Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O que passou pela cabeça da A mãe imperfeita para me convidar (e dar a honra) de apresentar o seu mai-novo eu não sei. E eu aceitei. Pronto, duas loucas cheias de juízo!! 😁😝
Mas estou a tratar de tudo com afinco e dedicação - e, vá, mais uns pozinhos. Podem ir à confiança. Eu não vou dar secas a ninguém, prometo!
Ponto de encontro: Alma Shopping em Coimbra, na Bertrand, dia 24 de novembro, às 17h.
Be prepared 😉

 

75561484_2465052810273955_5713155910772195328_o.jp

 

 

-------------- Estamos também no Facebook -------------------

publicado às 01:13

"Mães Cansadas Precisam de Ajuda e Não de Palpites"

Possibilidades ínfimas de enfiar este motto p'los olhos 'adentro' de algumas pessoas:
- impresso em t-shirts
- ímans de frigorífico
- distribuição viral e exaustiva nas redes sociais
- outdoors (desde os habituais de papel aos iluminados estilo Lefties em centros comerciais)
- cartões de visita
- pequeno merchandising do estilo réguas, porta-chaves, blocos de notas, autocolantes
- faixas luminosas
- suportes de matrículas para carros
- carimbos
- mensagens em talões de supermercado
- tatuagens
- etc etc etc

Portanto e como se vê, as possibilidades são inúmeras.
Já a minha paciência não é assim tão extensa.

#ohhajapaciência #raiospartam #palpiteirosdeserviço #gentesabichonasemnadasaber #euquerovivernumabolha #paremomundoquerosair #eujánascicansada #anotemeparemdemechatear #t2para4

 

 

-------------- Estamos também no Facebook -------------------

publicado às 00:42

As piolhas tomam café diariamente com conhecimento e aval do nosso médico. Não têm comorbidades associadas ao autismo que o impeçam. O reconhecimento clínico dos benefícios da cafeína pode ler-se em vários estudos e, aquando das minhas crises de enxaquecas, os médicos que me têm atendido nas urgências avisam-me sempre para que não quebre a rotina do tomar café.
A vantagem de termos mães atípicas como amigas é a nossa capacidade incrível de pensar fora da caixa. Está mãe atípica ofereceu-me os frasquinhos da imagem que são das palhetas do seu filho adolescente que tem diabetes. Testou e descobriu que são estanques. Dado o meu quase desespero de poder enviar café para as piolhas tomarem depois do almoço na escola, em especial, em duas de maior tensão, deu-me umas quantas. Avisou que o autocolante não sai facilmente. Assim, forrei e disfarcei. O café já vai frio para o recipiente e podem tomar quando e onde quiserem, sem necessidade de se explicarem.
No ano letivo anterior, as piolhas esqueceram-se de tomar café e, como houve ali uma quebra de rotina, quiseram compensar na escola. Ninguém lhes serviu café. E elas ficaram frustradas e sem perceber a intransigência do adulto. Um dos seus professores viu-as tão alteradas, inteirou-se da situação, ligou-me logo a pedir autorização e ofereceu-lhes o café. Ficou para sempre no meu coração. Foi o único que se importou.
Este ano não quis comprar esta guerra. Podemos encher os miúdos de refrigerantes com cafeína e açúcares e ninguém comenta mas somos condenados publicamente por lhes darmos café. E, se formos a locais onde não somos conhecidos e pedimos 4 cafés na presença delas, quem nos atende fica sempre na reserva. Se pedisse um refrigerante com 80% de açúcar e 2% de cafeína e uma data de E e outras letras já era na boa.
Não tenho paciência.

 

 

72466378_2469475679831668_8294742670861926400_o.jp

 

 

 

-------------- Estamos também no Facebook -------------------

publicado às 20:16

Ontem foi dia de descompensar. Foi complicado, muito complicado mesmo. Mas, pronto, entre muitas lágrimas e recriminações e dramas e ataques de adolescência pelo meio, tudo se resolveu e percebeu-se que, de vez em quando, há uns wake up calls para a vida - todos nós incluídos.
Adolescer não é fácil.
Andar na escola não é fácil (em especial quando parece que se promove a mediocridade em detrimento do esforço e do estudo e do empenho).
Encontrar a estratégia chave que funcione bem em casa E na escola não é fácil.
Estudar quando os outros não o fazem mas os pais assim o indicam, não é fácil.
Ser-se mãe e pai não é fácil.

As piolhas não são apaixonadas pela leitura - para meu grande desgosto. Na verdade, não gostam de ler. Mas têm de o fazer, não só para a disciplina que o pede como para si mesmas. E, para que não haja batotas, temos que ser criativos e inventar estratégias.
Em anexo, estão prints das nossas conversas sobre a leitura em curso. A piolha em casa, confortavelmente instalada no sofá, ao quente; a mãe a caminho do supermercado e a encostar o carro para responder ou a fazê-lo enquanto tratava das compras - o verdadeiro multitasking.
Se é o ideal? Não sei nem quero saber.
Se resulta? Sim, sem dúvida.
Se, no nosso caso, o telemóvel é tão bem mais que um simples telemóvel fonte de tantos problemas para tantos? Caraças, para nós, o telemóvel é uma ferramenta de trabalho. Mesmo através do WhatsApp.

 

No seguimento desta estratégia mui sui generis - de obrigar a piolha a ler, para sabermos quem roubou os cães - ou se eles fugiram -, eis algumas informações: o livro em leitura é da coleção "Uma Aventura", "Uma Aventura em Conímbriga", e pertence ao programa Ler Mais - uma das condições exigidas.

O que me ocorre, enquanto vamos trocando mensagens de forma a potenciar a leitura e fazer com que o trabalho seja apresentado com o devido conhecimento e rigor, é que estarei lixada com f se isto se mantiver quando chegarmos à fase do "Felizmente há luar" ou "Os Maias"...

 

73201041_2441151035997466_8223278211807576064_n.pn

74674473_2441398955972674_215706670787985408_n.jpg

 

 

 

-------------- Estamos também no Facebook -------------------

publicado às 17:32

No rescaldo da consulta

por t2para4, em 05.11.19

Tivemos consulta de autismo . E, como já recebemos os relatórios de avaliações e reavaliações, reli todos os instrumentos de avaliação usados para chegarmos à conclusão "adolescentes com perturbação do espectro do autismo".
Eu sei que é "só" autismo e, no nosso caso, felizmente, não há comorbidades associadas - exceto parassónias. Mas vai custar sempre. Custa menos que há uns anos mas dói. Dói rever nas outras crianças aquilo que as minhas foram. E dói tanto ver o caminho que fizemos até agora, sabe-se lá com que sacrifício. Os resultados são evolução, apesar das limitações pois ainda temos muito a trabalhar mas ainda custa.

No entanto, não há nada melhor do que ouvir de toda a equipa que nos acompanha desde 2010 e que viram quer nas miúdas quer nos pais - e até na avó! - o nosso pior e o nosso melhor, em todas as consultas, parabenizarem-nos pelo nosso trabalho, pela nossa postura, pela nossa assertividade. E que é assim em casa, na rua e na escola.

Quero deixar uma mensagem de esperança. Há dias negros como o carvão, em que duvidamos até da nossa capacidade de respirar, desconfiamos da nossa própria sombra e pensamos em tudo o que devemos e não devemos. Mas fazemos. Agimos. Vamos à luta. E isso faz toda - mesmo toda - a diferença. Porque, mesmo no meio da escuridão, há sempre uma estrela que brilha, há sempre um raio de sol. E isso dá-nos a energia de que necessitamos para continuar. Não duvidem do que fazem. Ninguém nos dá receitas milagrosas nem instruções infalíveis. Uma equipa coesa é crucial.

Como dizem os Coldplay "Nobody said it was easy
No one ever said it would be this hard
Oh take me back to the start".

Às vezes, é necessário voltar o início. Fazer um restart.

 

 

 

-------------- Estamos também no Facebook -------------------

publicado às 21:58

Direitos Reservados

Algumas das fotos publicadas neste blog são retiradas da Internet, tendo assim os seus Direitos Reservados. Se o autor de alguma delas discordar da sua publicação, por favor informe que de imediato será retirada. Obrigada. Os artigos, notícias e eventos divulgados neste blog tem carácter meramente informativo. Não existe qualquer pretensão da parte deste blog de fornecer aconselhamento ou orientação médica, diagnóstico ou indicar tratamentos ou metodologias preferenciais.


Mais sobre mim

foto do autor







Parceiros


Visitas


Copyright

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência. Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das identificadas www.t2para4.com/t2para4. Do mesmo modo, este blog faz por respeitar os direitos de autor, mas em caso de violação dos mesmos agradeço ser notificada.

Translate this page


Mensagens