Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A adorar!!

Desta vez, houve mais visualização de casos de crianças com quem a formadora tinha trabalhado, ao longo dos anos, que mostravam, além das dificuldades dessas crianças, o tipo de trabalho que tinha vindo a ser feito.

Tirei mais apontamentos que partilho, novamente:

 

 

 

E, deixo também, os apendices do livro com o mesmo nome. Possuem, além de uma breve explicação do que consiste cada área núcleo a desenvolver e respetivos objetivos a traçar, algumas sugestões de atividades, com ou sem recurso a imagens, bem como sugestões de brinquedos. Muitos destes até podem ser adpatáveis e construídos por nós - pais, professores/educadores ou terapeutas!

 

 

 

Houve um caso de estudo de uma criança "nossa", cujos pais ainda estão no caminho da aceitação (pfff, e que caminho... Já lá vão quase 2 anos desde o diagnóstico das minhas e, há dias, em que isso não me parece real...), mas rodeados por uma equipa fantástica, pronta para ajudar e avançar, um passo de cada vez. 

Ouvir algumas das questões colocadas pela formadora e respostas dadas pelos pais e terapeuta, foi como voltar atrás e rever algumas dessas coisas nas minhas... Parece tão longínquo e tão próximo ao mesmo tempo... Formou-se um nó na garganta mas, depois pensei na evolução que tiveram e naquilo que já conseguem fazer e a tensão foi-se desfazendo. Acho que não fui a única mãe a sentir isto...

Revi sugestões de atividades que foram realizadas com as minhas - e surtiram efeito -, aprendi novas técnicas para fazer acalmar a criança ou fazê-la parar se começar a fugir de nós (o pior medo aqui é o não responder ao chamamento - algo que uma das piolhas ainda não faz totalmente -, um receio revisto naquele pai).

 

E, por muito clichê que possa parecer, o caminho faz-se caminhando e bora lá em frente. O terapeuta está muito animado e motivado, há uma série de atividades e trabalho estruturado que pode ser feito e muito TPC para eu aprender e partilhar. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:24

 

Como já tinha referido anteriormente, estive (e ainda estou) envolvida na organização desta formação, com a terapeuta de formação Diane Lewis. Estou, simplesmente, a adorar. Ela tem uma energia (bem sei que metade dessa energia vem do recente vício pelo nosso café que ela acha delicioso e bebe baldes autênticos) contagiante e um espírito tão cativante que não há como resistir.

A formação, apesar de teórica, é muito dinânima e ela mostra-nos imensos vídeos do trabalho que realiza com crianças - na sua maioria autistas - com vários tipos de atrasos no desenvolvimento. E é através deste contacto com uma realidade destas que se verifica, cruamente, que o espectro autista é estupida e extremamente variado. Variado demais! Não há dois indivíduos iguais, com necessidades iguais ou objetivos específicos semelhantes... É quase um trabalho individualizado, de caso para caso.

 

Comprei o livro que promove, feito em parceria com Stanley Greespan - mentor do método DIR - (não quis arrepender-me de o ter ali tão perto e não o ter comprado) embora a maioria dos documentos, check lists, case study, artigos, sugestões de atividades e mais, estará disponível online, temporariamente no link www.arcilforma.com/ablc/  (para aceder aos conteúdos, basta explorar os ficheiros da diretoria), por sugestão da formadora.

Aproveitei para tirar aguns apontamentos - que também partilho (não liguem a erros/gralhas, por favor) - e, no final, ainda pedi à formadora para me assinar o livro. Fiquei particularmente sensibilizada por ter personalizado a dedicatória e se ter lembrado das minhas piolhas... (eu e o terapeuta da fala já tínhamos falado antes com ela sobre algumas coisas que trabalhávamos com elas).

 

 

E aqui ficam os apontamentos, com ideias bem giras e simples de atividades. A do jogo de movimentos como se fosse um jogo de tabuleiro já está agendada para se fazer muito em breve!

 

 

 

Não defendo nenhuma metodologia em particular, defendo sim o que resulta com as minhas piolhas, seja uma metodologia comportamentalista seja outra voltada para o desenvolvimento e a comunicação. Aliás, eu até acho, como leiga, que a metodologia ideal é a junção de todas elas... Estou apenas a partilhar algo que considero útil e de que gosto. E, apesar da responsabilidade acrescida com o espaço da ação e de ter o marido a fazer as vezes de técnico informático especialista, estou a gostar muito desta ação!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:51

Esta é uma formação, promovida pela ARCIL, que me interessa bastante e em cuja divulgação estou envolvida.

Aqui ficam algumas das informações mais importantes a respeito da formação Affect-Based Language curriculum:

 

-----------------------------------------

 

A ARCIL, Instituição Privada de Solidariedade Social, organiza e promove o 1º curso nacional sobre a metodologia ABLC - Affect-Based Language Curriculum, contando com a presença de Diane Lewis, coautora do currículo e conceituada clínica e investigadora, juntamente com Stanley Greenspan, um brilhante teórico e clínico do desenvolvimento infantil, mentor do método DIR. O curso realizar-se-á na Lousã, nos dias 26 e 27 de Maio de 2012.
 
Esta metodologia,  o ABLC, proporciona uma abordagem clinicamente comprovada que combina a metodologia FloorTime com a teoria e técnicas do desenvolvimento da comunicação, linguagem e fala cujo currículo pode ser criado em casa e/ou ambientes escolares e é apropriado para diferentes graus de dificuldades nos domínios mencionados. Pretende-se, com o curso intensivo de 2 dias, que os participantes aprendam o quadro teórico e a terminologia do ABLC, mas também que experimentem na prática o modelo, através do planeamento da intervenção para um aluno/cliente com quem estejam a trabalhar correntemente.  É um curso pioneiro em Portugal, apostando na formação inovadora destinada a pais, terapeutas e docentes, etc., pessoas que de um modo geral tenham interesse no acompanhamento de crianças ou adultos com competências comunicativas e linguísticas entre o nascimento e os 48 meses de idade.
As atividades a desenvolver durante o curso incluem sessões expositivas, observações de vídeos de estudos de caso e o trabalho prático supervisionado para desenvolvimento de um programa ABLC para um aluno/cliente.
 
As inscrições estão limitadas a 40 participantes. 
Para mais informações, por favor, consulte www.arcilforma.com ou contacte a ARCIL através do mail cursoablcportugal@gmail.com
Para que esta inovadora formação tenha lugar à sua concretização, contamos com o apoio de todos. Por favor, divulgue junto da sua lista de contactos ou interessados. Juntos chegaremos mais longe.
----------------------------------------
Acrescento um video com uma mensagem da formadora, em relação à sua metodologia e formação em Portugal:
E acrescento também um testemunho real, de uma mãe:
http://www.arcilforma.com/index.php?topic=13.0

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:05

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens