Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Entre birras e dores de cabeça, muito trabalho para preparar e pôr em dia, arrumação da casa e idas a casa da avó, aqui fica o balanço deste fim de semana. Andava a planear uma boa mudança e arrumação de áreas críticas pelo que, desta vez, teve mesmo de ser.

 

Roupas

O mais óbvio nesta altura do ano - separar, organizar, guardar, dar ou deitar fora. 

Coloquei as roupas de verão, meia-estação e inverno em cima da cama e comecei a separação; criei montinhos e depois ensaquei, arrumei ou pus fora (felizmente muito pouca coisa porque o que puder costumizar ajuda-me a poupar), consoante o caso.

O marido não escapou e passou uns bons 20 minutos a vestir e a despir calças, camisolas e camisas. Muitas das peças ainda estavam novas, sem estrear. 

 

Aproveitei o ânimo e arrumei cobertores, edredons que não se usam, almofadas, etc. em sacos de vácuo para ocuparem menos espaço e, assim ter tudo mais ou menos arrumado. Comprei baratos no AKI e são enormes. Acho que me ficaram a 2,50 € cada. Fi-lo no nosso quarto e no das piolhas.

 

Vi as minhas carteiras (que estavam dentro de uma caixa que precisei agora para separar roupa de trazer por casa - fatos de treino ou camisolas com borbotos - e pijamas - ainda ganhei uns do marido que me vão dar jeito porque assim não terei de comprar) e separei o que uso/gosto. 

 

Gavetas e prateleiras

Verifiquei todas, anotei mentalmente mudanças a fazer mais tarde, separei o que estava bom do que estava estragado e ainda deu para organizar acessórios, aproveitando uma caixa de ovos que forrei com feltro. Coloquei todos os meus elásticos do cabelo, ganchos, molas, travessões na caixinha, num canto da gaveta do móvel da casa de banho. Acabaram-se os elásticos perdidos na gaveta e a confusão de escovas, secadores e afins. 

 

E, num instante, ainda meti os brinquedos do banho das piolhas a escorrer - uma rede das de lavar roupa pendurada na torneira. Gastei para a+i 0,20 cêntimos na rede.

 

 Nos quartos arrumei as roupas de acordo com a estação do ano. Ainda tive de pregar uns preguinhos nas gavetas da cómoda das piolhas por causa do excesso de peso...

 

Na cozinha, separei talheres, auxiliares e acessórios com umas barrinhas de plástico que se partem à medida e encaixam onde queremos, formando assim, divisórias com os tamanhos que queremos. Já me andava a mexer com os nervos tudo misturado. Estas peças foram compradas numa loja chinesa por cerca de 4 euros e trazem quase 15 metros de barrinhas.

 

Os carregadores de telemóvel e alguns telemóveis antigos andavam misturados com outro tipo de equipamentos. Uma confusão. Passaram para uma gaveta que andou vazia durante uns 2 anos por causa das piolhas (antes estava guardada e o móvel nem gavetas tinha porque elas tiravam-nas...). 

Na sala já não tenho mais gavetas livres onde possa, de forma segura, guardar os produtos das piolhas que dão jeito estarem sempre à mão (toalhetes, xaropes, termómetro, escova do cabelo, etc. Elas mudam de roupa na sala porque é onde temos o ar condicionado portátil qu eligamos logo de manhã para aquecer e porque torna-se (bem) mais fácil vesti-las e alimentá-las a ver desenhos animados, logo pela manhã e não temos tv nos quartos). Assim, no cesto onde punha as fraldas para ir mudando durante o dia, está agora o que preciso de ter mais a jeito, mas longe do alcance das piolhas. Não destoa com a decoração.

 

Nesse aparador, guardei um canto só para mim e para as minhas tralhas (pinturas, feltros, costuras, etc.) e meti tudo em caixas para melhor guardar e organizar as coisas. E estar fora de mãozinhas curiosas... Ainda não tive tempo de pintar/forrar a caixa da costura (=lata das bolachas) e companheira (=organizador de ferramentas do marido que ele não usava).

 

Como as portas deste aparador têm muito material suscetível de desaparecer rapidamente da minha vista (materiais de crafts e material de escritório) e porque ainda há a tendência de abrir portas para desarrumar tudo (o curioso é que é só neste móvel), as portas estão fechadas com um sistema de proteção altamente seguro e inovador. E, acima de tudo, bem barato!

 

Ao lado da nossa secretária de trabalho, temos uma coluna de gavetas onde colquei algum material (folhas, cartolinhas, blocos, etiquetas, micas, lâminas de pastificar, etc.) mas andava sempre a abrir e fechar gavetas até encontrar o que queria. Além disso, fartei-me de ter as piolhas a esbanjar folhas boas para rabiscar e queria uma gaveta só para folhas de rascunho, a que elas pudessem aceder. 

Imprimi etiquetas a identificar o conteúdo de cada gaveta e organizei-as.

 

Na cozinha

 Entretanto, lembrei-me da caixa de chocolates (porque uma das piolhas pediu um) e nem essa escapou. Tirei tudo (guardo sempre os doces oferecidos nas lembranças de aniversários dos colegas delas) e organizei-os em mini-grips, deixando de fora só o que era maior (chupas e barras de chocolate). Antes já a tinha decorado com este guardanapo apropriado ao efeito; a caixa é uma lata de bolachas.

 

 

 As especiarias foram (finalmente) organizadas em condições e pude dar outra vista à minha chaminé do exaustor. Já estava farta daqueles frasquinhos. Na loja Casa, encontrei um dispensador de especiarias com 16 frascos por cerca de 12 ou 13 euros que comprei. Foi uma aventura poorque um aro vinha partido mas lá o colei e ficou em condições (deveria ter reclamado mas não quis gastar combustivel para ir à loja); depois foi só criar etiquetas para os frasquinhos e enchê-los. O boião que enfeita o dispensador foi feito apenas com café em grão, paus de canela e uma fita (coisas que já tinha em casa, logo, paguei zero).

 

 

As cápsulas da nossa Tassimo também foram colocadas em condições num cestinho, atrás da máquina. Costumava colocar a caixa mas isso era pouco prático; agora tiro-as todas, empilho-as no cesto e estão prontas a usar.

 

 

Para já, estas pequenas coisas já me agradam bastante e já me fazem sentir menos desleixada. As piolhas já se habituaram à constante mudança de coisas por estes lados. É uma outra maneira de lidar com o imprevisto e o imprevisivel.

 

--------------------------------------------------

Among tantrums and headaches, a lot of work to keep up with and to prepare, home cleaning and going to grandmother's house, 
 
here's this weekend's balance. I had been planning a good change and tidying critical areas for a long time so, this time, 
 
it it came to an end.
 
Clothing
The most obvious in this time of the year - separate, organize, keep, give or throw away.
I put the summer, spring/fall and winter cltohes on the bed and started separating; I created small amounts of clothes and 
 
then bagged it, kept it or threw it away (fortunately, a few pieces because I customize so I can save some money).
Even the husband wasn't rid of it and spend some 20 minutes putting on and taking off trousers, jumpers and shirts. A lot 
 
were new with no wearing.
 
 
I vacuumed blankets, unused quilts and pillows, etc in bags so I can save more space and have things tidy. I bought them in 
 
AKI, very cheap. I guess they costed about 2,50 € each. I did this in my bedroom and my girls'.
 
I saw my purses (which were inside a box I now needed to separate my home clothes - tracking suits and bobbled jumpers - 
 
aqnd pyjamas - I got some from the husband and so I ddon't need to buy me some) and separated what I use/like.
 
 
Drawers and shelves
I saw them all, I took notes to myself of later changes, I separated what was good from what wasn't and I still organized 
 
my hair accessories, using an egg box I decorated with felt. I put all my hairbands, hairclips and so on on that little 
 
box, in a corner of the drawer of our bathroom cabinet. No more lost hairbands and a mess of hairbrushes, hairdryers and 
 
whatever.
 
And, in a short while, I put my little girls' bath toys draining - a washing net hanging in the tap. I spent about 0,20 cents.
 
In the bedrooms, I arranged the clothes according to the season. I still had to hammer some nails because of the overweight  in my little girls' drawers...
 
In the kitchen I separated cutlery, auxiliaries and accessories with plastic bars we can break and fit wherever we want, forming partitions with the sizes we want.That chaos was messing with my nerves. These pieces were bought on a chinese store for about 4 euros (around 15 metres)
 
Our cellphone chargers and some old cellphones were part of a mess with some other equipments. A true mess. They are now in a drawer that was empty for 2 years because of my little girls (it was kept away before and that table didn't even have drawers because they took them off...)
 
In the living room I don't have any more free drawers where I can safely keep my little girls stuff (baby wipes, syrup, thermometer, hairbrushes, etc.) They change clothes in the living room because it is where we have our air condicioner we turn on first thing in the morning and because it is (way) easier to dress and feed them while watching cartoons, and we don't have tv in our bedrooms). So, in the basket where I kept the diapers for the day, is now what I need the most, but away from my little girls. It fits the decoration.
 
In that closet I kept some room to myself (paiting stuff, felt, sewing material, etc.) and boxed everything to better save and organize things. And stay out of curious little hands... I didn't have time yet to paint/quilt the sewing box (= cookies can) and fellow (= tool organizer my husband doesn't use).
 
As those doors hide a lot of material that can be lost or doomed (crafts, staionary) and because there is still a trend to open doors and untidy everything (the curious thing is they onbly do it here!), the doors are sealed with a highly inovating and secure system. And, above all, very cheap!
 
Next to our working desk, we have a drawer column where I keep somo material (sheets of paper, card, blocks, labels, plastifying sheets, etc.) but I was always opening and closing drawers to find out what I needed. Besides, I got tired of having my little girls wasting away good sheets to scratch and I wanted a drawer to drafting paper, they could have access to.
I printed some labels to identify the content and organized the drawers.
 
In the kitchen
Meanwhile, I remembered the chocolote box (because one of my little girls asked me one) and it didn't miss. I emptyed it (I alwyas keep the candy their colleagues give as a birthday souvenir) and put them into mini-grips, leaving out what was bigger (lollypops and chocolate bars). I had decorated it before with napkins; the box is a cookie can.
 
 Spices were (finally) properly organized and I was able to give my chimney a new look. I was tired of those flasks. In a Casa store I found a spice holder with 16 flasks for around 12 or 13 euros and I bought it. It was an adventure because one  hole was broken but I guled it (I should have complained but I didn't want to spend any more fuel going to the store); then it was only a matter of creating labels and fill the flasks. The small bottle was filled with coffee beans and cinnamon sticks and a ribbon (things I already had at home, so I paied zero).
 
 
 Our Tassimo capsules were proprely held too, in a basket, behind the machine. I used to put the box in but it was not practical; now, I take them all off, pile them in the basket and they are ready to use.
 
For now, these small changes please me a lot and make me fell less sloppy. My little girls got used to the constant change around here. It is another way of dealing with the unexpected and the impredictable. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:50

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens