Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Como fazer um bolo arco-íris

por t2para4, em 10.08.14

E aqui se segue uma série de posts sobre o aniversário das piolhas que já deveria ter saído há imenso tempo... Mas, agora também dá.

 

As piolhas quiseram, à semelhança do que fizemos no ano passado, seguir o tema "My Little Pony". E, claro, o bolo teria que ser algo neste âmbito. Mas, ao invés de oo comprar, decidi fzê-lo eu mesma. Juro que, na véspera da sua confeção até dormi mal e sonhei com bolos coloridos grande parte da noite.

Fiz algumas pesquisas no google e dispensei os vídeos. E decidi seguir o mais simples e evitar confusões, até porque eu teria que fazer 2 (sim, dois) bolos: um para o almoço do dia de aniversário e outro para levarem para o ATL, no dia seguinte.

 

Assim, muni-me do que precisava e não tinha: corantes, uma forma redonda média sem buraco, muita paciência. E decidi-me por um bolo de iogurte, absolutamente banal.

 

A receita que usei foi esta, em dobro, para que o bolo ficasse alto e pesado, uma  vez que, a minha ideia, era que ele tivesse no mínimo 6 cores.

 

4 iogurtes de coco (que podem ser naturais ou de outro sabor qualquer)

1 copo (o do iogurte) de óleo

5 copos de açucar

8 copos de farinha

1 cálice de licor beirão (convém ser algo incolor ou com pouca cor)

8 claras (as gemas alteram as cores dos corantes. Guardei-as para usar em mousse de chocolate caseira, by Yämmi)

 

Não usei fermento e optei por bater as claras em castelo. No fim de misturados todos os ingredientes, pesei a massa que rondava os 2,700 kg. Dividi este valor por 6 e separei essa porção em 6 tacinhas, com a ajuda de uma concha.

 

Untei a forma com óleo e a ajuda de um pincel e polvilhei de farinha mas, na vez seguinte, já só pincelava com óleo.

Depois de tudo a postos, foi a vez de começar a colorir. E eu tinha que ser comedida pois os corantes tinham que dar para os 2 bolos.

Vermelho - gotas (usei umas 10) do corante vermelho mas ficous empre rosa. Não fiz questão de inventar mais nada.

Laranja - 6 gotas de corante amarelo e 2 de corante vermelho.

Amarelo - 10 gotas de corante amarelo.

Azul - 8 a 10 gotas de corante azul.

Verde - 6 gotas de corante amarelo e 2 de corante azul.

Roxo - 6 gotas de corante vermelho e 2 de azul.

No caso de as cores não ficarem ao gosto esperado, é só uma questão de ir juntando mais gotas até apurar. Não esquecer de lavar as varinhas entre massas, senão ficam as cores todas misturadas.

 

Vai ao forno, uma massa de cada vez (porque só tenho 1 forno e 1 forma), tipo panqueca. Fui espetando com um palito a ver quando estavam prontos - uns 10 a 15 minutos chegam - e depois virava a forma para cima de um pouco de folha de alumínio para irem arrefecendo. Entre cada fornada, não esquecer de untar a forma senão o bolo parte ou agarra.

 

 

 Depois de frios, é só encamá-los seguindo a ordem das cores do arco-íris. O recheio pode ser o que quisermos. Eu optei por usar chantilly num e natas batidas (mas ainda um pouco líquidas) no outro.

 

 

Fui pondo no frio enquanto ia preparando as coisas porque o chantilly depois não fica com a espessura desejada. No final, e com o calor que estava, de porta do frigorífico aberta, acabei de enfeitar o bolo: cobri-o de chantilly, salpiquei-o de confetes de açúcar coloridos, espeitei umas velas todas giras em cima de bases de açúcar e coloquei os poneis que as piolhas escolheram e que foram feitos pela Dragões e Criaturas Inc.

 

 

E, contrariando o marido e a minha mãe que achavam que o bolo não ia ficar nada de jeito e que valia mais comprar um e blá blá blá mi mi mi, eu fiz uma dança da vitória depois de sopradas as velas e fatiado. Estava lindo, húmido, delicioso!

 

 

O bolo do ATL foi apenas regado com as natas, depois de todo espetado com um palito das espetadas, e não levou recheio. Ficou mais simples mas igualmente saboroso e não sobrou nada para contar a história!

 

 

De manhã foi só colocar as mesmas decorações, enfiar o bolo numa caixa e ir cantar os parabéns e comer!

 

Como se vê, apesar do trabalho (afinal, acabei por fazer e cozer 12 bolos, no total), fica bem mais barato e imaginativo criar algo em casa. As piolhas estavam todas orgulhosas do seu bolo Rainbow Dash, feito pela mãe. E eu toda feliz por vê-las tão felizes. E é isso que importa!

E, sem o esperar, acabei por ter muita sorte: os gatos dormiram toda a tarde e não andaram debaixo dos meus pés a empatar-me; as piolhas estiveram entretidas no quarto, onde parecia ter passado um furacão força 10.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:02

Páscoa Feliz!

por t2para4, em 18.04.14

Hoje foi dia de nos dedicarmos à cozinha e à culinária.

Dia de meter a mão na massa, literalmente. 

Dia de "limpar a queijeira" como diz o marido e aproveitar todas as sobras de legumes e afins.

Dia de começar a pensar no que vamos fazer, em família, no domingo de Páscoa.

E foi um bom dia.

 

Folar de Páscoa, inspirado na "Dica da Semana"

 

 

 

Ingredientes e Preparação

600 gr de farinha

120 gr de açucar

100 gr de manteiga amolecida

leite qb

4 ovos

3 ovos cozidos

1 ovo para pincelar

12 gr de fermento de padeiro

raspa de 1 limão

erva doce qb

canela qb

 

Dissolver o fermento no leite morno e deixar repousar por 10 minutos. À parte, misturar a farinha, o açucar, a raspa de limão, a manteiga, os 4 ovos, a erva-doce e a canela e amassar muito bem (amassei com as mãos). Adicionar a mistura de fermento, amassar e deixar levedar durante 20 minutos. 

Dividir, depois, a massa em dois e entrançar. Colocar num tabuleiro untado (usei papel vegetal) e dispor os ovos cozidos no centro da rosca. Pincelar com o ovo mexido 3 levar ao forno por 30 a 40 minutos. Polvilhar com açucar em pó.

 

 

Folhado de legumes e bacalhau

 

 

Era para ter sido uma quiche mas a visita aos gatinhos e um problema elétrico no prédio durante a manhã mudaram-me as ideias.

Aproveitei todos os legumes que tinha no frigorífico ou congelados e provámos as primeiras favas do ano.

 

Ingredientes e Preparação

uma placa de massa folhada (das de compra)

meio alho francês

um qurto de pimento vermelho

um punhado de favas

meia lata de cogumelos

1 cenoura ralada

1 tomate picadinho

1 posta de bacalhau (a única que estava no meu congelador)

azeite qb

sal qb

1 ovo para pincelar

 

Coze-se o bacalhau à parte. Depois de desfiado, leva-se tudo ao lume, mexendo para não agarrar, e deixa-se estufar durante 10 a 15 minutos. Quando a água dos legumes estiver quase sumida, desliga-se e deixa-se arrefecer um pouco.

Num tabuleiro, estende-se a massa folhada, dispõe-se o preparado anterior no centro e unem as pontas da massa como se fosse um envelope. Pincela-se com ovo mexido e vai ao forno durante 20 minutos.

 

E, para o jantar, um belíssimo arroz de marisco, na companhia da tia!! Yay!!! E que bem que as piolhas comeram e gostaram. 

 

 

 

 

A Páscoa espera-se em família, no jardim de casa da avó, numa caça aos ovos elaborada e preparada pela tia.

 

Espera-se com dedos pintados e tingidos de cores por causa das pinturas de ovos (bought in lojas chinesas eh eh eh)

Espera-se rica em gastronomia, embora eu estivesse virada para algo mais tradicional e pesado (ai as saudades que eu tenho de uma boa chanfana... Até já tinha pedido a caçoila à minha mãe e tudo...) e estava mesmo tentada a assar borrego pela 1ª vez. 

Espera-se em momentos à volta da mesa com conversas de todos os géneros, com muitas gargalhadas, com muitos disparates.

Espera-se servida com Licor beirão, a certa altura, espero eu, eh eh eh

Espera-se em paz e sossego.

 

Uma Páscoa feliz para todos!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13

Waffles de iogurte

por t2para4, em 27.10.13

Para acabar com as neuras em casa (e os iogurtes a chegar ao prazo de validade)


Waffles de massa de bolo de iogurte


2 iogurtes de sabores ao calhas
1 copo de óleo (o copo do iogurte)
1 copo de açucar
2 copos de farinha
meio copo de chocolate picado
meio copo de licor beirão (esqueci de pôr...)
2 ovos

Mistura-se tudo com a batedeira, pincela-se a máquina de waffles com óleo e vai-se pondo a massa, retirando a waffle e pincelando até a massa acabar.
Voilà!
Lanche das piolhas amanhã e dos "meus meninos" da unidade de ensino estruturado 



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:29

Agora é só aviar waffles

por t2para4, em 09.08.13

Não resisti segunda vez e trouxe-a comigo. A coitadinha já me tinha lançado um apelo suplicante na semana passada, quando nos vimos pela primeira vez, mas fiz-me forte e não a trouxe.

Hoje, vi-a lá sozinha, a última do lote, tão bonita...

As piolhas acharam piada às suas formas e pronto. Peguei-a ao colo e viemos para casa fazer experiências. 

 

 

Portaste-te lindamente! As piolhas adoram as waffles ou gauffres! A partir de agora os pequenos-almoços e lanchinhos da escola terão muito mais piada e sabor eh eh eh 

E, assim terminou a nossa tarde:

 

 

 

Waffles e tremoços... Nham nham, viva o verão!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05

... made by piolhas.

 

 

Ingredientes:

O que der para aproveitar para fazer um bom bolinho. 

 

- 1 banana bem madura

- 1 iogurte de cereais

- 1 resto de coco (meia chávena)

- meia cháv de óleo

- 1 cháv de açúcar

- 2 cháv de aveia

- 4 ovos

- 1 c. s de fermento em pó

- canela à vontade

- farinha para polvilhar

 

Preparação:

 

 

 

 

 

 

 

 

Não esquecer de juntar o fermento, senão o bolo não cresce, pois não tem farinha.

 

 

Polvilhar com farinha, depois de besuntar com óleo ou margarina

 

 

Explicar para que serve um salazar e de onde surgiu o nome (nada de aulas de história, hã? Keep it simple), levar a forno pré-aquecido, durante 40 a 45 minutos, a 180 graus.

 

 

Voilà, o resultado final. Fica uma maravilha, muito húmido e saboroso. É uma atividade simples, limpa, divertida e saborosa - pois antecede lanches ou sobremesas! - para se fazer com crianças em casa, em dias menos aprazíveis para saídas ou praia/piscina. 

 

Bom apetite!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:47

Cozinhar a brincar, como diz o outro

por t2para4, em 31.07.13

Fizemos uma pizza caseira, vá, semi-caseira porque já comprei a massa feita. A ideia era pôr as piolhas a compô-la mas as brincadeiras com os pony eram bem mais interessantes. Mas lá as convenci.

Depois de mãos lavadas, massa esticada já na base para ir ao forno, forno a aquecer e molho de tomate já feito (um simples refogado de azeite, cebola e alho picados, polpa de tomate), a tarefa das piolhas era colocar os ingredientes.

 

Assim, o primeiro ingrediente foi o salame em rodelas:

 

 

Depois, como não há paciência para estar a espalhar pedacinhos de bacon e brincar com pony é que é fixe, despejam-se os ditos pedacinhos, mas, sem stresses, que a mãe compõe:

 

 

No final, polvilhar generosamente com queijo ralado (e meter uma  mão-cheia disso à boca só porque sim e porque sabe bem):

 

 

Vai ao forno até a massa estar cozida e, depois é só refastelarmo-nos com o resultado final! Além disso, é uma atividade divertida para fazer com os nossos filhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:09

Natal à mesa e não só

por t2para4, em 22.12.12

Esta semana, os pais foram convidados a ir ao infantário fazer doces de Natal com as crianças. Não me fiz nada rogada e participei com todo o gosto e fiz duas receitas. Uma é habitual fazer em casa e costuma ter aprovação das piolhas - bolachas de canela e limão. A outra foi uma novidade - mini tartes de fruta.

 

Munida de todos os ingredientes e utensílios, lá nos aventurámos. A receita foi escrita por cima de um desenho que uma da spiolhas fez e deixada no infantário à disposição.

 

Para as mini tartes de fruta precisamos de:

- puré de fruta (usei 3 maçãs, 3 pêras, 1 banana)

- 2 maçãs, 2 pêras, 1 banana cruas cortadas aos bocadinhos pequeninos

- 1 pau de canela

- 1 c. chá canela em pó

- 1/2 cálice de vinho do Porto

- passas q.b.

- 1 colher sopa de açucar amarelo

- massa quebrada ou folhada q.b. 

- 1 clara de ovo batida para pincelar

- açucar em pó

 

 

Juntar todos os ingredientes exceto o ovo e as massas quebrada/folhada e deixar ferver bem até a fruta ficar cozida. Reservar e deixar arrefecer. 

Estender as massas quebradas/folhadas (usei as de compra. Comprei imensas no Continente que tinham aproximação do fim do prazo de validade e congelei quase todas) e com uma forma redonda, cortar dois círculos e pôr um cima do outro. Colocar uma colherada de fruta por cima e tapar com massa cortada com uma forma de estrela. Pincelar com a clara de ovo batida para unir as massas. Os recortes de massa que sobrarem podem ser usados depois de unir tudo e estender.  

Fazer este processo até se acabar a fruta. 

Levar ao forno até a massa estar cozida (cerca de 15 a 20 minutos a 180º) e polvilhar com açucar em pó.

 

Eis como fica:

 

 

Não sei quantas tartes fiz mas deve ter ultrapassado as 40 :) Estavam deliciosas. Dá trabalho a fazer mas recomendo vivamente. E os filhote spodem ajudar, mesmo que as formas acabem por ter outras funções que as de cortar massa...

 

Entretanto, cá em casa, ainda há espaço para mais 2 presépios - que foram feitos no infantário - e os postais das piolhas que ocupam a sua posição de destaque na nossa lareira, perto do postal de Natal que já haviam feito antes.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:08

Meti as piolhas a sujar a cozinha e a descascar amendoins para fazer brittle de amendoim (caríssimos, ficou uma de-lí-ci-a!!!) e era ver cascas de amendoim por todo o lado e referências patetas ao Tico e Teco. Claro que as piolhitas não poderão (ainda) comer estas coisas mas ficam com o gostinho da ajuda.

 

Ontem à tarde, ainda fiz umas bolachas de aveia (depois de fazer os sabonetes, vi que me esqueci de arrumar o pacote de aveia e como não me dá muito jeito sair de casa com as piolhas doentes e apetecia-me comer umas bolachinhas, experimentei fazer). As piolhas não conseguiram comer porque lhes doía a boca. Das 20 e tal bolachas que fiz, hoje de manhã, já só haviam 4 que desapareceram num instante...

A culpa destas coisas é da Joana Roque e da Luarte que só sabem postar coisas boas (e simples, ainda para mais!) e eu, enfiada em casa com duas crianças amaleitadas, só me apetece enfardar... Mas, verdade seja dita, passamos um bom bocado na cozinha, eu e as piolhas. E se meter partir ovos, então, é o delírio total!

 

Amanhã não haverá aventuras culinárias: haverá mais uma panela de canja (a única coisa que ainda comem em condições normais) e adiantamento do jantar pois se não houver febre, iremos à sessão de terapia da fala.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:51

Contador

AmazingCounters.com


Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Visitas


Translate this page


Mensagens