a minha irmã diz-me que a nossa mãe chorava de dores... O marido acabou por is sozinho ao Porto levar o meu pai, eu fiquei em casa com todos enquanto a minha irmã foi trabalhar. 

Contextualizando:

- piolhas histéricas, a espernear e a esbracejar como se estivessem a ter um ataque epilético;

- mãe no quarto, surdíssima porque tem uma membrana do tímpano rota, cheia de dores, com péssima cara;

- cunhado recentemente operado à retina, a precisar de cuidados de hora a hora.

 

Respirar fundo, pôr mãos à obra.

- piolhas a ver o "picapau" na TV - lá acalmaram;

- leite e benuron na cama à avó para ver se passavam as dores e ela descansava um pouco - resultou;

- cunhado sentado confortavelmente no sofá enquanto fui comprar batata palha;

- de regresso, piolhas entretidas e bem dispostas; avó com outra cara já vestida e no sofá; hora de colocar gotas no olho do cunhado;

- arrumação de louça suja e lavada nas máquinas, bacalhau a cozer, ingredientes de salada lavados;

- preparação de bacalhau à bras, dar de comer às piolhas (que gritavam como se a comida as quisesse comer);

- telefonema do marido a dizer que teve que parar de urgência durante a viagem porque as dores na coluna lhe paralisavam uma perna;

- sesta das piolhas (mais gritos porque queriam a porta do quarto aberta);

- almoço e posterior arrumação da cozinha.

 

Tive uns momemtos de descanso no sofá, deixei toda a gente medicada e tratada antes de virmos embora. Já em casa, com o marido a sentir-se melhor, arrumação do costume: aspirar, limpar pó, pôr máquinas a lavar, adiantar jantar. Ainda deu para ir apanhar um pouco de ar nas traseiras do prédio mas por hoje chega. Estou oficialmente cansada e só a cafeína me permite continuar de pé.

 

Amanhã ainda devia ser domingo,  sniff siff...

 

----------------------------------------------------

  

Though I feel I am coming back to the past when I wake up every 3 or 4 hours, last night wasn't that bad. However, the day was a bit tiring. There were a lot of tantrums, a lot of crying, a lot of mental confusion from my little girls, tantrums and more tantrums and more tantrums. I know I couldn't take it downstairs but am I a bad mother if, sometimes, I just feel I want to disappear? It's so despering hear them screaming all day without figuring out why, without understanding what they say because they sob when they talk, because they yiell so stridently with no apparent reason!!

They ended up in bed earlier... I har do get up a few times to measure fever and medicate.

 

When I thought it couldn't get any worse, our car backdoor window went down and didn't come up anymore. My husband asked his father to help him, they disassembled everything, found out it was the window spy but they couldn't manage to get it right. Today, he had to go to Oporto with the car that way, with a window made out of card and sticky tape...

 

And when I thought, that's it, everything is already worse, I arrive to my parents' house and my sister tells me our mother was crying in pain... My husband went alone to Oporto to take my father, I stayed at home with everyone while my sister went to work.

Putting in context:

- hysterical little girls, kicking and waving as if they were having a seizure;

- my mother in her room, deaf to death because she has a hole in her drumhead, in pain, looking terrible;

- brother-in-law, who recently had a retinal surgery, needing assistance every hour. 

 

Deep breath, get to work.

- little girls watching "Woody Woodpecker" on TV - they calmed down;

- milk and paracetamol in bed to granny to ease the pain and let her rest a little - it worked out;

- brother-in-law comfortably sit on the couch while I went to buy french fries for lunch;

- back home, little girls playing in a good mood; granny with a better look, dressed and laying on the couch; time to give my brother-in-law his eye-drops;

- tidying dishes, boiling codfish, washing ingredients for a salad;

- preparing à bras codfish, feeding my little girls (screaming as of the food was eating them instead);

- husband calling saying he had an emergency stop because during the travel, his back pain were paralizing his leg;

- putting my little girls to sleep (more screaming because they wanted the bedroom door open);

- lunch and posterior kitchen tidying.

 

I still had some moments to rest a bit on the couch, I left everyone medicated and treated before leaving. Back home, with my husband feeling better, the usual: vacuuming, dusting, putting machines to wash, pre-prepare dinner. We still got some fresh air in the back of our building but that's enough for the day. I am officialy tired and caffeine only allows me to keep standing.

 

Tomorrow should be Sunday,  sniff siff...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:15

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens