Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estavam tão bem...

por t2para4, em 24.07.17

Atividade do ATL amanhã: levar as bicicletas ou as trotinetes para o local e andar na boa com isso, ou seja, uma manhã sobre rodas - literalmente.

Ora, eu já estava a tentar inventar uma desculpa para as piolhas não irem pois a trotinete está velha (feia) e curta e as bicicletas, bem, as bicicletas são um problema porque não sabem andar, muito menos sem as rodinhas. Mas, pasmemo-nos, elas fizeram questão e eu lá joguei a cartada "ok, levamos as bicicletas mas tiramos as rodinhas, pode ser? E, em vez de serem a mãe e o pai a ensinar-vos a andar, serão os vossos colegas e monitores." Negócio fechado.
 
No Verão passado não tocaram nas bicicletas e eu e o pai, fartos de as termos a incomodar no arrumo, pendurámo-las - de vez - na parede da garagem. E, tal como o desfralde e o regressarem às aulas de natação e o comerem de faca e garfo e tantas outras coisas, desisti de as massacrar e pensei "que se lixe, há de ser quando elas quiserem". É agora.
 
Não estou com expectativas. Se não aprenderem a andar de bicicleta, não vem mal ao mundo por causa disso; quero que se divirtam com os colegas e que sejam felizes.Mas sem as rodinhas. Porque, por muito que digam que não faz mal, faz sim. Não tarda têm 10 anos, estão com 1,40 cm e os miúdos podem gozar com elas por ainda precisarem das rodinhas. Prefiro que andem a rasar com os pés e mandemos umas sapatilhas para o lixo.
 
E, quando estava eu e o pai, a digerir a boa surpresa e a pensar como será vê-las a andar de bicicleta, bem ou mal, mas à vontade delas e sem medos, eis que, por causa do calor, o rádio do carro começa a manifestar problemas e cala-se. E, lá de trás, nas suas calmas e com toda a naturalidade, diz uma piolha "olha, mãe, o rádio do carro f*deu-se".
E, nós, apanhados de surpresa, com o marido quase engasgado, lá tive eu de lhe dizer que aquilo é um palavrão muito feio e não se deve dizer. Que percebi a ideia mas é melhor e mais educado usar outra palavra, como "estragou-se", por exemplo...
 
E, pronto, é assim, sem um momento de sossego e com a linguagem em pleno desenvolvimento. E, honestamente, prefiro assim. As piolhas já foram crianças não-verbais. Usou uma palavra que ouviu algures e aplicou-a em contexto. Pontos para ela. 
 
 
 

 pPBS3-17951423reg.jpg

 
 
 
 
 
 ---------------- Estamos também no Facebook --------------------

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:12

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Comentar:

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens