Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fitas para o cabelo, by piolhas

por t2para4, em 15.04.14

Estes dias de "férias" (esta é a parte em que rebolo no chão a rir... de amargura) não têm sido os melhores das nossas vidas... Mas adiante.

No fim de semana, estivemos com uma grande amiga, companheira de barriga, também mãe de gémeos. Foi muito bom ver as nossas duplas a brincar e a interagir tão bem! E abençoado parque que escolhi! 

A nossa amiga aproveitou as nossas escolhas de hobbies (mais a minha do que as delas) e ofereceu uma máquina de colocar ilhós às piolhas.

Toca de experimentar, depois de escolhido o produto. Foi o de-lí-ri-o total!

 

A partir de uns restos de ganga de calças que são grandes demais às gentes pequenas da casa (o marido ou o meu pai), recortei uma pequena forma elíptica, debroei com as cores escolhidas pelas piolhas e toca de experimentar a máquina. 

 

 

 

 

É muito fácil de utilizar mas, obviamente que requer a vigilância de um adulto, principalmente por causa dos ilhós que picam a sério e podem ficar cravados nos dedos. 

Pindéricas q.b., escolheram flores, borboletas e brilhantes coloridos. E o resultado final até ficou bastante catita!

 

 

 

 

A segurar aquela faixa de tecido enfeitada, está elástico preto et voilà, duas fitas para cabelo, by piolhas. Obrigada amiga A., D. e M.!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03

Carnaval das piolhas 2014

por t2para4, em 02.03.14

Contextualizando:

- as piolhas adoram a série/filmes/personagens/bonequinhos "My Little Pony" (memo to myself: contar o nº de poneis que têm até ao momento)

- as piolhas adoram o filme "Equestria Girls" e as respetivas bonecas (que são os poneis transformados em bonecas) e, além de andarem a pedir umas desde setembro (mas só agora chegaram em cheio a Portugal e ainda são caras - tenho que esperar uma promoção de 50% de desconto para comprar) e a dizer que vão mascarar-se de poneis no carnval.

- a mãe começa as pesquisas na net e fica com umas ideias de como transformar meninas reais em poneis que se transformam em meninas...

- veio um aviso da escola a informar que o carnaval terá como tema "profissões antigas"

- a mãe pragueja inicialmente (como raio vai explicar que as piolhas não podem ir vestidas de pony) até se lembrar de algo importante e agradece aos criadores da série o facto de cada pony ter uma profissão e, de acordo com os materiais que já tem em casa, decide e convence as piolhas a "escolherem" uma costureira (Rarity) e uma apanhadora de maçãs dona de uma quinta (Applejack)

- a mãe seleciona os tecidos, compra o material em falta e pede à avó que costure umas saias simples de franzido e uns aventais de franzido de peitilho, bolso e alças de traçar. A mãe trata dos acessórios

- o grande dia chega e as piolhas até ficam com os olhos a luzir de tamanha alegria em serem pony! Não querem saber se sãpo cotureira ou apanhadora de maçãs; são poneis!!

 

Ora, para a Rarity:

- diamantes em feltro (para as marcas)

- gancho em feltro

- caixa de costura de madeira

- carrinhos de linhas, botões e argolas colados na caixa

- fita métrica e carrinhos de linhas cosidos no avental

 

 

Para a Applejack:

- chapéu da mãe cosido de modo a levantar a frente

- feltro para as marcas

- cesto com maçãs de esferovite

 

 

As cutie marks (as marcas que cada pony tem nos flancos):

 

 

E o resultado final:

 

 

 

Só tive custos com os carrinhos de linhas, fita métrica, cesto e maçãs e tecido roxo. Tudo o resto já tinha; a minha mãe usou lençóis antigos para os aventais. As saias são do mais simples (cose-se dos lados, faz-se bainhas, põe-se elástico e já está) e não precisam de tecidos xpto para ter um bom efeito. Uma roupa quentinha e confortável por baixo e siga!

As piolhas gostaram imenso das suas fatiotas, deliraram com o facto de poderem andar vestidas de pony - ainda que um pouco aldrabados eh eh eh - e no Mardi Gras, ainda que seja só em casa, voltarão a vestir as mesmas fatiotas. A única coisa de que tenho pena foi de não ter sacudido bem os confetis dos bolsos e, ao lavar, ter tingido o avental de uma delas... Mas paciência. 

 

Por aqui, já fomos joaninhas, Dora the explorer, joaninhas de novo, fadas e pony girls. E os vossos piolhos? Tiveram que seguir temas ou foi escolhido por eles?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:50

O nosso valentine's day

por t2para4, em 14.02.14

Independentemente das origens, prefiro manter-me à ideia romantizada de amor eterno e de benção dos sentimentos. E, para mim, não é só o amor pelo marido, mas aquele amor que é o prolongamento através, pelos e para os filhos. É a concretização verdadeira do amor, que fica, que vive, que existe. E tudo feito em família tem outro peso, outro sabor. 

Somos muito de preparar surpresas (o que ajuda a lidar com a frustração e gestão dos imprevistos por parte das piolhas) e, de há algumas semanas a esta parte, que andámos a fazer das nossas:

 

primeiro um bolo, já que festividade sem bolo não tem piadina nenhuma. Fizemos a encomenda a alguém que faz trabalhos fantásticos e que conhecemos, as piolhas escolheram o bolo a partir de imagens na net e fez-se a vontade do recheio de chocolate a uma delas.

 

 

 

Depois, tratámos dos miminhos. Esta parte sobrou para a mãe porque elas não quiseram saber de manualidades para nada. Mas também não deu trabalho nenhum: uma base de árvore, uma vela, um molde, uma ferramente para esculpir, cola com purpurinas douradas e cola gel. Et voilà.

 

 

 

As piolhas também tiveram o seu momento de surpresa: uns tubos com coisas de princesa para uma e coisas de bailarina para outra. Deu no delírio total, com chinelos da Kitty a servir de sapatilhas de ballet, de cabelo apanhado e coroazinha, de piruetas loucas.

 

 

 

Jantar simples e rápido (vim direta do trabalho e ainda tive que despachar a janta a tempo e horas) e, mais importante, em família. Porque é isso que, no fundo importa. E cabe-nos a nós fazer dos dias e das festividades que quisermos, dias especiais ou não, dias comerciais ou não. O importante é o que é trasncendente a tudo isso. 

 

E, para terminar, fica a música "Unconditionaly" de Katy Perry, - atentem na letra - a que eu acho mais adequada para hoje, amanhã e depois.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:51

Lápis de cera, tela et voilà...

por t2para4, em 03.02.14

... um quadro todo janota e colorido para o quarto das piolhas. 

Não tem nada que saber e pode - deve! - perfeitamente ser feito pelos nossos filhotes, assim haja paciência e alguma imaginação.

 

Do que precisamos? Coisas simples e baratas:

- restos de lápis de cera - ou aqueles novos que enjoam de tanto andarem pela casa

- tela comprida (1, 75 € numa loja chinesa)

- cola

- secador 

- isqueiro de fogão para os retoques

 

Depois, é só descascar - sim, descascar! - os lápis de cera para tirar aquele papel que trazem, colar em filinha no topo da tela seguindo um padrão colorido à escolha, pôr um secador nas mãos dos piolhos e pronto, melt it down, baby!!! Fica um espanto!

 

 

 

 

 

Para um acabamento mais requintado e com gotas sólidas - trabalho de adulto agora, hein? - usar um isqueiro de cozinha e derreter a gosto. Para endurecer mais rapidamente, colocar um pouco no frigorífico. E pronto, um quadro muito simples e rápido de se fazer, muito colorido e uma maneira super criativa de usar as cores.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:08

O bolo de aniversário e as lembranças

por t2para4, em 30.07.13

O bolo foi do mais simples possível. Quando fiz a encomenda, pedi que fosse de pão de ló e chocolate com recheio de chantilly e que a cobertura fosse também de chantilly rosa, polvilhado com corações coloridos de açucar. 

 

Em casa, decorei ao gosto das piolhas. Coloquei um boneco Pinkie Pie pony em destaque, reutilizei balões, comboio e cogumelos de outras decorações de aniversários anteriores, comprei umas velas coloridas e uns foguetes e pronto. Poupei 10 euros nas decorações, as piolhas ficaram com o bolo personalizado e ao seu gosto, e, modéstia à parte, o bolo ficou muito giro. E, mais importante, estava delicioso!!

 

 

As lembranças para os amiguinhos do infantário foram também alusivas ao tema, claro. Uma colega fez, em cartolina, os recipientes em forma de rebuçado e eu tratei dos autocolantes.

 

 

 

No interior, além de chupa-chupas e caixas de smarties, iam uns desenhos de pony para recortar e montar. Os meninos receberam pony meninos e as meninas pony meninas.

Os moldes foram retirados deste site que tem coisas espantosas.

Os custos foram reduzidos e, mais uma vez, com criatividade e imaginação, fez-se algo ao gosto das piolhas.

 

Apesar de o aniversário ter sido no sábado, as piolhas, como já vems endo hábito, tiveram direito a dois bolos, um nesse dia e outro para levar para a escola. Apesar de algo muito grave se ter passado nesse dia, por parte dos avós paternos (que nem esse título merecem porque são uns autenticos cobardes mentirosos que nem se dignaram a dar os parabéns às netas mas isso fica para outro post porque não vou estragar o meu dia a pensar nas merdas que eles fazem), as piolhas no meio do seu -ismo nem se aperceberam - Yupiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!! - e divertiram-se imenso! Elas queriam era fazer anos e o resto é conversa. Hoje já me perguntaram quando é o próximo aniversário e quando lhes disse que era só em julho de 2014 acharam que falatava muito tempo. Foi um fartote de rir.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:12

Esta foi peanuts. Encontrei um bocado de contraplacado no arrumo (deveria ser de algum móvel que, entretanto, devemos ter restruturado) e desenhei uma esquadria de 6 cm. O marido com a serra cortou o interior.

 

 

Já em casa, depois de lixar a zona de corte, desenhei miniesquadrias de 1 cm cada, para depois pintar uma espécie de arco-íris, inspirada na personagem RainbowDash, que é um pony muito rápido, está sempre com pressa, mas é muito prático, inteligente e sem medo de resolver as coisas. Depois de tanto cor de rosa Pinkie Pie, achei que iríamos precisar de mais cor.

 

 

Depois foi só pintar com as cores da crina e cauda. A marca do flanco tem uma nuvem, logo, decidi que deveríamos ter nuvens na moldura. Em feltro branco, recortei nuvens e colei nos cantos opostos.

 

 

E, como festa é festa, adicionei um balão, com uma serpentina presa et voilà! Feito!

 

 

 

Depois da sessão fotográfica, a moldura ficou no Jardim de Infância pois terá bem mais utilidade lá do que em minha casa.

Mais um acessório super barato em que gastei zero, pois já tinha todos os materiais. As cores que não tinha, misturei para as obter. Simples, económico e fez um figurão :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:04

Como fazer uma pinhata "My Little pony"

por t2para4, em 30.07.13

Tal como tinha dito no post anterior, o tema da festa de anos das piolhas foi o "My little pony", em particular a personagem Pinkie Pie, que é um pouco como elas: menina, vaidosa, sempre aos pulos, muito inteligente e distraída, adora festas, e anda sempre aos pulos e corre e é simpática (já referi que anda sempre aos pulos?)

 

Assim, depois de alguma pesquisa pela net e de não me ter deparado com nada que me apaixonasse particularmente, decidi ser eu própria a usar os miolos e a criar de raiz a pinhata Pinkie Pie. 

 

Do que precisei:

 

- cartão de uma caixa de bolos

- um balão

- publicidade dos hipermercados rasgada em tiras

- mistura de água e farinha (até ficar com aspeto cola líquida)

- papel seda (10 m etros a 1,65 € numa loja chinesa)

- fio norte

- etiquetas A5

- serpentinas e confetis

- doces (chupa-chupas, rebuçados e bombons)

- apitos e línguas de sogra

- cabo de uma vassoura

- fita cola scotch

- fita cola

- cola gel

 

Comcei por tratar do balão e forrá-lo com as tiras de papel e a mistura e farinha, de modo a que, quando seco, ficasse com uma espécie de taça de papel machê.

 

 

 

Deixei secar durante a noite, para ter a certeza de que ficava bem rijo e dediquei-me a outras partes do pony. Cortei o cartão da caixa de bolos ao meio, desenhei o contorno do Pinkie Pie (cada personagem tem um focinho diferente), uni as partes soltas com fita-cola e contornei outra igual para fazer os dois lados.

 

 

Quando o papel do balão ficou seco, furei o balão. De volta ao molde do pony, uni-o pelo focinho com fita-cola e criei uma espécie de ponte na barriga onde apoiei o vaso que fiz em papel machê. Aproveitei sempre os restos de cartão e papel de publicidades que foram sobrando. Fui unindo o pony com fita-cola, sem esquecer de deixar uma abertura por onde colocar os doces, confetis e brinquedos.

 

 

Já com a estrutura fixa e estável, comcei a forrá-lo: comecei pelas zonas mais sensíveis: patas, focinho, orelhas. Usei as publicidades para encher os vazios.

 

 

 

Depois de tudo forrado com o papel seda e colado com fita-cola transparente, recortei tirinhas do mesmo papel, coloquei um risco de cola gel e uni ao corpo do pony. Com a tesoura fui cortando aberturas para dar um efeito de franjas.

No final, para a crina e cauda, enrolei tiras do papel seda com serpentinas e colei tudo com cola e fita-cola, tapando depois as emendas com mais tirinhas às franjas. Fiz o mesmo no buraco por onde entram os doces e afins.

 

 

Os olhos e os balões dos flancos são a marca do Pinkie Pie, pois cada personagem tem olhos de cores e formatos diferentes e uma marca diferente. Desenhei e pintei em etiquetas A5, que depois recortei e colei na pinhata.

 

Para pendurar a pinhata, atei fio norte, fazendo um x, entre as pernas e barriga da estrutura, atei e pendurei.

 

 

Seria útil ter algo com que bater e abrir a pinhata mas que não constituísse perigo nem fosse muito pesado para as crianças. A ideia era pô-las, à vez, a bater no pony e deixar os mais fortes  - não necessariamente os mais novos! - para o final para que dessem cabo do bicho. Assim, lembrei-me de um cabo de uma vassoura partido que andava por casa dos meus pais e recuperei-o. Lavei-o muito bem, deixei secar ao sol, tapei tudo tudo com camadas imensas de fita cola scotch, forrei com o que sobrou do papel seda e fui fazendo as franjinhas também. No final, enfeitei com laçarotes das prendas e coloquei tita-cola transparente no local onde pegamos, para não ficarmos com papel agarrado às mãos.

 

 

 

 Et voilà! Com criatividade e muito poucos custos se fazem as delícias das crianças e se dá um toque bem personalizado à festinha de aniversário das piolhas!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:55

Casinha de bonecas

por t2para4, em 19.11.12

Pai sofre. Já vão perceber porquê.

 

Os spots publicitários do Natal são demais. Não é fácil gerir tudo aquilo e até a mim se me vidram os olhos quanto mais às piolhas. Mas estas piolhas são umas ratitas espertalhonas e já não pedem "oh pai, compra!", já dizem "oh pai, faz!" sejam pranchas, asas de borboletas/vestidos/sapatos de barbies ou casinhas de bonecas. 

Ora é aqui que entra o sofrimento do pai: uma tarde enfiado no arrumo, entre madeiras reaproveitadas do que ainda sobra para lá de gavetas e prateleiras, com parafusos, máquinas Bosch e a certeza de que a bancada de trabalho ainda serviria para algo útil. O pai fez uma casa de bonecas em madeira para as piolhas. Just like that.

Aqui está o passo a passo:

 

Primeiro a escolha das madeiras e a verificação do tamanho

 

 

Aparafusa-se a estrutura e aquilo que serão os futuros andares (a casa terá 3 andares + sótão)

 

Cortam-se tábuas para fazer as divisões da casa e aparafusa-se tudo. O telhado é posto.

 

 

Veda-se a parte de trás da casinha com uma placa de madeira (das que veem nos móveis de wc), aparafusa-se e cortam-se as sobras.

 

Aproveitam-se os restos de silicone para encher os buracos de parafusos e rasgos onde passariam gavetas (madeiras reaproveitadas dá nisto) e passa-se uma espécie de primário para tirar brilhos e permitir que depois a tinta acrílica adira bem.

 

 Primeira reação das piolhas à casa: aprovada! Os animais até podem lá entrar e cabem bem. Está preparada para ser pintada, a mesa protegida.

 

Trabalho de equipa: todas pintamos e o pai descansa. Atente-se à nossa palete de cores: uma caixa de ovos é o sítio ideal para despejar várias cores de tinta e ir doseando, sem nos preocuparmos com copinhos.

  

 

Trabalho de equipa desfalcado: uma piolha concentradíssima enquanto a outra já pinta as mãos porque isso é bem mais divertido do que pintar uma casa enorme. O trabalho de equipa durou uns meros 10 a 15 minutos...  

 

Trabalho final que ficou ao encargo da mãe: vários reaproveitamentos de tinta e novas doses no telhado e estrutura exterior. Quando as piolhas acordaram da sesta, o difícil foi convencê-las a não mexerem na casinha porque estava a secar... Mas lá se convenceram depois de uns dedos sujos e das ameaças de terem uma casa a esvoaçar janela abaixo se insistissem  na teimosia. Correu bem.

 

A casa estará pronta para brincarem não tarda e espero que lhes continue a fazer as delícias. Até lá, aceitam-se sugestões e afins de como a "decorar" sem gastar dinheiro, claro. Camas, cadeiras, mesas e afins :) as mesas podem ser carrinhos de linhas (tenho cá uns antigos, de madeira) mas o resto falta. Nunca tive nenhuma casinha e faltam-me essas valências.

 

O pai está de parabéns! As piolhas adoraram e agora prepara-se (e eu também) para o próximo "pai, faz" :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens