Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Nem sei se deva rir ou chorar

por t2para4, em 22.09.11

A educadora do apoio das piolhas - educadora pelo PIIP - foi colocada esta semana. Em Ansião. Porque o distrito de Coimbra não tem ninguém para trabalhar com as crianças com NEE nos jardins de infância - e não só!! 

Eu pergunto-me: os meus impostos/ordenados/subsidios servem SÓ para sustentar alguma da malta do "rendimento mínimo" que não sabe o que é trabalhar porque nunca precisou e pagar a m€rd@ de uma crise que não fui eu que comecei?! As minhas filhas são NEE de caracter permanente e não há ninguém para lhes dar apoio por causa de supostos problemas concursais e plataformas e burocracias e ninguém corrige isso? Diminuir pessoal é uma coisa, reduzir pessoal a ZERO é outra completamente diferente!! Não me lixem!

 

Planos e agenda para amanhã: 

- deixar piolhas no infantário;

- ir à DREC e só sair de lá quando tiver uma resposta que me satisfaça. Quero saber o que se passa e quanto tempo devo esperar.

- ir à sede do PIIP no Hospital Pediátrico e sair quando tiver uma resposta que me satisfaça e esclareça dúvidas.

- tratar de toda a documentação necessária para dar, desde já, entrada de pedido de apoio do PIIP no Hospital Pediátrico de Coimbra (já sugerido pelo pediatra Dr. Frederico Duque e psicóloga da equipa de autismo no dia 13 de setembro).

 

Vou levar o dossier com toda a documentação que possuo desde que as piolhas foram referenciadas até ao momento: relatórios médicos, trabalhos da equipa PIIP - Jardim de Infância, sumários de visitas ao JI, relatórios terapia da fala, papelada com fartura. 

 

Tenho tempo. Tenho teimosia. Tenho persistência. Tenho duas filhas com autismo. Tenho paciência para ir todos os dias à DREC ou ao Hospital se for preciso, até obter o que quero. Não vou desistir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:50

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Lina Afonso a 22.09.2011 às 23:47

Infelizmente junto-me a ti .... Aqui na minha zona (sintra) também houve uma reestruturação de centros e a terapeuta ocupacional que acompanhava os meus filhos desde janeiro, e que fez milagres com eles, simplesmente vai para outra área de abrangência que não inclui a escola onde eles estão. Esta passa a pertencer ao dominio de outro centro que não tem capacidade de resposta para os seus casos e muito menos para os casos que agora transitaram deste centro. Andam todos em reuniões e ninguém nos esclarece de nada porque segundo eles não está nada definido. Sem a preciosa ajuda daquela terapeuta já ficaram, agora veremos se terão educadora de ensino especial ou não...
É cortar sem olhar a quem, nem aos porquês da existência desse apoio no passado recente....esquecem-se que poderão estar a hipotecar o futuro de muitas crianças e que em alguns casos poderá trazer ainda mais custos financeiros e sociais.
Espero que realmente nos seja atribuido algum apoio porque senão for também não vou cruzar os braços. Pode não valer de nada mas tem de levar comigo.
Sem imagem de perfil

De Rainbow Mum a 23.09.2011 às 12:17

No meu caso, centro de Lisboa, confesso que nem tentei ter apoio do Estado. Disseram-me logo no infantário que a lista de espera era gigante e que não sendo um dos casos "mais graves" bem que podia esperar sentada...Pago do meu bolso acompanhamento no infantário + terapia da fala (+ de 500 euros/mês). Se não pudesse fazê-lo não teria nada... A única coisa que tenho grátis são as consultas na UPI da Estefânia. É frustrante realmente pagar uma batelada de impostos e sempre que preciso de algo para o meu filho não tenho acesso a nada...
Sem imagem de perfil

De Lina Afonso a 23.09.2011 às 19:20

Mas quando é necessário ou aconselhável terapia ocupacional, terapia da fala e acompanhamento pedagógico individualizado não há orçamento que aguente. E quando são dois então.... nem vale a pena fazer contas.
Imagem de perfil

De t2para4 a 25.09.2011 às 10:44

O problema do distrito de Coimbra é não ter havido nenhuma colocação nem tampouco reestruturação, nada! As pessoas que cá estavam colocadas, pura e simplesmente foram mandadas embora porque os seus contratos terminaram mas não colocaram ninguém nessas vagas, nem as docentes anteriores nem novas contratações.

Sei que, à partida, até ao final do mês já haverá qualquer coisa semelhante a uma solução. Sei também que os JI públicos têm alguém que vai segurando as pontas e fazendo algum apoio mas as IPSS têm zero. E, ao abrigo da lei 3/2009, não há cá distinções entre IPSS e rede pública, até por causa dos protocolos e afins que possuem.
Seja como for, eu estou com a Lina. Já pago terapia da fala do meu bolso para duas crianças, 1 vez por semana fora extras que surjam; não conseguimos de todo ter a nosso cargo terapia educacional e apoio especial privado. Esta última nem tem lógica de ser assim porque uma IPSS tem relação estreita com o PIIP e com o agrupamento em algumas questões.

É triste que assim seja. E ainda o meu caso não é dos piores. Desesperaria até ao âmago se eu tivesse um filho com deficiências graves a necessitar de extremo apoio e ele não existisse. E não estamos a falar de uma situação nova, estamos a falar de crianças que já beneficiavam de apoio anteriormente. Enfim, é o país que temos com a realidade de que se não forem os pais, de facto, a preocuparem-se com os filhos, as coisas não evoluem de maneira nenhuma. Felizmente ainda há pessoas que se preocupam e que tentam fazer algo, quer nos agrupamentos de escolas quer no próprio Hospital Pediátrico.
Imagem de perfil

De t2para4 a 25.09.2011 às 11:02

ERRATA

Onde se lê lei 3/2009 deve ler-se decreto-lei 3/2008. Foi um lapso da minha parte. Desculpem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.09.2011 às 21:24

Parabéns pelo post e pela atitude!
Imagem de perfil

De t2para4 a 29.09.2011 às 21:28

Obrigada!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens