Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




E o Óscar de melhor atriz vai para...

por t2para4, em 02.06.16

... mim!!

 

Sem guião nem peça nem ensaio nem ajuda cénica nem cenário fixo, por mero improviso, consegui - precisei... - de pegar no carro e conduzir pelo meio de um trânsito maluco, ir à farmácia aviar uma receita eletrónica (gosto, sem ironia), ir às compras e encontrar meio mundo que me conhece e decide meter conversa (eu percebo que não é por mal mas há dias que...), voltar para casa e almoçar, sair para ir buscar as piolhas, ir trabalhar, receber encarregados de educação, gerir papelada, ir buscar o jantar e encontrar o restante meio mundo e ter que entabular e conversar e regressar a casa, jantar, estudar para a ficha de amanhã por mais de uma hora e tratar das piolhas para uma noite de sono. Sorriso nº 0790946896, faixa nº 86876 da playlist "Bons costumes, boas maneiras e conversa em piloto automático" enquanto o cérebro grita "ahhhhhhhhh!!!!!".

Depois de ter lido os resultados da avaliação da escala de Ruth Griffiths.

E de continuar a odiar números e a perceber por que sou, sem dúvida, uma gaja de Letras.

 

ya ya blá blá blá mi mi mi whiskas saquetas é só uma avaliação e os números e coiso e bah e tal e a evolução e o trabalho e não se parece nada e os normais e assim e coiso e não é um cancro e não é uma deficiência física e assim.

Eu sei isso tudo, eu já li e ouvi isso tudo, eu até aceito isso tudo e sei que quem nos tenta animar é querido e carinhoso e não é por mal mas... aquele choque nunca passa. Mesmo quando penso "ah e tal, ca cena fixe, se eu pensar nisto tipo 'tenho 35 anos mas todos me dão 28, é fantástico ter um desfasamento etário! Eu até me sinto uma jovem de 20 e tais!'". Acho que, infelizmente, não deve funcionar bem assim quando tratamos da área neurosomething something dos nossos filhos... Por isso, a menos que um desfasamento de desenvolvimento de cerca de 2 anos (a contar pela altura da realização da avaliação) me possa dar borlas em entradas em monumentos, piscinas, parques e afins, sorrisos genuínos lá fora e boa disposição a potes não será coisa que a que se assista brevemente - exceto se e quando entrar em piloto automático e começar a representar para o mundo. E, como honestamente, em 11 anos de casamento já comprei serviços de copos e pratos que davam para 5 famílias e não me apetece gastar mais dinheiro nessa área doméstica, só me ocorre que, por muito que nos esforcemos, aquele -ismo, está sempre um bocado mais à frente do que nós e continua a provar que nos consegue roubar os filhos. Obrigadinha, pá. Um querido, portanto. É o ator frustrado que quer o papel principal numa peça que não foi escrita nem para si, nem sobre si, nem conta consigo; é o ator que não nos manda à merda antes da estreia porque espera substitui-nos na peça - como personagem principal.

 

E a escola, pá? A escola espera. Esse palco de atuação verá a adenda e errata ao guião ligeiramente mais tarde. Porque primeiro estou eu e os meus. E eu e os meus precisamos de tempo para nós, de (di)gerir as coisas, de reforçar apoios - em casa -, analisar onde há mais dificuldades para que posamos combatê-las. Quando isto já estiver sedimentado (tipo, rocha), a escola e restante equipa - o que nos inclui a nós - teremos mais do que tempo para retificar estratégias, atualizar documentação, agilizar processos. Preciso de 48h. É tempo suficiente para deixar a coisa kick in.

 

Posto isso, venha de lá o Óscar porque, aqui para nós, duvi-dê-ó que alguém tenha percebido o tumulto que para aqui vai. E que pode rebentar se mais alguém me diz que tenho um aspeto cansado... Sim, eu sei até porque tenho espelhos em casa. E maquilhagem.

Além disso, apesar das boas intenções, duvi-dê-ó que alguém imagine o que se sente - a menos que passe por isso.

 

Por esta ordem, sim? Cafeína - óscar- cafeína - um pouco mais de cafeína - tempo livre - ocupar a cabeça (palavras cruzadas ou ler ajuda). Cafeína. E a porra de umas aulas de representação ao estúpido do -ismo.

 

2016-06-02_223818.jpg

 

 

 

---------------- Estamos também no Facebook --------------------

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:01

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Carolina Resende a 03.06.2016 às 09:15

Também te quero dar outro Óscar o de melhor Mãe do mundo , tu és uma mãe fantástica maravilhosa e estas sempre a puxar por elas e proporcionar tudo para elas terem cada vez mais vitorias elas devem isso tudo a Ti esse tal de ismo se fosse noutra família bem que ganhava ele o Óscar , mas AI não AI  estas TU . Beijinhos grandes de quem muito te admira <3   
Imagem de perfil

De t2para4 a 06.06.2016 às 15:01

Mas acredita que nunca tive tantas dúvidas quantas tenho agora... Não sei mesmo se estarei a agir corretamente ou a exigir demais... :(
obrigada pelo teu carinho... beijinhos
Sem imagem de perfil

De Maria João a 09.06.2016 às 23:48

Sei bem o que é essa pressão. Esse peso do Mundo às costas. Esse nível de exigência... Sinto muitas vezes que sou responsável, não digo por uma cura, mas por colocar as coisas no seu devido lugar. Temos vídeos do nosso filho tão pequeno e com comportamentos neurotípicos... E depois houve uma clara regressão... Passo algum tempo a tentar dissecar os seus comportamentos (melhores e piores), numa tentativa de descobrir um padrão para aquilo que lhe faz bem e mal... É duro... Magoa muito sentirmos que não podemos ajudá-lo mais... E lá no fundo, até sei que não fazemos pouco...
MJ
Imagem de perfil

De t2para4 a 15.06.2016 às 16:53

Nestes últimos dias acabei por pensar, várias vezes, até que ponto sou eu quem impõe essa exigência e se, ao fazê-lo, me esquecerei da idade ou das várias idades que elas têm... Mas, acima e antes de tudo, acima e antes do autismo, são duas crianças que têm que ser educadas e conhecer regras e limites e deveres e direitos, para serem o melhor preparadas possível para a vida real, do mundo lá fora...
Nó não temos vídeos com comportamentos neurotípicos, exceto os de recém nascidas. E ainda hoje me custa vê-los porque eu vejo tudo aquilo que os médicos que as seguiam não viam... Mas, apesar de tudo, elas vão surpreendendo e mostrando que é mesmo um dia de cada vez, independentemente da idade.
um beijinho

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens